A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
Sistema Tegumentar

Pré-visualização | Página 1 de 2

Sistema Tegumentar 
 
Sistema que compõe a pele e seus anexos 
Funções: atua contra a desidratação, atrito, raios ultravioletas, contra 
invasão de microrganismos, recebe informações sobre o ambiente (SNC) e colabora na 
termorregulação (tecido adiposo). 
 
Pele: Constituída por uma camada de células em processo de descamação sendo este o 
final de diferenciação das células. Apresenta queratina e revestimento de tecido 
epitelial tendo a queratina variável de acordo com a posição, temos os folículos pilosos 
(pêlos), gl sebáceas e sudoríparas, grande área de vascularização na hipoderme, poros 
das gl sudoríparas, presença de células táteis no epitélio, terminações nervosas livres, 
corpúsculo de Paccini, Krause e Meissner. 
 
Camadas da pele: 
 Epiderme: Queratina e ep de revestimento, 
 Derme: Tecido conjuntivo, 
 Hipoderme: Muito adipócito unilocular organizados em lóbulos, 
OBS: epiderme e derme tem uma relação entre elas por meio de irregularidades (cristas 
epidérmicas e papilas dérmica) nos tecidos que aumentam a fixação entre eles, em 
maior quantidade nas áreas de atrito. 
Tipos celulares presentes na pele: 
Queratinócito (+ abundante), melanócito, células de Langherans e células de merkel 
Epiderme: 
pele grossa: 
 camada basal – mais profunda, mitoticamente ativa (regulação controlada), as 
 células originadas são destinadas até a superfície atingindo seu máximo grau de 
 diferenciação. Apresenta células cúbica e por vezes colunar. 
 camada espinhosa - junções intracelulares, células com arranjo mais poliédrico. 
 camada granulosa - presença de grânulos que liberam proteínas que formam a 
 filagrina, a qual atua no processo de agregação de filamentos de queratina, o 
 núcleo será destruído, assim como as organelas, e a queratina se torna cada vez 
 mais abundante causando a morte celular (apoptose), formando uma camada 
 de células mortas de queratina que são constantemente descamadas, esse 
 processo ocorre entre 45 e 47 dias para que uma célula originada na camada 
 basal seja descamada. Apresenta células mais pavimentosas com grânulos. 
 Camada lúcida – exclusiva da pele grossa, em contato com a granulosa (camada 
 em que núcleos são destruídos) 
 camada córnea – mais superficial, conclusão desse processo de destruição 
 
OBS: pele fina não tem a camada lúcida 
 
Classificação: pele grossa e pele fina geralmente são classificadas pela espessura do 
epitélio da epiderme e queratina, porém pode ser classificado como grossa pela 
espessura da derme (nas costas). 
 
Queratinócitos: apresentam áreas entre as células onde passam a matriz e vemos as 
junções intracelulares que são tracinhos 
 
Barreira de proteção: contra desidratação formando uma barreira hídrica de 
lipoproteína. 
 
Psoríase: autoimune, não contagiosa, resultado de uma intensa atividade mitótica da 
camada basal, o que deveria ocorrer em 45 dias ocorre em 8 levando ao acúmulo de 
células na região. 
Cor da pele: influenciada pelos melanócito, genética, alimentação, exposição solar, 
etnia. O que leva a diferença de cores é a metabolização da substância melanina, de 
forma que uma pessoa de pele escura tem a mesma quantidade melanócito que uma 
de pele clara, porém na pele clara a melanina é mais degradada, enquanto na pele mais 
escura ela permanece por mais tempo. Na exposição ao sol temos a maior fixação da 
melanina retardando o processo de degradação, pois a melanina realiza a proteção do 
núcleo contra a radiação solar assim como seu material genético. 
 
