A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
BancodedadosEstacioResumoAvliações

Pré-visualização | Página 1 de 3

Qual comando utilizado para conceder as permissões de SELECT e INSERT na tabela aual1 para o usuário db1.
	
Grant SELECT, INSERT ON aula1 TO db1;
Acesso de usuários, erros ou problemas com lock e outras operações que aconteceram no servidor são registradas pelo processo
	
Logger
O processo dos PostgreSql responsável pela gravação do Log de Transações é o 
Wal writer
O arquivo do PostgreSql que define quem pode acessar o SGBD é o 
pg_hba.conf
Os processos do PostGreSql responsável por atender as conexões dos usuários denomina-se
 	
Postgres Backend
A estrutura de memória do PostGreSql que armazena as operações de log e os blocos de dados denomina-se
Shared Memory
Qual comando utilizado para conceder as permissões de SELECT e INSERT na tabela aual1 para o usuário db1.
Grant SELECT, INSERT ON aula1 TO db1;
A estrutura de diretórios do servidor é normalmente denominada 
pgdata
Acesso de usuários, erros ou problemas com lock e outras operações que aconteceram no servidor são registradas pelo processo
waL WIRITE
O arquivo do PostgreSql que define quem pode acessar o SGBD é o 
	
pg_hba.conf
A estrutura de diretórios do servidor é normalmente denominada 
pgdata
	
