A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
INCOMPATIBILIDADE Rh

Pré-visualização | Página 1 de 1

Gabriela Reis Viol 
doença
hemolítica
INCOMPATIBILIDADE Rh
sensibilização 
• Mãe Rh - ↠ variante DU - (fator que se fosse positivo a mãe poderia ser um fraco Rh 
- e não sensibilizaria) 
• Pai Rh + (chance/risco de sensibilizar) 
• Feto Rh + 
• Diferente de doença hemolítica. 
• Sensibilização ↠ pela primeira vez a mãe tem contato com hemácias Rh + sendo Rh - 
e começa a produzir AC contra aqueles antígenos ↠ e na primeira gravidez ainda não 
ocorre a doença hemolítica ↠ grande momento de sensibilização é o parto 
• Gestações seguintes ↠ mãe sensibilizada ↠ produz AC durante o pré-natal ↠ doença 
hemolítica é PROGRESSIVAMENTE mais grave 
seguimento 
• COOMBS INDIRETO (na mãe) 
↠ para mães Rh - 
- NÃO SENSIBILIZADA (posso evitar a sensibilização): repetir 28, 32, 36 e 40 semanas. 
+ SENSIBILIZADA (já produz AC): acompanhar o risco e o grau da doença hemolítica 
< 1:16 acompanha mensalmente > 1:16 INVESTIGAR ANEMIA FETAL 
• Se COOMBS INDIRETO + e > 1:16 deve-se investigar anemia fetal 
↠ DOPPLER A. CEREBRAL MÉDIA: exame não invasivo, avalia-se a velocidade 
que o sangue corre (rápido = hipercinético), VELOCIDADE MÁXIMA do pico sistólico 
> 1,5 (sangue correndo muito rápido) ↠ avaliar IG ↠ > 34 semanas ↠ RESOLVA 
↠ CARDOCENTESE (invasivo e delicado, punção do cordão umbilical): se menos de 
34 semanas, é o padrão ouro = diagnóstica e terapêutica. 
Gabriela Reis Viol 
• O ideal é realizar a profilaxia, quando COOMBS INDIRETO - e mãe com possibilidade 
de sensibilizar. 
profilaxia 
• IMUNOGLOBULINA ANTI-D 
1. Se sangramento; 
2. Exame invasivo fetal (amniocentese, cardocentese); 
3. Após parto de RN Rh+ (pois a grande sensibilização acontece no momento do parto) 
OU 
4. ROTINA com 28º semana de mãe Rh - 
só aplicar se COOMBS INDIRETO ainda NEGATIVO 
após a imunoglobulina: coombs + 
se feito com 28º semanas ainda é indicado durante o parto ↠ após a aplicação o 
Coombs Indireto fica TEMPORARIAMENTE positivo ↠ caindo no puerpério. 
Gabriela Reis Viol