Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Manual de Reanimação Neonatal

Pré-visualização | Página 1 de 1

PROGRAMA DE 
REANIMAÇÃO 
NEONATAL 
~ 
Sala de pano t/ou de rcanim3fio com 
temperatura ambiente de 23-26ºC e: 
• mesa de reanimação com acesso por 
3 lados 
• fon tes de oxigénio um idificado e de ar 
comprimido, com Auxômerro 
• blcnder para misrura oxigênio/ar 
• aspirador a vácuo com manômetro 
• relógio de parede com pontei ro de 
segundos 
Material para manter temperatura 
• fo nte de calor radiante 
• termômetro ambiente digital 
• campo cirúrgico e compressas de algodão 
• saco de polietileno de 30x50 cm para 
premaruro 
• touca de lã ou algodão 
• colchão térmico químico 25x40 cm para 
premaruro <l OOOg 
• termômetro clín ico digital 
Material para avali3fio 
• estetoscópio neonacal 
• oxímecro de pulso com sensor neonacal 
• monitor card íaco de 3 vias com eletrodos 
• bandagem elástica para fixar o sensor do 
oxímetro e os eletrodos 
Material para aspira?D 
• sondas: traqueais N° 6, 8 e I O e gástricas 
curtas N° 6 e 8 
• dispositivo para aspiração de mecônio 
• seringas de I O mL 
Material para ventilação 
• reanimador manual neonacal (balâo 
autoinflável volume máximo 750 mL. 
reservatório de O, e válvula de escape com 
limite de 30-40 cmH,O e/ou manômetro) 
• ventilador mecânico manual neonatal cm 
T com circuitos próprios 
• máscaru redondas com coxim N• 00, O e 1 
• máscara laríngea para recém-nascido N• 1 
Material para intubaç:io traqueal 
• laringoscópio infantil com lâmina reta 
N° 00, O e 1 
• cànulas craqueais sem balonctc, de 
diâmetro interno un iforme 2,5/ 3,0/ 3,5 e 
4,0 mm 
• material para fixação da cànula: fi ca adesiva 
e algodão com SF 
• pilhas e lâmpadas sobressalentes para 
laringoscópio 
• detector colorimétrico de CO, expirado 
McdicafÕCS 
• adrenalina 1/10.000 cm seringa de 
5,0 mL para administração única 
cndocraqucal 
• adrenalina 1/10.000 cm seringa de 1,0 mL 
para administração endovenosa 
• cxpansor de volume (SF) em 
2 seringas de 20 mL 
Material para cateterismo umbilical 
• campo fenescrado esterilizado, cadarço de 
algodão e gau 
• pinça tipo kdJy reta de 14 cm e cabo de 
bisturi com lâmina N• 21 
• porca agulha de 11 cm e fio agulhado 
mononylon 4.0 
• catctcr umbilical 3,5 F ou 5F ou 8F de 
PVC ou poliurecano 
• torneira de 3 vias 
0u.lJ05 
• luvas e óculos de proteção individual para 
os profissionais de saúde 
• gaus esceriliiadas e álcool eólico 
• cabo e lâmina de bisturi 
• tesoura de ponta romba 
• clampcador de cordão umbilical 
Peso estimad.o j Cânula j Lâmina 
(gramas) traqueal (mm) reta (n•) 
< 28 1 < 1000 l 2.5 1 00 
28 a 34 1 1000 a 2000 1 3,0 1 6 ou 8 o 
34 a 38 1 2000 a 3000 1 3,5 1 8 
> 38 1 > 3000 1 3,5 ou 4,0 1 8 
Idade gcstacional (=as) J Marca no lábio superior (centímetros) 
23-24 1 5.5 
25-26 1 6,0 
27-29 1 6.s 
30-32 1 7,0 
33-34 7,5 
Adrenalina Adrcn21ina &paiuor 
Endov,nosa Endotraq ucal de Volume 
Diluição j 1:10.000 1:10.000 1 ml adrenalina 1:1000 1 mL adrenalina 1: 1000 Soro Fisiológico 
cm 9 mLdeSF em 9 mLdeSF 
Pttparo 1 1 mL 5 mL 2 sceringas de 20 rnL J 
Dose O, 1 - 0.3 mUkg 0,5 - 1,0 mllkg 10 mIJkg 1 
g 1kg 0,1 -0,3mL 0,5 - 1,0 mL 10ml 1 
e 2kg 0,2 - 0,6 mL 1,0-2,0mL 20 mL ) o .. 3kg 0,3- 0,9 mL 1,5-3.0mL 30mL 1 o 
~ ~ 0,4- 1,2 ml 2,0 -4,0 mL 40ml 1 
Vdoódadcc Infund ir r.lpido na veia In fundir na cinula Infundir na veia 
Precauções umbilical sceguido por rraqueal e ventilar umbilical lenramcncc, 0,5-1,0 mLde SF USO ÚN ICO em 5 a I O minutos 
l 
1 
1 
l 
-
. 
' 
:s 
~ 
µJ 
1-< o 
~ 
o z 
a: 
µJ 
1-< 
~ 
~ ••erro« 
Respirando ou choranrui 
Tônu.s musrolar mi flaá<Y. 
NÃO 
Provtt calor 
Posicionar ~ 
Aspirar vias aá-c:u J/n 
Secar 
SOCIEDADE BRASIWRA 
DE PEDIATRIA 
junto à mie 
pnnucalor, 
m.anier nu aéreas 
pérvias e avaliar 
a vitalidade de 
manein mntín02 
NÃO 
___ F_C_<_l_OO_ ~_m_ ~_ =a_· __ ~ JNÃO --D- csa>--ru.-o_= _ _, _ ou respinç2o i=guiar. . respiratório 
SIM 
YmriLi?> mm Pressão Positm 
Monitorar SatOz 
Considerar monitor para anliar FC 
FC<IOObpm? 
SIM 
Garantir adaptação fur/máscara 
Ass,gurar fflltilaçio adequada 
mm movimento do tórax 
Comida-ar intub3fio 
FCc60~m? 
SIM 
Intub:ação traqu.cal 
Massagem ardíaca mordcnada 
mm mitilaçio adequada (3:1) 
Considerar Oi a 100% 
Avaliar FC mntínu.a mm monitor 
Considerar catctcri.smo \'UIO$O 
FC<60bpm? 
SIM 
Adrmalina cnc1-
Considcrar hipcm,kmia 
SIM 
Monitorar SatOi 
pré-<luaal 
Considerar CPAP 
Minutos Sar02 1 
devida ~ 
AréS 
5-10 
>10 
70-80% 
80-90% 
85-95% 
PROGRAMA DE REANIMAÇÃO NEONATAL - DIRETRIZES 2016 DA SBP - Disponíveis em www.sbp.eom.br/reanimacao 
Telefone (11) 3068-8595 - reanimacao@sbp.com.br Dittitos Aurorais da SBP