A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
resumão - asma

Pré-visualização | Página 1 de 1

CRISE ASMÁTICA 
CLASSIFICAÇÃO DA CRISE ASMÁTICA (Clínica + PFE)
	LEVE A MODERADA
	PFE > 50%;
Paciente clinicamente bem;
	GRAVE
	PFE 30 – 50%; 
Alcalose respiratória; Fala frases incompletas; FC > 120
	MUITO GRAVE
	PFE < 30%;
Sonolência / confusão mental; 
Acidose respiratória;
MV reduzido 
Sem sibilos 
TRATAMENTO:
ALVO: SatO2: 93 – 95% (criança: 94 - 98%) 
· Beta-2 agonista de curta duração (3 doses de 20/20 min) 
ATENÇÃO: Sem melhora com as 3 doses de B2 – agonista: acrescentar ipratrópio (Anticolinérgico de curta duração) 
ATENÇÃO: Crise grave/muito grave: Faço o ipratrópio juntamente com o B2 – agonista logo de início. 
· Corticoide sistêmico: iniciar na 1ª hora 
ATENÇÃO: Sem melhora após todas as medidas acima: considerar sulfato de magnésio IV
NA HORA DA ALTA:
· MANTER: Corticoide VO 5 – 7 dias (Criança: 3 – 5 dias)
Associar B2 agonista de curta duração a cada 6h – para evitar broncoespasmo a curto prazo
	ABCD
· Atrovent (Anticolinérgico – Brometo de ipratropio)
· Berotec (Beta 2 de curta – fenoterol)
· Corticoide sist.
· Dar O2
· Iniciar ou otimizar o tratamento crônico.
· 
CONTROLE DA ASMA / TRATAMENTO CRÔNICO
CLASSIFICAÇÃO DO CONTROLE DA ASMA 
	NÍVEL DE CONTROLE DA ASMA:
	CONTROLADA
	0 Todos adequados
	PARCIALMENTE CONTROLADA
	1 – 2 Até 2 inadequados
	NÃO CONTROLADA
	3 – 4 Mais de 2 inadequados.
Nas últimas 4 semanas.... 
	Variáveis..
	Adequado
	Inadequado
	Atividades limitadas?
	Não
	Sim
	Broncodilatador de alívio > 2x/sem?
	Não - < 2x/sem
	Sim - > 2x/sem
	Calada da noite – Sintoma noturno?
	Não
	Sim
	Dia – Sintoma diurno > 2x/sem?
	Não - < 2x/sem
	Sim - > 2x/sem
	POR ONDE COMEÇAR?
	Etapa 1
	Sintomas < 2x/mês
	Etapa 2
	Sintomas > 2x/mês, mas não diários
	Etapa 3
	Sintomas quase diários ou acordou > 1x/sem
	Etapa 4 
	Sintomas quase diários ou acordou > 1x/sem ou função pulmonar reduzida 
TRATAMENTO CRÔNICO 
Corticoide inalatório SEMPRE!
	GRAVE
	Etapa 5
	Encaminhar para um Especialista – para uso de drogas mais específicas (anti – IgE / IL5 / Tiotrópio)
	
	Etapa 4
	Etapas Anteriores + Aumentar a dose de Corticoide inalatório
	MOD.
	Etapa 3
	Etapas Anteriores + B2 de longa duração cronicamente 
	 LEVE
	Etapa 2
	Etapa Anterior + Corticoide inalatório (Dose baixa) para uso crônico
	
	Etapa 1
	SOS (Tto sintomático SOS): Corticoide inalatório + formeterol (´´bud-form``) OU
B2 curta duração + Corticoide inalatório (Dose baixa) – Para crianças de 6 – 11 anos 
	ASMA CONTROLADA
	Por 3 meses Reduzir uma etapa
	ASMA PARCIALMENTE CONTROLADA
	Considerar subir uma etapa
	ASMA NÃO CONTROLADA
	Subir uma etapa (Antes: avaliar adesão)
Medicações Tto crônico – Manutenção > 12 anos
Corticoide inalatório: Budesonida 
LABA: B2 de longa: Formeterol / Salmeterol
 B2 de curta: Fenoterol (Berotec); Salbutamol (Aerolin)
LAMA: Anticolinérgico: Brometo de ipratrópio (Atrovent)