A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
Organização do Estado e da Intervenção

Pré-visualização | Página 1 de 5

Organizaçã� d� Estad� � d� Intervençã�
Organização e estrutura sob
três aspectos: forma de governo,
sistema de governo e forma de
Estado (Federado ou Unitário).
Estad� Unitári� �� Estad� Federad�
Unitári�
➔ puro (são os países bem
pequenos, poder está em
um só).
➔ descentralizado
administrativamente.
➔ descentralizado
administrativamente e
politicamente.
Conceito: “O tipo puro do Estado
Simples é aquele em que
somente existe um Poder
Legislativo, um Poder Executivo e
um Poder Judiciário, todos
centrais, com sede na Capital.
Todas as autoridades executivas
ou judiciárias que existem no
território são delegações do
Poder Central, tiram dele sua
força; é ele que as nomeia e lhes
fixa as atribuições. O Poder
Legislativo de um Estado
Simples é único, nenhum outro
órgão existindo com atribuições
de fazer leis nesta ou naquela
parte do território”.O Estado
unitário descentralizado não
pode ser confundido com o
Estado Federal. A
descentralização se restringe
geralmente à ordem
administrativa, sem implicar
necessariamente numa
fragmentação do poder político
central. Por razões de eficiência,
algumas competências são
transferidas às seções
territoriais, sem criar, contudo,
distintos ordenamentos
jurídicos, instâncias
jurisdicionais, poderes
legislativos, entre outros.
Federad�
➔ EUA 1787 (surge nos EUA
quando conquistam a
independência da
Inglaterra)
➔ 1776 independência das 13
colônias britânicas
americanas
➔ Federado (é
descentralizado, mas tem
um poder centralizado que
cuida de todos)
➔ Movimento Centrípeto,
movimento centralizado,
dos Estados Unidos.
Estados Soberanos
cedeno parcela de
soberania)
➔ Movimento Federativo EUA
(é um movimento de
agregação)
➔ Movimento Centrífugo BR
(federalismo de
segregação, onde a força
saí do RJ tem que ser
cedido para os 23
Estados-Membros)
*Quem tem poder, cede pouco
poder.
*Equivocado comparar o
Federalismo dos EUA com o do
BR.
Conceito BR: O Estado Federal é
uma organização formada sob a
base de uma repartição de
competências entre o governo
nacional e os governos
Estaduais, de sorte que a União
tenha supremacia sobre os
Estados-Membros e estes sejam
entidades dotadas de
autonomia constitucional
perante a mesma União.
Tipologi� d� Federalism�
➔ agregação/ desagregação
➔ dual (separação de
atribuições rígidas, tem
defenido o que cada ente
federativo tem que fazer)/
cooperativo (atuam em
conjunto, Estados,
Municípios e União são
responsáveis pela saúde)
➔ Simétrico(homogeneidade
de cultura e
desenvolvimento ex:
Alemanha)/
Assimétrico(diversidade
assimétrica cultural ex:
Canadá)
Brasil “erro de simetria”.
Característica� d� Federaçã�
Descentralização de poder
(desse poder UNO, os 3 poderes
no qual forma um núcleo de
poder. Poder na União,
Estados-Membros e Município
que compõem esse núcleo).
Repartição de competência
(autonomia entre os entes
federativos)
Constituição Rígida (estabilidade
institucional).
Órgão guardião da CF (STF,
competente para legislar quais
matérias).
Inexistência do direito à
secessão.
Intervenção (quando o ente
federado não cumpre o que
deveria, daí o ente federado
pode intervir).
Auto-organização dos
Estados-Membros.
Órgão representativo dos
Estados-Membros (Senado,
senadores por senadores mais 3
do DF).
Repartição de receitas.
Soberania do Estado Federado.
Federaçã� Brasileir�
➔ Surge com a Constituição
Federal 1891, junto à forma
Republicana.
➔ Art 1º e art 18 da CF.
4 ente� Federad��: União,
Estados-Membros, Município e
Distrito Federal.
Unidade� d� Federaçã�:
Estados-Membros e Distrito
Federal.
