A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
APOSTILA COM SAIBA MAIS - AULA 1 Arquivo

Pré-visualização | Página 1 de 2

PSICOLOGIA 
APLICADA À 
SAÚDE 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Ficha Catalográfica 
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Psicologia Aplicada à Saúde 
 
 
São Paulo 
2021 
 
 
 
FICHA TÉCNICA 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Presidência da Mantenedora 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Vice-presidência Executiva 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Reitoria 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
CEO 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Diretoria de EaD 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Coordenador@ Pedagógico 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Coordenador@ de Área 
 
Titulação e Nome Completo do Professor@ 
Revisor de Conteúdo 
 
Rogério Batista Furtado 
Supervisor de Conteúdo 
 
Giovanna Messias Aléo 
Web Designer 
 
Profa. Esp. Ana Deise P. dos Santos 
Autoria 
 
 
Todo material didático disponibilizado, por meio físico ou digital, 
ao longo e para consecução de seu Curso, não poderá ser 
reproduzido, parcial ou integralmente, sob pena de ser 
responsabilizado civil e criminalmente, nos termos da Lei 
9.610/98, por violação de propriedade intelectual, pois que todo e 
qualquer material é de propriedade da UNIVERSIDADE BRASIL 
e deverá ser utilizado exclusivamente em âmbito privado pel@ 
ALUN@. 
 
 
 
 
 
APRESENTAÇÃO 
 
 
Car@ Alun@, 
 
Durante o curso, vamos aprender sobre a história da 
psicologia da saúde e compreender o conceito a partir de sua 
origem. Aprofundaremos nos avanços do modelo biomédico ao 
modelo biopsicossocial utilizado na Psicologia da Saúde, 
visando a prevenção de doenças e a manutenção da saúde do 
indivíduo. 
 
Bons estudos! 
Ana Deise 
 
 
 
 
 
PSICOLOGIA APLICADA À SAÚDE 
 
A HISTÓRIA DA PSICOLOGIA DA SAÚDE 
 
1. A HISTÓRIA DA PSICOLOGIA DA SAÚDE 7 
REFERÊNCIAS 13 
 
 
 
 
 
1 
 
6 
 
 
 
AULA 1 
 
 
A HISTÓRIA DA PSICOLOGIA 
DA SAÚDE 
 
 
 
Objetivo 1. Conhecer a história da Psicologia da Saúde. 
 
Objetivo 2. Compreender o conceito de Psicologia da Saúde a 
partir de sua história. 
Objetivo 3. Conhecer a Psicologia Hospitalar. 
 
7 
 
 
1. A HISTÓRIA DA PSICOLOGIA DA SAÚDE 
O comportamento, os hábitos e estilo de vida das pessoas 
podem influenciar diretamente na saúde de cada um. Para 
compreendermos como esses elementos afetam no 
desenvolvimento de doenças físicas ou psíquicas faz-se 
necessário conhecermos o conceito, o histórico e a evolução de 
saúde e como se estabeleceu no campo da psicologia. 
A etimologia da palavra saúde vem do latim salus, salvação, 
conservação (da vida). Para os romanos ou gregos, a palavra 
saúde tem como significado um conjunto de práticas e hábitos 
harmoniosos que abrangem todas as esferas da existência 
humana. 
A Organização Mundial da Saúde (OMS), em 1946, 
apresentou a seguinte definição: “saúde é o estado de completo 
bem-estar físico, mental e social, e não apenas como a ausência 
de doença ou enfermidade”. Mas como a Psicologia pode 
contribuir para este processo? Qual a definição de Psicologia da 
Saúde? 
A Psicologia da Saúde é uma área complexa que pode muitas 
vezes ser confundida com a Psicologia Hospitalar, a Psicologia 
Médica e com a Medicina do Comportamento. Quem é o 
profissional que atua na Psicologia de Saúde? 
O conceito de saúde, na sociedade contemporânea, ainda se 
refere à ausência de doença. A definição é consequência do 
modelo biomédico, no qual entende-se de forma dissociada da 
unicausalidade, ou seja, um modelo cartesiano de que corpo e 
mente são vistos de forma separados. 
 
