A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
269 pág.
RESUMAPAS OAB

Pré-visualização | Página 47 de 50

diz respeito ao prazo decadencial para 
a revisão de atos administrativos no âmbito 
da Administração Pública federal, pode ser 
aplicada, de forma subsidiária, aos estados e 
municípios, se inexistente norma local e 
específica que regule a matéria. 
 
Súmula 634: Ao particular aplica-se o mesmo 
regime prescricional previsto na Lei de 
Improbidade Administrativa para o agente 
público. 
 
Súmula 635: Os prazos prescricionais 
previstos na Lei 8.112/1990, art. 142 iniciam-se na 
data em que a autoridade competente para 
a abertura do procedimento administrativo 
toma conhecimento do fato, interrompem-se 
com o primeiro ato de instauração válido - 
sindicância de caráter punitivo ou processo 
disciplinar - e voltam a fluir por inteiro, após 
decorridos 140 dias desde a interrupção. 
 
Súmula 636: A folha de antecedentes 
criminais é documento suficiente a 
comprovar os maus antecedentes e a 
reincidência. 
 
 
187
 
Alterações 
Legislativas 
Lei nº 13. 650/2018: acrescenta nova hipótese 
de improbidade administrativa (art. 11, X da Lei 
8.429/92): prática de transferir recursos para 
instituições privadas de saúde sem prévio 
contrato ou convênio. 
Lei nº. 9.412/2018: atualizou os valores previsto 
no art. 23. da Lei de Licitações. 
Lei nº. 13.821/2019: limita as exigências legais de 
regularidade, por ocasião da celebração de 
convênios com a União, ao próprio consórcio 
público envolvido, sem estendê-las aos entes 
federativos nele consorciados. 
Lei nº. 13.822/2019: estabelece que, no 
consórcio público com personalidade jurídica 
de direito público, o pessoal será regido pela 
Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 
Jurisprudências 
Os agentes políticos, com exceção do 
Presidente da República, encontram-se 
sujeitos a duplo regime sancionatório, de 
modo que se submetem tanto à 
responsabilização civil pelos atos de 
improbidade administrativa quanto à 
responsabilização político-administrativa por 
crimes de responsabilidade. 
O foro especial por prerrogativa de função 
previsto na Constituição federal em relação 
às infrações penais comuns não é extensível 
às ações de improbidade administrativa. 
STF. Plenário. Pet 3240 AgR/DF, rel. Min. 
Teori Zavascki, red. p/ o ac. Min. Roberto 
Barroso, julgado em 10/5/2018 (Info 901). 
São imprescritíveis as ações de 
ressarcimento ao erário fundadas na prática 
de ato doloso tipificado na Lei de Improbidade 
Administrativa. 
STF. Plenário. RE 852475/SP, Rel. orig. Min. 
Alexandre de Moraes, Rel para acórdão Min. 
Edson Fachin, julgado em 08/08/2018 
(repercussão geral) (Info 910). 
 
188
9.9.9.
DIREITODIREITO
CIVILCIVIL
@contemdireito_ 189
Das pessoas naturais e jurídicas 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
» Personalidade Jurídica: 
1) Personalizados: pessoa física e jurídica 
2) Entes despersonalizados: capacidade judiciária 
(massa falida, herança jacente e herança vacante). 
 
» Pessoa física: teoria NATALISTA 
A personalidade começa com o nascimento com vida 
Registro: ato declaratório, eficácia “ex tunc”: 
Retroage à data do nascimento. 
 
» Nascituro: 
1) Formal: adquirida desde a concepção. 
Possui direitos de fundo extrapatrimoniais (VIDA) 
2) Material: aguardando o nascimento com vida 
Fundo patrimonial (PROPRIEDADE) 
» Capacidade: Direito e Fato 
 
» Outorga (Vênia conjugal): 
1) Uxória: autorização feita pela esposa 
2) Marital: autorização feita pelo marido 
 
» Súmula 332, STJ: 
A ausência de outorga no contrato de fiança ocasionará 
a ineficácia total da garantia. 
 
» Venda de ascendente para descendente: 
Depende de autorização expressa de todos sob pena 
de anulabilidade. 
Salvo casados no regime de separação obrigatória 
 
RELATIVAMENTE CAPAZ ASSISTIDO 
ABSOLUTAMENTE INCAPAZ REPRESENTADO 
» Cessação da incapacidade: 
1) Objetiva: maioridade 
2) Subjetiva: revisão do processo de interdição 
 
*Emancipação é outra forma 
 
» Emancipação (não precisa de declaração judicial 
(automática): 
1) Voluntária: concedido pelos pais ou 1 deles, por 
instrumento público. 
2) Judicial: por meio de processo judicial, com parecer 
do MP. 
3) Legal: 
a) Pelo casamento 
b) Exercício de emprego público efetivo 
c) Colação de grau em ensino superior 
d) O estabelecimento civil ou comercial ou a existência 
de relação de emprego. 
 