➔ Vedações art 19, É vedado à
União, aos Estados, ao Distrito
Federal e aos Municípios: I -
estabelecer cultos religiosos ou
igrejas, subvencioná-los,
embaraçar-lhes o funcionamento ou
manter com eles ou seus
representantes relações de
dependência ou aliança, ressalvada,
na forma da lei, a colaboração de
interesse público; (Estado
Laico, respeitar às
religiões, mas não se
mistura com elas)
II - recusar fé aos documentos públicos;
(documento vale a todos entes
Federados)
III - criar distinções entre brasileiros ou
preferências entre si. (cria distinções
brasileiras entre os entes
federados )
Uniã� Federa�
➔ ente federativo autônomo
➔ representa a República
Federativa do Brasil (é a
reunião dos entes
federados)
➔ também age enquanto
Brasil e ente Federado
Capita� Federa� (Brasíli�)
Art. 18. A organização
político-administrativa da República
Federativa do Brasil compreende a União,
os Estados, o Distrito Federal e os
Municípios, todos autônomos, nos termos
desta Constituição.
§ 1º Brasília é a Capital Federal.
*não pode chamar Brasília de
Município*
➔ não se enquadra no
conceito de Município, mas
pode se enquadrar no
conceito de cidade.
➔ sede do governo do DF e
Capital do Brasil
➔ Distrito Federal que é ente
Federado
➔ Brasília é a capital do
União
Art 20 § 1º É assegurada, nos termos da
lei, aos Estados, ao Distrito Federal e aos
Municípios, bem como a órgãos da
administração direta da União, participação
no resultado da exploração de petróleo ou
gás natural, de recursos hídricos para fins
de geração de energia elétrica e de outros
recursos minerais no respectivo território,
plataforma continental, mar territorial ou
zona econômica exclusiva, ou
compensação financeira por essa
exploração.
➔ Royalties, valores que a
União paga em virtude do
petróleo, gás natural
Competênci� Capita� Federa�
Determina que a lei e a
Constituição Federal dão
algumas pessoas em relação ao
cargo que a pessoa ocupa. É o
princípio da predominância do
interesse Geral (União,
Presidente), Regional (Estados,
Governador) e Local (Municípios,
Prefeito). Existe competência no
Judiciário (Jurisdição),
administrativa (Executivo,
presidente e governador) e
Legislativa (Congresso Nacional,
Associação Legislativa e Câmara
dos Vereadores.
Competênci� Administrativ� d� Uniã�
Federa�
Competência Administrativa:
poder executivo da União,
exclusiva da União Art. 21. e
Competência Comum, que é da
União, Estados-Membros,
Distrito Federal e Municípios Art.
23.
Competência Legislativa:
Privativa e Concorrente
Legislativa.
Art. 21. Compete à União:
I - manter relações com Estados
estrangeiros e participar de organizações
internacionais;
II - declarar a guerra e celebrar a paz;
III - assegurar a defesa nacional;
IV - permitir, nos casos previstos em
lei complementar, que forças estrangeiras
transitem pelo território nacional ou nele
permaneçam temporariamente;
V - decretar o estado de sítio, o estado
de defesa e a intervenção federal;
VI - autorizar e fiscalizar a produção e
o comércio de material bélico;
VII - emitir moeda;
VIII - administrar as reservas cambiais
do País e fiscalizar as operações de
natureza financeira, especialmente as de
crédito, câmbio e capitalização, bem como
as de seguros e de previdência privada;
IX - elaborar e executar planos
nacionais e regionais de ordenação do
território e de desenvolvimento econômico e
social;
X - manter o serviço postal e o correio
aéreo nacional;
XI - explorar, diretamente ou mediante
autorização, concessão ou permissão, os
serviços de telecomunicações, nos termos
da lei, que disporá sobre a organização dos
serviços, a criação de um órgão regulador e
outros aspectos institucionais;
XII - explorar, diretamente ou
mediante autorização, concessão ou
permissão:
a) os serviços de radiodifusão
sonora e de sons e imagens;
b) os serviços e instalações de
energia elétrica e o aproveitamento
energético dos cursos de água, em
articulação com os Estados onde se situam
os potenciais hidroenergéticos;
c) a navegação aérea, aeroespacial
e a infra-estrutura aeroportuária;
d) os serviços de transporte
ferroviário e aquaviário entre portos
brasileiros e fronteiras nacionais, ou que
transponham os limites de Estado ou
Território;
e) os serviços de transporte
rodoviário interestadual e internacional de
passageiros;
f) os portos marítimos, fluviais e
lacustres;
XIII - organizar e manter o Poder
Judiciário, o Ministério Público do Distrito
Federal e dos Territórios e a Defensoria
Pública dos Territórios;