A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
20 pág.
exercícios CONGRESSO DE VIENA ERA NAPOLEÔNICA COMUNA DE PARIS

Pré-visualização | Página 1 de 6

VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 1 
 
LISTA DE EXERCÍCIOS CONGRESSO DE VIENA, ERA NAPOLEÔNICA E COMUNA DE PARIS. 
1. (Uema 2015) “Aproximamo-nos do segundo centenário do Congresso de Viena, quando, depois da Revolução 
Francesa e das Guerras Napoleônicas, delegações de praticamente todos os estados europeus então se 
aproximaram para participar dessa cúpula histórica entre setembro de 1814 e junho de 1815, na cidade de Viena”. 
 
Fonte: Associação dos Historiadores Latino-Americanos e do Caribe – ADHILAC. Disponível em: 
<http://adhilac.com.ar/?p=9219>. Acesso em: 21 set. 2014. (Adaptado e traduzido do espanhol) 
 
 
Explique a função do Congresso de Viena no processo de reorganização dos países europeus após a 
derrota de Napoleão Bonaparte. 
 
2. (Ufu 2015) Durante o Congresso de Viena, estabeleceram-se as bases políticas e jurídicas para uma nova 
ordenação da Europa destinada a durar um século redondo. O resultado dos pactos inaugurou uma época na qual os 
conflitos externos foram poucos; por outro lado, aumentaram as guerras civis e a “revolução” se fez incessante. 
 
KOSELLECK, Reinhart. La época das revoluciones europeas: 1780-1848. México: Siglo XXI, 1998. p.189. 
(Adaptado). 
 
 
A constituição do Congresso de Viena, em 1815, evidenciava a instabilidade da geopolítica da Europa, e tinha entre 
seus objetivos 
a) o incentivo aos movimentos de libertação colonial, como forma de reduzir os conflitos que pudessem 
ameaçar o equilíbrio europeu. 
b) a recomposição do equilíbrio europeu sob o domínio das forças conservadoras, antirrevolucionárias e 
anti-iluministas. 
c) a preservação das aspirações nacionais de vários povos europeus, com o objetivo de evitar novos 
conflitos que colocassem em risco o equilíbrio da Europa. 
d) a aceitação das fronteiras nacionais existentes em 1815, o que era visto como essencial para o fim dos 
conflitos entre as grandes potências. 
 
3. (Ufes 2015) Em 9 de junho de 1815, encerrou-se o Congresso de Viena, que contou com a presença de 
representantes diplomáticos das principais nações europeias, após mais de uma década de conflitos intitulados, 
posteriormente, de guerras napoleônicas. 
 
a) Analise dois impactos das guerras napoleônicas para o Brasil. 
b) Indique duas consequências ou resultados do Congresso de Viena para os países europeus. 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 2 
 
4. (Espcex (Aman) 2015) No início do século XIX, Napoleão Bonaparte ordenou a ocupação de Portugal, 
motivando com isso a fuga da família real portuguesa para o Brasil. Esse evento desencadeou 
primeiramente a(o) 
a) Conjuração Baiana. 
b) abdicação de D. Pedro I. 
c) elevação do Brasil à categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves. 
d) introdução das ideias revolucionárias francesas no Brasil. 
e) estabelecimento do Pacto Colonial. 
 
5. (G1 - ifsc 2015) Em 1806, o Imperador francês Napoleão Bonaparte anunciou o Bloqueio Continental à 
Inglaterra, estabelecendo que nenhum país europeu poderia comercializar com os ingleses. O rei de 
Portugal, pressionado pela onda liberal da Revolução Francesa e apoiado pela Inglaterra, fugiu para a 
colônia portuguesa, na América, para esperar a situação se normalizar. 
 
Com relação à presença da Família Real portuguesa no Brasil é CORRETO afirmar que: 
a) A Revolução Farroupilha, ocorrida no sul do Brasil, tinha como principal objetivo expulsar a Corte 
portuguesa e proclamar a independência da colônia americana. 
b) Salvador foi elevada à condição de capital do Reino Unido de Portugal e Algarves, tornando-se o maior 
centro político, econômico e cultural da colônia. 
c) A presença da Corte portuguesa no Brasil, exercendo um governo absolutista e conservador, contribuiu 
para retardar a Independência do Brasil, pois as melhorias administrativas e econômicas deixaram a 
elite liberal brasileira satisfeita. 
d) Chegando ao Brasil, D. João VI tratou logo de cumprir o prometido aos ingleses e decretou a abertura 
dos portos, em 1808, para as nações amigas comercializarem diretamente com a colônia. 
e) Em 1821, os franceses foram expulsos de Portugal e D. João VI foi chamado para assumir o trono 
português, mas ele preferiu ficar no Brasil. Esse fato ficou conhecido como “Dia do Fico”. 
 