8 
 
A Psicologia da Saúde tem um conceito mais amplo, no qual 
o profissional considera o indivíduo de forma integral levando 
em conta os aspectos biopsicossociais. 
O foco da Psicologia da Saúde é compreender como o ser 
humano se relaciona com o seu estado de saúde ou de doença, 
como o seu comportamento pode prevenir doenças ou 
promover saúde, ou até mesmo lidar com um tratamento no 
processo de adoecimento (ALMEIDA; MALAGRIS, 2001). 
Para entendermos melhor o tema: 
Psicologia da saúde é o conjunto de 
contribuições educacionais, científicas e 
profissionais específicas da Psicologia, 
utilizadas para a promoção e manutenção da 
saúde, prevenção e tratamento das doenças, 
identificação da etiologia e diagnóstico (de 
problemas) relacionados à saúde, doença e 
disfunções, para a análise do sistema de atenção 
e formação de políticas de saúde (MATARAZZO, 
1980, p.815 apud ALMEIDA; MALAGRIS, 2001). 
A definição apresentada pelo psicólogo Joseph Matarazzo é 
considerada a mais completa na atualidade e nos mostra que a 
psicologia da saúde engloba tanto a saúde física como mental, 
mas principalmente nos aspectos físicos da saúde e da doença. 
Os estudos da Psicologia da Saúde são considerados bem 
recente se compararmos a outras áreas da psicologia ou da 
medicina. Surgiu nos Estados Unidos, na década de 70, criado 
pela Associação Americana de Psicologia (American 
Psychological Association — APA). 
 
9 
 
O período pós-guerra teve consequências drásticas aos 
veteranos de guerra, e a partir daí a necessidade de pesquisas 
na área. Com isso, surgiu uma pesquisa chamada “Divisão 38”, 
no ano de 1979, e o intuito era aprofundar o conhecimento na 
área da saúde e da doença, ou seja, visava integrar as pesquisas 
biomédicas com as informações psicológicas. 
O que distingue a Psicologia da Saúde de outras áreas é a 
consideração do modelo biopsicossocial, as demandas sociais 
passam a ser consideradas, e o indivíduo passa a ser visto de 
forma integral propondo intervenções mais efetivas e trabalha 
juntamente com multiprofissionais. 
Os estudos não negam o processo clínico, mas passam a 
considerar, através da psicologia da saúde, outros elementos 
para dar conta das demandas existentes. 
O que difere a Psicologia da Saúde de outras áreas como 
Psicologia Hospitalar, Psicologia Médica ou Medicina do 
Comportamento? 
A psicologia da saúde é um campo de atuação do psicólogo 
em conjunto a diversos profissionais e por isso precisamos 
compreender a diferença de cada um deles. 
A Psicologia Médica está diretamente implícita na relação 
entre médico-paciente na atuação clínica, com foco nas 
relações assistenciais. 
A Medicina Comportamental trabalha com um conjunto de 
técnicas para alterar o comportamento visando a prevenção, o 
tratamento ou a reabilitação. Aplica-se os princípios da 
psicologia, porém, o papel do psicólogo da saúde é amplo. A 
medicina comportamental trabalha a partir da 
 
10 
 
interdisciplinaridade, considerando os aspectos somáticos, 
psicológicos ou comportamentais e as informações recebidas 
pelo indivíduo e pelo ambiente, que interferem na saúde como 
na doença. 
E, por fim, a Psicologia Hospitalar, regulamentada pelo 
Conselho Federal de Psicologia a partir do ano 2000. Apresenta 
um conceito brasileiro que prioriza compreensão no processo 
de adoecimento. Este profissional é extremamente importante 
nos hospitais tanto para o paciente quanto para os familiares 
no enfrentamento deste processo. 
Segundo o Conselho Federal de Psicologia, o psicólogo 
hospitalar atuará no pronto atendimento, no atendimento 
psicoterapêutico e principalmente no atendimento em 
ambulatório e unidade de terapia intensiva com o intuito de 
trabalhar a singularidade e no resgate da subjetividade do 
paciente. 
O termo “psicólogo hospitalar” é brasileiro e está relacionado 
ao local de atuação do psicólogo. A diferença da expressão 
utilizada aqui no Brasil aos demais países é que o especialista 
está relacionado à prática profissional e não ao local de 
atuação. 
Compreender como os profissionais atuam em cada área 
nos permite entender o objetivo principal da psicologia aplicada 
à saúde. Como vimos até aqui, a Psicologia da Saúde visa a 
manutenção da saúde e a prevenção de doenças. 
Para o psicólogo da saúde, o trabalho é mais amplo, pois visa 
compreender os aspectos biopsicossociais que podem