Melanócito: produz melanina, seus prolongamentos se projetam nos queratinócitos de 
forma a injetar a melanina nestas células, a proporção é de um melanócito para 36/40 
queratinócitos. 
Melanogênese: formação de melanina. A enzima tirosinase que degrada/oxida a 
tirosina, a qual será convertida em melanina. Temos o melanossomo com o papel de 
conter a melanina, o qual é um vacúolo que migra para os prolongamentos da célula 
que irá fazer a injeção da melanina nos queratinócitos, os melanócitos não são 
identificados 
 
Albinismo: alteração genética, ocorre uma mutação na enzima tirosinase que é mutada 
ou sem função, por isso não ocorre a formação da melanina, visto que a ausência da 
enzima leva a falta de oxidação da tirosina que seria convertida em melanina. 
Vitiligo: doença autoimune, ocorre destruição por parte do linfócito T que vão destruir 
os melanócitos. 
 
Célula de Langherans: são células dendríticas, não são passiveis de identificação, estão 
relacionadas com a defesa, sendo essas apresentadoras de antígenos para uma célula 
que possa destruí-lo. 
Células queratinocíticas: são os queratinócitos. 
Células não queratinocíticas: o resto das células que não são identificadas com precisão. 
Células de Merkel: células que se ligam diretamente a fibras nervosas, a axônios de 
neurônios diferentes, logo captam os estímulos mecânicos percebidos pela pele sendo 
transferidos para o SNC. 
 
Derme: 
Porção abaixo da epiderme, 
É composta por tecido conjuntivo de densidade variável, 
Dividida em duas porções: 
 Derme papilar - Tecido conjuntivo frouxo vascularizado (micro vascularização), 
 essa é a derme papilar devido à presença das papilas dérmicas de TC, possui 
 colágeno 1, 3 e 4 
 Derme reticular – Tecido conjuntivo denso (fibras grossas), semelhante a uma 
 rede. Possi colágeno tipo 1. 
Fibras: na derme temos grande quantidade de fibras elásticas (primeiro são 
oxitalânicas, ocorre deposição de elastina se tornando elaunínicas e mais deposição gera 
as fibras elásticas). Essa elasticidade vai atuar como proteção da pele e órgãos 
subjacentes. 
 
Processo de cicatrização: células-tronco formam um novo tecido, o tecido de 
granulação que é formado será gradativamente removido enquanto os tecidos são 
reconstituídos, uma inflamação pode gerar um retardo nesse processo, esse é um 
processo de reparo formando cicatrizes 
 
Hipoderme: mais profunda, grandes depósitos de adipócitos uniloculares arranjados 
em lóbulos separados por septos de TC, grandes plexos arteriais, venosos e linfáticos, 
função de regulação da temperatura, adipócitos como fonte de energia, 
 
OBS: epiderme não é vascularizada 
 
 
 
 
Queimaduras: comprometimento das camadas da pele, esses graus estão relacionados 
com as camadas da pele. De primeiro grau temos afetada a epiderme (queimadura de 
sol), na queimadura de segundo grau o dano atinge boa parte da derme e na 
queimadura de terceiro grau temos o comprometimento de todas as três camadas. 
 
Receptores sensoriais da pele: 
Terminações nervosas livres - são extensões axonais que perdem a mielina nessa região, 
por isso elas conseguem entram entre os queratinócitos e melanócitos, sendo capazes 
de receber alterações sensoriais na pele, 
Células encapsuladas - corpúsculo de Paccini é relacionado com a percepção de 
 alterações de pressão e vibração, 
 corpúsculo de Meissner faz a identificação tátil, 
 corpúsculo de Krauser que identifica variações térmicas 
 
Anexos da pele: 
Pelos: cada pelo é originado de uma invaginação na pele chamada de folículo piloso, o 
qual em fase de crescimento apresenta uma dilatação terminal que é o bulbo piloso, no 
seu centro observamos a papila dérmica (ocorre nutrição pelos micro vasos). As células 
que recobrem a papila dérmica formam a raiz do pelo de onde surge seu eixo. A medula 
do pelo pode ser formada por uma célula grande, vacuolizada e fracamente 
queratinizada. Ao redor da medula do pelo temos seu córtex do pelo formado por 
células queratinizadas e dispostas compactamente, células mais periféricas formam a 
cutícula do pelo que é formada por células fortemente queratinizadas envolvendo o 
córtex em escamas. Das células epiteliais mais periféricas se originam duas bainhas 
epiteliais (uma interna e outra externa) que envolvem o eixo do pelo na sua porção 
inicial. Na bainha conjuntiva do folículo piloso (mais