A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Sarampo

Pré-visualização | Página 1 de 1

Paramixovírus 
· Pertence à família Paramixoviridae. 
· Gêneros principais: morbilivirus e pneumovirus. 
· Possuem RNA linear de fita simples em seu núcleo. 
· Se multiplicam no citoplasma da célula humana. 
Sarampo 
· O Morbilivirus é o agente causador do Sarampo. 
· Possui RNA negativo em seu núcleo, por esse motivo sua replicação é mais demorada. 
· O principal meio de transmissão é o contato direto entre pessoas, por meio de gotícula respiratórias, ou aerossóis, porém em menor frequência. 
· Quando o vírus tem acesso ao corpo humano ele irá migrar até chegar nos tecidos linfóides, e depois se disseminar para pele, vias respiratórias e conjuntiva. 
· O Sarampo possui um período de incubação de 10 a 14 dias. 
· O Período pródromo é caracterizado por febre alta, coriza, tosse, conjuntivite, fotofobia, além das manchas de Koplik. 
· Após esse período temos a fase exatemática, onde o exantema maculopapular inicia-se por trás das orelhas e face, progredindo para o tronco e extremidades dos membros em poucos dias. 
· Podemos ter um diagnóstico por meio da análise de IgG e IgM, quando o IgM está elevado significa que a doença está ativa e quando o IgG está aumentado significa que a pessoa está imunizada. 
· Não há tratamento para o Sarampo, mas a prevenção é feita por meio da vacina tríplice viral, que é composta por vírus atenuado. 
· O exantema maculopapular é causado pelas células T, que são direcionadas às células endoteliais infectadas pelo Sarampo. 
· Forma atípica do Sarampo: Acontece em crianças que tem deficiência em células T, então elas apresentam pneumonia por células gigantes, sem exantema. 
· Como o vírus entra nas células alvo? O vírus interage com receptores SLAM ou CD510 em linfócitos T e B, gerando uma perda da memória imunológica. O vírus também com CD46 em células epiteliais, gerando lesões na pele.