A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Asma

Pré-visualização | Página 1 de 1

A asma em todo o mundo tem um grande impacto econômico, a exemplo disso, dados norte-americanos indicam um custo de 6 bilhões de dólares gastos para o tratamento dessa doença e, no Brasil, o sistema único de saúde (SUS) despende milhões de reais por ano em atendimentos de emergência e hospitalizações, mostrando que o custo da falta de um tratamento profilático é mais alto tanto para o individuo, quanto para o sistema de saúde (SILVA, 2014). No Brasil, um panorama comum é uma pessoa portadora de asma com baixa condição socioeconômica ter dificuldade em adquirir medicamentos, devido a precária disponibilização do SUS e o elevado custo dos beta-agonistas e corticoides inalatórios, chegando a custar ao consumidor final até 20% do salário-mínimo um único frasco contendo 200 doses de beclometasona de 250µg (MOURA; CAMARGOS; BLIC, 2002). Com isso, muitos brasileiros asmáticos deixam de fazer o tratamento adequado e o simples uso regular do corticoide inalatório conseguiria reduzir muitos sintomas da asma, podendo evitar internações e também várias mortes. Ponte et.al mostrou que 20% dos pacientes possuem a forma mais grave da doença, porém com as medicações disponíveis atualmente esse número poderia ser bem mais reduzido, causando um consequente desafogamento dos sistemas de saúde de todos os países, reduzindo números de internações e mortes por asma (PONTE; et al, 2007).
Referencias:
MOURA, José Augusto Rubim de; CAMARGOS, Paulo Augusto Moreira; BLIC, Jacques de. Tratamento profilático da asma. J. Pediatr. (Rio J.), Porto Alegre, v. 78, supl. 2, p. 141-150, Dec. 2002. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0021-75572002000800005&lng=en&nrm=iso>. access on 10 Apr. 2020. https://doi.org/10.1590/S0021-75572002000800005.
SILVA, Eduardo Costa. Asma brônquica. Revista Hospital Universitário Pedro Ernesto, [S.l.], v. 7, n. 2, set. 2014. ISSN 1983-2567. Disponível em: <https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistahupe/article/view/9249/7141>. Acehsso em: 10 abr. 2020.
PONTE, Eduardo et al. Impacto de um programa para o controle da asma grave na utilização de recursos do Sistema Único de Saúde. J. bras. pneumol., São Paulo, v. 33, n. 1, p. 15-19, Feb. 2007. Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1806-37132007000100006&lng=en&nrm=iso>. access on 10 Apr. 2020. https://doi.org/10.1590/S1806-37132007000100006.