A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
269 pág.
RESUMAPAS OAB

Pré-visualização | Página 3 de 50

a) Relativas (art. 14, §5º a §9º) 
1) Motivos funcionais 
2) Cônjuge e parentesco 
3) Militares 
4) Legais 
 
b) Absolutas (art. 14, §4º) 
1) Inalistáveis 
2) Analfabetos 
 
16
Nacionalidade 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Organização do Estado 
 
Características da Federação: 
 
 
 
 
Brasileiro NATO: 
Art. 12, I, a, b, c, CF. 
NATURALIZADO: 
Cargos privativos ao Brasileiro Nato: 
NATURALIZADO EXTRADITADO: 
Hipóteses de tratamento 
Diferenciado entre brasileiros: 
NACIONALIDADE ADQUIRIDA: 
a) Nascidos no Brasil, ainda que de pais 
estrangeiros, desde que não estejam a serviço do seu país. 
b) Nascidos no estrangeiro, mas com pais brasileiros a 
serviço do Brasil. 
c) Nascidos no estrangeiro, de pais brasileiros, registrados 
em repartição brasileira competente e vim morar no 
Brasil antes da maioridade. 
 
a) Adquiram nacionalidade brasileira. 
b) Estrangeiros residentes no Brasil há mais de 15 
anos ininterruptos e sem condenação penal, 
desde que peçam a nacionalidade brasileira. 
a) Presidente e Vice-Presidente 
b) Presidente da Câmara dos Deputados 
c) Presidente do Senado 
d) Ministro do STF 
e) Carreira Diplomática 
f) Oficial das Forças Armadas 
g) Ministro de Estado de Defesa 
a) Crime comum, praticado antes da 
naturalização. 
b) Comprovado envolvimento em tráfico 
ilícito de entorpecentes e drogas afins. 
OBS: O BRASILEIRO NATO NÃO SERÁ EXTRADITADO 
EM NENHUMA HIPÓTESE! 
 Cargos: art. 12, §3º, CF 
 Função: art. 89, VII, CF 
 Extradição: art. 5º, LI, CF 
 Propriedade: art. 222, CF. 
a) NATURALIZAÇÃO ORDINÁRIA: art. 12, II,a. 
b) NATURALIZAÇÃO EXTRAORDINÁRIA OU 
QUINZENÁRIA: art. 12, II, b. 
1. Impossibilidade de secessão » art. 1 
2. Entes autônomos e independentes » art. 18 
3. Competências » art. 21 ao 24 
4. Intervenção Federal » art. 34 ao 36 
5. Senado Federal » art. 46 
6. Cláusula Pétrea » art. 60, §4º, I 
17
Repartição de Competências 
Arts. 21 ao 24, CF. 
I. Núcleo do federalismo 
II. A autonomia presume a repartição de competências, que podem ser: 
Administrativas (art. 21), Tributárias (art. 145) e Legislativas (art. 22). 
III. As competências podem ser alteradas por Emenda Constitucional, mas NÃO 
PODEM COMPROMETER A FORMA FEDERATIVA DO ESTADO. 
EXCLUSIVA DA UNIÃO PRIVATIVA DA UNIÃO 
Art. 21 
MACETE: PARA FAZER 
 
» Apenas a União pode fazer. 
» Indelegável. 
» Competência Administrativa. 
» Não confundir com iniciativa 
exclusiva/reservada/privativa de lei. 
Art. 22 
MACETE: PARA LEGISLAR (se a questão perguntar sobre 
legislar, está falando sobre as competências privativas). 
» Apenas a União pode LEGISLAR sobre. 
» Delegável, mas nem todas. 
» LC pode delegar aos E e DF, mas não ao M. 
» Competência Legislativa. 
 
» CAPACETE PM 
» Desapropriação 
 
 
 
COMUM CONCORRENTE 
Art. 23 
» Todos os entes: U, E, DF e M. 
 
