A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
TÉCNICAS DE PROGRAMAÇÃO Atividade 4

Pré-visualização | Página 2 de 2

corretamente os trechos de código às lacunas observando de maneira certa o modo de abertura do arquivo (“ r”), a função de leitura de uma linha a partir de um arquivo textual (“ fgets()”) e o deslocamento dentro da linha (“ prodB*3”).
	
	
	
· Pergunta 7
1 em 1 pontos
	
	
	
	Quando se manipula um arquivo, às vezes temos a necessidade de alterar informações ou incluir novas. Para tanto, funções “ fseek()”, “ fgets()”, “ fputs()”, “ fgetc()” e “ fgets()” podem ser utilizadas. Dentre as alternativas a seguir, assinale V para verdadeiro e F para falso. 
( ) a função “ fseek()“ não admite valores negativos para o seu deslocamento mesmo quando utilizada com o parâmetro “SEEK_CUR”; 
( ) no caso de gravarmos uma informação no meio do arquivo, a informação será sobrescrita; 
( ) no caso de gravarmos uma informação no meio do arquivo, toda a informação abaixo do ponto a receber a nova informação será deslocada; 
( ) a função “ fseek()“ admite três pontos de referência para o seu deslocamento: a partir do início do arquivo (SEEK_SET), a partir da posição corrente (SEEK_CUR) e a partir do fim do arquivo (SEEK_END). 
Assinale a alternativa que você julgue ter a sequência correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
F, V, F, V.
	Resposta Correta:
	 
F, V, F, V.
	Feedback da resposta:
	Parabéns! Sua resposta foi a correta! Pelo fato da função “ fseek()” utilizar, como parâmetro de deslocamento, um tipo “ long int”, valores negativos podem ser colocados para que seja realizado, um deslocamento de retrocesso do ponteiro do arquivo ou a partir do ponto referenciado. Assim como em vetores, a escrita em posições já gravadas provoca a sobreposição de informações.
	
	
	
· Pergunta 8
1 em 1 pontos
	
	
	
	Em diversas situações, nos arquivos textuais, faz-se necessária a substituição de palavras. Para essa questão, analise o código a seguir que coleta linha por linha de um arquivo texto e realiza a substituição de palavras. Na análise, preencha as lacunas com os códigos correspondentes. 
#include <stdio.h> 
#include <string.h> 
 
  
void ProcessaLinha(char linha[],char nome_ret[],char nova_palavra[]) 
{ 
int i=0; 
char tmp[40]; 
for(;i<strlen(linha)-strlen(nome_ret);i++) 
if(!strncmp(&linha[i],nome_ret,strlen(nome_ret))) 
{ 
strncpy(tmp,linha,i); 
tmp[i]='\x0'; 
strcat(tmp,nova_palavra); 
strcat(tmp,&linha[i+strlen(nome_ret)]); 
strcpy(linha,tmp); 
} 
} 
 
  
int main() 
{ 
char linha[40],nome_ret[11],nova_palavra[11]; 
FILE *arq,*arqtmp; 
arq=fopen("atividade.txt","___"); 
if(arq==NULL) 
{ 
printf("Erro de abertura de arquivo origem."); 
return 0; 
} 
arqtmp=fopen("atividade_tmp.txt","___"); 
if(arq==NULL) 
{ 
printf("Erro de abertura do arquivo temporario."); 
return 0; 
} 
printf("Palavra a ser substituida (ate 10 letras): "); 
gets(nome_ret); 
printf("Nova palavra (ate 10 letras): "); 
gets(nova_palavra); 
while(1) 
{ 
fgets(linha,40,arq); //fgets() lê toda a linha até o <enter> 
if(feof(arq)) 
break; 
ProcessaLinha(linha,nome_ret,nova_palavra); 
____(linha,arqtmp); 
} 
fclose(arq); 
fclose(arqtmp); 
if(remove("atividade.txt")) 
printf("Erro na remocao.\n"); 
else if(rename("____", "____")) 
printf("Erro no renomeamento.\n"); 
return 0; 
} 
Assinale a alternativa que você julgue possuir a sequência correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
. r ; w ; fputs ; atividade_tmp.txt ; atividade.txt .
	Resposta Correta:
	 
. r ; w ; fputs ; atividade_tmp.txt ; atividade.txt .
	Feedback da resposta:
	Parabéns! Sua resposta foi a correta! Você observou corretamente os tipos de abertura necessários para o arquivo origem das informações e para o arquivo temporário; e, também, a necessidade do uso da função “fputs()” para a gravação no arquivo temporário e os parâmetros da função “ rename()”.
	
	
	
· Pergunta 9
1 em 1 pontos
	
	
	
	Na linguagem C, encontramos dois tipos de arquivos: os arquivos textuais e os arquivos binários. Nos arquivos textuais, as informações são gravadas como strings, independentes de seu tipo; porém, para tal, devemos usar algumas funções específicas. Para os comandos abaixo, assinale com (T) aquele(s) que serve(m) unicamente para arquivos textuais, com (B) para arquivos binários e, com (A) aquele(s) que serve(m) para ambos. 
( ) fwrite() 
( ) fputs() 
( ) fputc() 
( ) fread() 
( ) fopen() 
Assinale a alternativa cuja ordem você julgue ser correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
B, T, T, B, A.
	Resposta Correta:
	 
B, T, T, B, A.
	Feedback da resposta:
	Parabéns! Sua resposta foi a correta! As funções “ fputs()” e “ fputc()” são utilizadas exclusivamente nos arquivos textuais para a gravação de strings e de caracter, respectivamente. Para os arquivos binários, utiliza-se “ fwrite()” e “ fread()”. A abertura é realizada por meio da função “ fopen()” independentemente do tipo do arquivo.
	
	
	
· Pergunta 10
1 em 1 pontos
	
	
	
	Na programação em C, podemos encontrar duas formas distintas de se abrir um arquivo (textual ou binária) aliadas aos modos que esse arquivo será manipulado. Para essa questão, analise o código a seguir, que manipula um arquivo binário, e preencha a lacuna corretamente. 
. . . 
FILE *arq; 
int codigo; 
char buffer[35]="algo a ser escrito no arquivo\n"; 
arq=fopen("exercicio.dat","____"); 
if(arq==NULL) 
{ 
printf("Erro de abertura do arquivo.\n"); 
return 0; 
} 
... 
if(!fread(&codigo,sizeof(int),1,arq)) //caso o arquivo ainda esteja vazio 
codigo=0; 
else 
codigo++; 
... 
if(!fwrite(&codigo,sizeof(int),1,arq)) 
printf("erro na gravacao do codigo.\n"); 
else 
if(!fwrite(buffer,35,1,arq)) 
printf("Erro na gravacao do buffer.\n"); 
fclose(arq); 
. . . 
Considerando que, caso o arquivo não exista, será criado um novo e caso exista, os dados deverão ser mantidos, assinale a alternativa que corresponda ao preenchimento da lacuna.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
ab+.
	Resposta Correta:
	 
ab+.
	Feedback da resposta:
	Parabéns! Sua resposta foi a correta! Você observou corretamente a consideração final: “ caso o arquivo não exista, será criado um novo e caso exista, os dados deverão ser mantidos”. Caso fosse colocado “ r+”, o arquivo deveria existir para ser aberto; caso a abertura fosse “ w+”, o arquivo sempre seria criado. Então, sobra o modo “ a+”. Pelo fato de aparecer “ fwrite()” e “ fread()”, então, o arquivo é binário. Sendo assim, “ ab+”.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.