A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
aula bioquimica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Autoria: Adrielle Cristina Sales 
Sais minerais 
o Micronutrientes necessários em pequena quantidade 
o Macronutrientes necessários em grandes quantidades 
o Podem ser encontrados no corpo em duas formas 
o Insolúvel ou cristais – Não dissolvem em água 
o Solúveis ou íons – Dissolvem em água e são carregados eletricamente 
o Funções Transmissão de impulsos nervosos, ativação de enzimas, 
controle da contração muscular, transporte de oxigênio pela hemoglobina. 
o Cálcio – Formação de tecidos, ossos e dentes, contração muscular, 
coagulação sanguínea, oxigenação dos tecidos, neurotransmissão ..... 
 
Biofortificação 
o Técnica de melhoramento genético que possibilita elevar o teor de 
micronutrientes dos alimentos, em particular dos alimentos 
tradicionalmente consumidos pela população. 
o Importância: Desenvolvida para atender as populações carentes. 
Carência nutricional 
Correlacionar sal mineral com sua função – APED 
Lipídeos 
o Orgânica 
o Insolúvel em água, ou quase insolúvel 
o Solúvel em solventes orgânicos 
o Apolar ( > diferença de eletronegatividade) 
o Muitas ligações carbono-hidrogênio 
o Funções: Complexas e diversas, atuando em etapas cruciais do 
metabolismo e na definição das estruturas celulares 
o Alimentação: Essencial por fornecer maior quantidade energéticas por 
grama, transportam vitaminas lipossolúveis, melhora palatabilidade, 
diminui volume da alimentação devido ao tempo de digestão e por 
fornecer ácidos graxos essenciais 
Classificação 
o Simples – Associação de triglicerídeos que quando decompostos 
originam ácidos graxos e gliceróis. Forma sólida ou líquida à temperatura 
ambiente, forma depende da ligação química existente. Os sólidos à 
temperatura ambiente são chamados de gorduras e líquidos que 
compõem óleos. 
 
o Complexos ou compostos - Combinação de gorduras e outros 
componentes, por exemplo fósforos, glicídios ( açúcares), nitrogênio e 
enxofre, dão origem a fosfolipideos ( lecitina), glicolipídeos ( glicídeos e 
nutrogênio) e lipoproteínas 
o Associação- Substâncias produzidas na hidrólise ou decomposição dos 
lipídeos. 
Ácidos graxos 
o Ácido monocarboxílico (um grupo carboxila) constituídos de uma cadeia 
formada por hidrogênio 
Classificação 
o Cadeia Curta (AGCC) – 4 a 6 carbonos, pouca quantidade de C 
o Cadeia média (AGCM) - 8 a 14 
o Cadeia longa (AGCL) – 16 a 20 ou mais carbonos associados à cadeia 
o Os átomos de C são numerados a partir do carbono ácido carboxílico (C 
1) 
o Ácidos graxos saturados – Ácidos monocarboxílicos constituídos de uma 
cadeia formada por H e C com ligações simples. Saturada = Cheio. Ricas 
em átomos de H. Sólida em temperatura ambiente, átomos mais unidos 
entre si. 
o Ácidos graxos insaturados – Ácidos monocarboxílicos contendo uma 
cadeia de C e H com uma ou mais ligações duplas. Ligações C=C, devido 
à ligação dupla a molécula se torna mais densa. Líquidos em temperatura 
ambiente, por conta da quebra da molécula ocasionada pela ligação dupla 
que gera mais espaços vazios pela perda de H. Quebra mais facilmente. 
Chamado CIS os H ao estar localizados na mesma posição. 
o Ácidos graxos trans - produtos gordurosos industrializados 
o Inversão da posição dos átomos de H 
o Denominado inimigo oculto porque nem sempre está presente nos 
rótulos. Indicação de gordura hidrogenada, parcialmente hidrogenada ou 
óleo vegetal hidrogenado ou parcialmente hidrogenado. Se houver, o 
produto contém gorduras trans. 
o Monoinsaturado – Uma única ligação dupla 
o Poliinsaturado - duas ou mais ligações duplas - não sintetizadas pelo 
corpo. 
o Insaturados: pontos de fusão mais baixos que os saturados de mesmo 
número de átomo de carbono, devido a menor quantidade de ligações 
químicas resultantes da existência de uma ou mais ligações duplas. 
o Ácidos graxos insaturados aumentam os níveis de HDL ( colesterol bom) 
o LDL – transporta gorduras para os tecidos, associação com proteínas, 
gorduras ficam impregnadas podendo causar entupimentos. 
o HDL – Retira gordura presa nos tecidos e leva para o fígado 
o Biosintese 
o 1 Reação Descarboxilação – perda de 1 átomo de C. 
o 2 Reação Oxidação perdeu um H – NADPH ----> NADP 
o 3 Reação Desidratação – Perda de molécula de água 
o 4 Oxidação 
Triglicerídeos 
o São ésteres ( -COO) de três ácidos graxos com uma molécula de 
glicerol 
o Ácidos graxos consumidos são armazenados em dois tecidos 
basicamente: Fígado e adiposo 
o Sintetizados a partir dos lipídeos, carboidratos em uma pequena 
quantidade a partir de proteínas. 
o Mais de 90% dos lipídeos da dieta estão associados sob forma de 
triglicerídeos 
o Podem ser simples ou mistos dependendo do número de diferentes 
ácidos graxos presentes na molécula. Quando sólidos à temperatura 
ambiente são denominados de Gorduras e quando líquidos são 
denominados óleos. 
Fosfolipídeos 
o Estrutura semelhante ao triglicerídeo, porém ocorre a troca de um ácido 
graxo por um grupo fosfato. 
o Cabeça (fosfato) – polar, hidrofílica 
o Cauda (ácido graxo)– apolar, hidrofóbica. Quebradura da cauda a 
presença de ligação dupla em sua composição 
Lipoproteína 
o Agregado molecular responsável pelo transporte de lipídeos em meios 
líquidos, já que eles não se misturam facilmente com o plasma sanguíneo; 
o Desta forma, a as gorduras são revestidas com fosfolipídeos, colesterol e 
proteínas, sendo a fração protéica denominada apoproteína 
 
o Agregado de formato circular 
o Camada protetora – proteínas e fosfolipídeos - Apoproteína 
o Parte interna – colesterol, não tem afinidade com as moléculas de água 
presente no sangue 
Classificação 
o Quilomícrons – maiores e menos densas rica em TG ( origem intestinal) 
o Lipoproteínas de densidade muito baixa ( origem hepática) 
o Alta concentração de triglicerídeos e moderada concentração de 
colesterol e fosfolipídeos 
 
o Densidade intermediária LDL - resultantes de esvaziamento de 
triglicerídeos VLDL e portanto com quantidade aumentada de colesterol e 
fosfolipídeos 
o LDL – Baixa densidade partículas praticamente sem triglicerídeos com 
alta quantidade de colesterol e fosfolipídeos 
o Alta densidade HDL - Contém cerca de 50% de proteínas 
 
o VLDL – transporta TG para tecido adiposo 
o HDL sintetiza epitélio intestinal durante a absorção de ácidos graxos 
 
Colesterol Lipídio derivado 
o Representante mais abundante dos esteróis presentes nos tecidos 
animais 
o Outros esteróis: ergosterol ( leveduras) e betasitosterol ( vegetais) 
o Precursor de hormônios sexuais( andrógenos, estrógenos e 
progesterona) e adrenocorticais ( aldosterona, cortisol), ácido cólico (bile) 
e da vitamina D 
o Banho de sol , raios ultravioletas transformam estruturas de colesterol em 
vitamina D.