» Memorizar o art. 23, pois é o menor, 
com 12 artigos. 
» Outros nomes: paralela e cumulativa. 
» Não há subordinação. 
» Competências NÃO LEGISLATIVAS. 
» Interesse da coletividade/difusos 
» Leis Complementares fixarão normas 
para a cooperação entre U, E, DF e M, 
visando o equilíbrio do bem estar nacional. 
Art. 24 
União, E e DF. 
» O Município NÃO tem competência 
concorrente! 
» Memorizar esse artigo porque é o menor, 
com 16 artigos. 
» .REGRAS DA COMPETÊNCIA 
CONCORRENTE: 
1) União fixa regras gerais 
2) Os E suplementam e a U 
complementa. 
3) Se a U não se manifesta sobre, os E 
podem falar se manifestar. 
4) Se a U não falou nada e o E legislou, 
e a U percebeu e legislou depois 
sobre a mesma coisa, a lei FEDERAL 
superveniente suspende a eficácia da 
ESTADUAL no que for 
contrário/divergente. 
+ cobrada 
18
COMPETÊNCIA DOS ESTADOS COMPETÊNCIA DOS MUNICÍPIOS 
» RESIDUAL E REMANESCENTE 
» Criação. Incorporação, desmembramento 
e fusão de Municípios: art. 18, §3º e §4º. 
1) CRIAÇÃO: LC Federal » Congresso 
Nacional 
2) INCORPORAÇÃO: Plebiscito. 
3) DESMEMBRAMENTO: Plebiscito ou 
LC » Congresso Nacional. 
4) FUSÃO: idem. 
» Exploração de gás canalizado: art. 25, 
§2º. 
» Instituição de regiões metropolitanas, 
aglomerações urbanas e microrregiões: art. 
25, §3º. 
» Organização de sua própria justiça.: art. 
125. 
» Serviço de transporte intermunicipal. 
1) EXCLUSIVA (art. 30, I): 
Legislar sobre assuntos de interesse local. 
2) SUPLEMENTAR (art. 30, II): 
Completar a legislação federal e estadual, 
no que couber. 
 
Observações: 
1) Deputado dos Territórios é da União. 
2) Deputado dos Municípios são do DF. 
3) Polícia Civil e Militar do DF é servidor federal 
4) Poder Judiciário, MP, PM, PC e Bombeiro Militar são da União, não do DF. Seguem leis 
federais. 
5) As Privativas da União podem delegar ao DF? SIM, o DF possui competência híbrida. 
MACETES: 
PRIVATIVA: CONCORRENTE: 
C ivil DE desapropriação P rocessual TRI butário 
A eronáutico M arítimo FI nanceiro 
P enal P enintenciário 
A grário EC onômico 
C omercial UR banístico 
E leitoral 
T rabalhista 
E spacial 19
Intervenção 
Art. 34 ao 36, CF. 
 
 
 
 
 
 
 
 
Administração Pública 
Art. 37, CF 
1. Princípios LIMPE 
 
2. Concurso público e o princípio 
da igualdade 
 Pode ocorrer: 
a) Fixação de limites etários máximos de acordo 
 com o cargo. 
b) Limites mínimos de altura de candidatos. 
c) Distinção de raça (cotas). 
 
3. Cumulação de cargos ou 
concursos públicos 
HIPÓTESES: REQUISITOS: 
 UNIÃO (pode de ofício): 
I- Manter a integridade nacional.; 
II- Repelir invasão estrangeira ou de uma unidade 
da Federação em outra; 
III- Pôr termo a grave comprometimento da 
ordem pública; 
IV- Garantir o livre exercício de qualquer dos 
poderes nas unidades de Federação; 
V- Reorganizar as finanças da Federação; 
VI- Prover a execução de lei federal, ordem ou 
decisão judicial; 
VII- Assegurar a observância dos princípios 
constitucionais: Forma republicana 
 Sistema representativo 
 Regime democrático 
 Direitos da pessoa humana 
 Autonomia municipal 
 Prestação de contas da Adm. Pública 
 Aplicação do mínimo exigido na receita. 
 ESTADOS: 
I- Quando a dívida fundada deixar 
de ser paga por 2 anos 
consecutivos, sem motivo de 
força maior. 
II- Não forem prestadas contas 
devidas, a forma da lei. 
III- Não tiver sido aplicado o 
mínimo exigido da receita 
municipal. 
IV- O Tribunal der provimento a 
representação para assegurar a 
observância de princípios 
indicados na Constituição Estadual, 
ou para prover execução da lei, 
de ordem ou de decisão judicial. 
:I- No caso do art. 34, IV: 
Solicitado pelo Poder Legislativo ou do 
Poder Executivo coacto ou impedido. 
Requisição do STF, se a coação for feita 
contra o Poder Judiciário. 
II- Desobediência a ordem ou decisão 
judiciária. 
Requisição do STF, STJ ou TSE. 
III- No caso do art. 34, VII e de recusa à 
execução de lei federal: 
Provimento pelo STF 
Representação do Procurador-Geral da 
República. 
VEDADA, exceto se houver compatibilidade de horários. 
4. EC 77/2014 
Estendida aos profissionais da saúde das Forças 
Armadas a possibilidade de acumulação 
remunerada de cargos Públicos. 
» Militares dos E, DF e T. 
» Aplica-se essa regra, com prevalência da 
atividade militar. 
5. Funções de confiança 
Exclusivas de servidores de cargo público efetivo e 
os cargos em comissão, destinam-se apenas às 
atribuições

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.