» Corporações: 
 
ASSOCIAÇÕES SOCIEDADE 
Ato constitutivo: 
Estatuto 
Ato constitutivo: 
Contrato Social 
Associados Sócios 
Não tem direitos e 
deveres entre si 
Tem direitos e deveres 
entre si 
Finalidade ideal Finalidade lucrativa 
 
190
Extinção da pessoa física 
 
 
 
 
 
 
Pessoa Jurídica 
Conjunto de pessoas ou bens, dotados de personalidade jurídica própria e constituído 
na forma da lei, para realização de fins comuns. 
Art. 2º, CC. 
 
 
 
 
 
 
 
Morte 
Real 
Ficta ou 
presumida 
Morte presumida ou morte civil ou ficta mortis 
Comoriência: declaração de morte simultânea. 
Sem procedimento de ausência 
⤷ No caso de desaparecimento por causa de campanha ou prisão (se não for 
encontrado após 2 anos). 
⤷ Quando extremamente provável a morte 
Com procedimento de ausência 
⤷ 1ª fase: curadoria de bens do ausente (1 ano, prorrogável +3) 
⤷ 2ª fase: sucessão provisória (prazo no edital) 
⤷ 3ª fase: sucessão definitiva (10 anos após o trânsito em julgado da sentença) 
Pessoa Jurídica de Direito Público 
» Direito Público Interno: 
1) União; 
2) Estados; Distrito Federal e Territórios; 
3) Municípios; 
4) Autarquias, inclusive as associações públicas; 
5) Demais entidades de caráter público criadas por 
lei. 
» Direito Público Externo: 
Estados estrangeiros e todas as pessoas que 
forem regidas pelo direito internacional público. 
 
Pessoa Jurídica de Direito Privado 
» Associações; Sociedades; Fundações; 
Organizações religiosas; Partidos Políticos e 
empresas individuais de responsabilidade limitada. 
 
» A existência da pessoa jurídica começa na 
INSCRIÇÃO do ato constitutivo sem registro, 
realizando também, quando necessário, aprovação 
do Poder Executivo 
» Decadência? 
Decai em 3 anos o direito de anular a constituição 
das pessoas jurídicas de direito privado a partir do 
dia realizado sua inscrição no registro. 
191
Domicílio 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Negócios Jurídicos 
 
 
 
 
 
1) NECESSÁRIO OU LEGAL 
» Originário: do recém-nascido 
» Legal: determinado por lei 
» Arts. 76 e 77, CC: 
1) Incapaz: do seu representante ou 
assistente. 
2) Servidor: é o lugar que exerce 
permanentemente suas funções. 
3) Militar: onde servir, sendo da Marinha ou 
da Aeronáutica, a sede do comando a que 
se encontrar imediatamente subordinado. 
4) Marítimo: onde o navio estiver 
matriculado. 
5) Preso: lugar onde cumprir sentença (não 
onde foi condenado); 
6) Agente Diplomático do Brasil: quando 
citado no estrangeiro, alegar 
extraterritorialidade, sem designar, onde tem, 
no país, o seu domicílio, poderá ser 
demandado no DF ou no último ponto do 
território brasileiro onde o teve. 
2) VOLUNTÁRIO 
» Ato de livre vontade com 
ânimo definitivo. 
 
 
3) ELEIÇÃO 
» Fixado em contrato escrito 
» A eleição do foro só pode ser 
invocada quando prevalece o 
princípio da igualdade (quando 
se celebra um contrato e elege-
se um foro) entre as partes. 
» Foro de eleição (art. 63, CC): 
Local escolhido em cláusula 
negocial, pelas partes do 
negócio jurídico, para julgar 
litígios a ele relacionados. 
 
⤷ Se for o caso de não possuir 
residência habitual, seu domicílio 
será o local onde for encontrada. 
⤷ Com relação à profissão, o 
local onde a pessoa exerce suas 
atividades também é domicílio 
(se exercer em vários, cada um 
será domicílio). 
 
RESIDÊNCIA 
» Lugar que a pessoa habita com 
intenção de PERMANECER, 
mesmo que se ausente por um 
tempo. 
DOMICÍLIO 
» Lugar que a pessoa estabelece 
residência com ânimo definitivo. 
MORADIA OU

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.