Q - Após a instalação do postgreSQL no Windows, estará disponível na barra de programas o Stake Build, o pgAdmin 4, o SQL Shell e a Documentação. Assinale a alternativa que explica o SQL Shell?
R - Utilitário executado a partir da linha de comando para trabalhar com bancos de dados.
.
Q - A porta padrão para a instalação do Postgresql é a:
R - 5432
Q - Para baixar os fontes no Ubuntu Server para fazer a instalação será utilizado:
R - Wget
Q-Qual a finalidade do pgAdmin4?
R-Ferramenta grpafica de administração do banco de dados PostgreSQL.
Q- Como se denomina a instalação por pacotes pré-compilados que não estejam no repositório da distribuição do Linux?
R- Personal Package Archives
Q-Para fazer a instalação pelo repositório no Ubuntu você irá utilizar a ferramenta:
R-apt-get
Q - Para forçar o postmaster a reler os arquivos de configuração sem parar o servidor o modo do pg_ctl deve ser
R - reload
Q-O tipo de parada do Postgresql que equivale ao servidor ser desligado por falta de energia é o:
R-Immediate
Q-A criação de um novo cluster de banco de dados é realizada utilizando o utilitário:
R-initdb 
Q-O arquivo que impede que o PostGreSql seja executado em duplicidade é o:
R-postmaster.pid
Q-Qual das opções abaixo é um passo para adicionar o diretório dos binários ao path do superusuário no Linux do banco (postgres) e definir a variável de ambiente PGDATA que indica o diretório de dados do SGBD? 
R-Editar o arquivo bashrc.
Q-Para iniciar o banco de dados voce deve utilizar o aplicativo
R-pg_ctl
Q-Para alterar o nome de um database de aula para prova o comando seria:
R-ALTER DATABASE aula RENAME TO prova
Q-Assinale o resultado do comando: Drop Database Aula1;
R-O comando irá remover a base de dados
Q-Qual é utilizado para criar uma base de dados. Assinale a resposta correta.
R-create database
Q-Para criar um novo database chamado prova como cópia do database aula o comando seria:
R-CREATE DATABASE prova TEMPLATE aula;
Q-NO PGADMIN4 para eliminar um banco de dados ao clicar com o botão direito no nome do banco voce deve escolher no menu de contexto a opção:
R-DELETE/DROP
Q-Como é chamado o diretório onde ficam armazenadas as bases de dados, existindo um diretório para cada base de dados.
R-Base
Q-Analise o comando executado abaixo e selecione a resposta correta
DROP SCHEMA base1;
\dn
R-Deleta e confirma a remoção do esquema base1
Q-ara criar um esquema no banco de dados o comando é
R-Create Schema
Q-Para estabelcer o caminhod e procura como public e aula , nesta ordem o comando é:
R-SET search_path TO public, aula;
Q-O esquema que normalmente é criado a partir do template1 é o :
R-PUBLIC
Q-No PGADMIN4 para alterar o nome de um esquema ao clicar com o botão direito no nome do esquema você deve escolher
R-PROPERTIES
Q-Para criar um esquema chamdo aula como uma tabela de mesmo nome dentro o comando seria:
R-Create Schema aula Create Table aula (mat integer)
Q-O comando para eliminar uma espaço de tabelas é:
R-Drop tablespace
Q-Ao dar o comando ALTER TABLESPACE podem ser alterados:
R-O nome e o proprietário
Q-Assinale a alternativa INCORRETA, a respeito do comando:
CREATE TABLESPACE nome_do_espaço_de_tabelas [OWNER nome_do_usuário] LOCATION 'diretório'
R-Os nomes dos espaços de tabela podem começar com pg_.
Q-No PGADMIN4 para alterar um tablespace ao clicar com o botão direito no nome você deve escolher
R-PROPERTIES
Q-O comando do psql que mostra todos os tablespaces é o
R-\db
Q-O elemento que permite que voce armazena tabelas muito acessadas em um disco mais rápido denomina-se
R-Tablespace
Q- comando do psql que mostra todos os usuários é o
R-	
\du
Q-O comando GRANT concede privilégios para um ou mais usuários ou grupos de usuários sobre objetos (tabela, visão, sequência, banco de dados, função, linguagem procedural, esquema ou espaço de tabelas).
Qual dos itens abaixo não pode ser concedio pelo comando GRANT como privilégio de objeto?
R-ROLE
Q-Qual o comando utilizado para conceder as permissões de SELECT e INSERT sobre a tabela aula para o usuário db1.
R-Grant SELECT, INSERT ON aula TO db1;
Q-Para criarmos uma role com direito de conexão ao banco de dados e senha o comando seria
R-CREATE ROLE prova LOGIN PASSWORD '12345'
Q-Três dos privilégios que podem ser concedidos em tabelas do PostGreSql são:
R-SELECT, TRIGGER, RULE
Q-No PostgreSql o controle de acesso e de privilégios é realizado a através de:
R-ROLES
Q-No MVCC quando o id de uma transação que alterou um dado maior que o da transação que o está consultando :
R-Retorna um snapshot do dados coerentes com a transação de consulta
Q-Selecione a alternativa que cria um registro no arquivo pg_hba.conf, com a seguinte caracteristica:
#Permitir que qualquer usuário de hosts da rede 10.112.4.0/24 se conectem ao banco aula1 com senha para acesso.
R-# TYPE DATABASE USER CIDR-ADDRESS METHOD
 local aula1 all 10.112.4.0/24 md5
Q-No arquivo pg_hba.conf valores possíveis para type são:
R-host , local , hostssl
Q-Os registros dentro do segmento de WAL são identificados pelo:
R-LSN
Q-No arquivo pg_hba.conf linhas começadas com # são:
R-Comentários
Q-Para criar um banco de dados chamado prova utilizando o conjunto de caracteres SQL_ASCII sendo que o padrão do cluster é UTF8, deve ser dado o comando:
R-REATE DATABASE prova WITH ENCODING=SQL_ASCII TEMPLATE=template0;
Q-Utilizando a linha de comando, faça a limpeza no banco de dados postgres na tabela AULA no modo verbose.
Assinale a alternativa correta?
R-VACCUM VERBOSE public.aula;
Q-Para recuperarmos todo espaço não utilizado pelos dados devemos dar o comando
R-VACUUM FULL
Q-Para evitar o erro de reinicio das transações a linhas da tabela devem:
R-Sofrer um congelamento
Q-O Linux fornece uma série de ferramentas para monitorar os seus processos. Entre elas, podemos destacar:
R-top
Q-A visão do catalogo do PostGreSql que nos mostra é as informações de acesso para cada tabela do banco é a:
R-pg_stat_all_tables
Q-No PGADMIN4 para podermos realizar o VACUUM devemos escolher no menu de contexto, acionado pelo clique do botão direito no nome do banco, a opção:
R-MAINTENANCE
Q-A opção do pg_restore que restaura apenas os dados -e
 
R- -a
Q-Para ativar o arquivamento dos segmentos de wal no servidor voce deve configurar os seguintes parametros no postgresql.conf
R-wal_level, archive_level e archive_command
Q-A opção do pg_dump que determina que se salve apenas os metadados é a
R- -s
Q-Para fazer o dump no formato personalizado o comando deverá ter a opção
R-

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.