6. (Uema 2015) O mapa abaixo representa a divisão geopolítica europeia no início do século XIX, 
destacando a estratégia militar napoleônica conhecida como Bloqueio Continental. 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 3 
 
 
 
A linha de Bloqueio Continental que se estende de Portugal até a Noruega, representada no mapa, revela a intenção 
francesa de 
a) integrar a economia europeia, com a isenção das tarifas alfandegárias. 
b) fortalecer a França, garantindo-lhe a livre circulação pelos portos britânicos. 
c) desenvolver a economia espanhola, consolidando seu monopólio comercial na Península Ibérica. 
d) isolar a Grã-Bretanha, impedindo-lhe o acesso a importantes mercados da Europa continental. 
e) inibir o comércio de escravos oriundos de portos africanos, situados ao norte da Linha do Equador. 
 
7. (Fgvrj 2015) Napoleão Bonaparte assumiu o poder na França, em 1799. A partir do chamado Golpe do 
18 Brumário, tornou-se primeiro cônsul, depois primeiro cônsul vitalício e, posteriormente, imperador. 
Durante o seu governo, 
a) retomou as relações com a Igreja Católica e permitiu total autonomia dos seus sacerdotes. 
b) estabeleceu uma monarquia parlamentarista, nos moldes do sistema de governo vigente na Inglaterra. 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 4 
 
c) estabeleceu um novo Código Civil que manteve a igualdade jurídica para os cidadãos do sexo 
masculino e o direito à propriedade privada. 
d) procurou retomar antigas possessões marítimas francesas, envolvendo-se em uma guerra desgastante 
no Haiti e no sudeste asiático. 
e) aliou-se aos “sans culottes”, grupos mais radicais da Revolução Francesa, e, por isso, foi derrubado em 
1814. 
 
8. (G1 - cftrj 2014) As guerras napoleônicas e a invasão francesa da Península Ibérica (1807-1808) resultaram na 
transferência da Corte portuguesa e de setores dirigentes do Estado português para o Brasil, criando uma situação 
inédita para a principal colônia portuguesa. Entre as mudanças trazidas, assinale a opção que expressa a opção 
verdadeira: 
a) A transformação do Rio de Janeiro em sede da monarquia portuguesa trouxe uma série de benefícios 
para esta cidade, como a criação de indústrias, centros culturais e universidades. 
b) A transferência da sede do Império português para o Brasil era um projeto existente desde o século XVII, 
prevendo a modernização econômica da colônia e a gradativa abolição da escravidão. 
c) A vinda da família real democratizou de certa forma as relações políticas existentes no Brasil, abrindo 
caminho para uma maior participação de camadas populares livres na vida política. 
d) A abertura dos portos, em 1808, e os tratados comerciais assinados em 1810 resultaram, na prática, no 
fim do exclusivo colonial português, em benefício dos interesses econômicos ingleses. 
 
9. (Unesp 2014) O Congresso de Viena, entre 1814 e 1815, reuniu representantes de diversos Estados 
europeus e resultou 
a) na afirmação do caráter laico dos regimes políticos e da importância da separação entre Estado e 
Igreja. 
b) na criação da Santa Aliança e no esforço de reafirmar valores do Antigo Regime. 
c) na validação da nova divisão política da Europa, definida pelas conquistas napoleônicas. 
d) na derrubada dos regimes republicanos e na restauração monárquica na França e na Inglaterra. 
e) na defesa dos princípios do livre comércio e da emancipação das colônias na América. 
 
10. (Fgv 2014) Observe o infográfico abaixo. 
 
 
 
VICTOR RYSOVAS DEZDEHISTORIA.COM.BR 
@DEZDEHISTORIA 5 
 
 
 
Com base no infográfico, é correto afirmar: 
a)