A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
94 pág.
[LIVRO] Embriologia e Histologia Alves

Pré-visualização | Página 24 de 24

e o endoderma.
Microvilosidades – projeções da membrana para aumentar a absorção das
mesmas, como acontece com as células intestinais.
Mórula – bola maciça de células resultante das primeiras divisões do zigoto; estágio
inicial da embriogênese.
Neurulação – estágio do desenvolvimento embrionário caracterizado pela formação
do tubo neural ou nervoso.
Nidação – implantação da célula-ovo no útero.
Notocorda – bastão de células semi-rígido, localizado sob o tubo nervoso; constitui
o primeiro eixo de sustentação do embrião dos cordados; nos vertebrados é substituído
pela coluna vertebral.
Organogênese – formação e desenvolvimento dos órgãos, que acontece durante o
desenvolvimento embrionário, sucedendo a histogênese.
Ovíparos – diz-se do animal que pôe ovos; os embriões se desenvolvem fora do
organismo materno; o termo ovíparo é mais empregado para os vertebrados; são ovíparos
certos peixes, os anfíbios, certos répteis, as aves e poucos mamíferos.
Ovogênese – processo pelo qual as células germinativas das fêmeas diferenciam-
se em gametas femininos (óvulos).
Partenogênese – desenvolvimento de um óvulo sem que haja fecundação.
Progesterona – hormônio produzido pelo corpo amarelo do ovário e também pela
placenta; seu efeito é preparar o organismo feminino para o desenvolvimento embrionário;
entre outros efeitos, causa o grande desenvolvimento do endométrio.
Queratina – proteína fibrosa presente nos animais vertebrados; é um material que
constitui as unhas, garras e pelos e que impregna a superfície da epiderme.
Segmentação – divisão de células vegetais e animais.
Sincício – estrutura multinucleada resultante da fusão de várias células; a fibra
muscular estriada, por exemplo, é um sincício.
87
Túbulos seminíferos – cada um dos milhares de túbulos presentes no testículo dos
mamíferos, em cujas paredes formam-se os espermatozóides.
Trofoblástica – camada externa e delgada do embrião que origina parte da placenta.
Vitelo – substâncias nutritivas; conjunto de substância de reserva presentes no
citoplasma dos ovos; sua função é alimentar o embrião durante as primeiras fases de seu
desenvolvimento.
Vertebrados – subfilo do filo Chordata; reúne os animais que apresentam vértebras.
Zonas de oclusão – pontos de contato entre membranas de células adjacentes
com a finalidade de aumentar a união.
88
Embriologia
e Histologia
Comparada
ReferênciasReferênciasReferênciasReferênciasReferências
BibliográficasBibliográficasBibliográficasBibliográficasBibliográficas
ALBERTS, B.; Bray, D.; Lewis, J.; Raff, M.; Roberts, K.; Watson, J. - Biologia Molecular
da Célula. 3. ed. Porto Alegre: Artes Médicas - 1997. 1294pp.
ALVARENGA, R. L. S. Infertilidade para pacientes. Belo Horizonte: Instituto de
Saúde da Mulher, 1996. 31p.
ALVES, M. S. D. & CRUZ, V. L. B. Embriologia. 6. ed. Belo Horizonte: Imprensa
Universitária da UFMG, 2000. 173p. 
BARNES, R.D. 1977. Zoologia de los Invertebrados. 3. ed. Interamericana, México,
826p.
BRACEGIRDLE, B. & P.H. Miles,. Atlas de estructura de cordados. Paraninfo,
Madrid, 1981.119p.
Benjamin/Cummings Publishig Company, Inc. ABRAMOVAY, Miriam (Org.) 1988.
BLOOM, W. & FAWCETT, D. W. Tratado de histologia. 10.ed. Rio de Janeiro:
Interamericana, 1977. 940p.
BROKES, M., ZIETMAN, A. L.. Clinical Embryology : A Color Atlas and Text. CRC
Pr., 1998.
BRUCE, A et al.Biologia Molecular da Célula -; 3. ed., Porto Alegre:
ArtMed,1997.p.11.cap.1.
CARLSON. Embriologia humana e biologia do desenvolvimento. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 1996.
CORMACK, D. H. Fundamentos de histologia. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 1996. 341p.
CAMPOS, P. A & ULRICH, K. M. C. Roteiro prático de embriologia geral e humana.
Belo Horizonte, PUC-MG, 1997.
CORMACK, D.H. - Histologia. 9. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan - 1991.
570pp.
DE ROBERTIS, E.D.P. e De Robertis Jr., EMF - Bases da Biologia Celular e
Molecular. 2. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan - 1993. 307pp.
Entrevista. Folha Online. Disponível on-line em: www.folhaonline.com.br/. Acesso em:
22 jul. 2002b.
89
FAWCETT, D.W. – Bloom and Fawcett – A Textbook of Histology. W.B. Saunders
Company – eleventh edition – 1986. 1017pp.
FERNANDES, Valdir. Zoologia. São Paulo: EPU, 1981.
FITZGERALD, J. J. T. Embriologia humana. São Paulo: Harper & How do Brasil,
1989.
Figuras. Disponível on-line em: www.elettra200.it/scienza/immagini. Acesso em: 06
jun. 2006b.
Figuras. Disponível on-line em: www.biomania.com.br/citologia/respiracao.php
Acesso em: 14 jun. 2006b.
_______. Disponível on-line em: www.ficharionline.com.br/. Acesso em: 16 jun. 2006b.
_______. Disponível on-line em: www.ficharionline.com.br/segmentacao.php. Acesso
em: 07 mai. 2006b.
GARCIA, Sônia Maria Lauer, NETO JECKEL, Emílio Antônio, FERNANDEZ, Casimiro
Garcia. Embriologia. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.
GARCIA, Sônia Maria Lauer, DAUDT, Helena Maria Lizardo, FERNANDEZ, Casimiro
Garcia. Embriologia. Estudos dirigidos para aulas práticas. Porto Alegre: Sagra Luzzato,
1997.
GARTNER, Leslie P. & HIATT, James L. Tratado de Histologia. 1 ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan S. A. 1999.
HÖFLING, E. et al., Chordata - Manual para um curso pratico. São Paulo: Edusp.
1995. 242p.
HOUILLON, C. Embriologia. São Paulo: Edgard Blücher, 1972. 160p.
HUETTNER, A. Fundamentals of comparative embryology of vertebrates. New
York: Mac Millan, 1967.
JOHNSON & VOLPE’S. Patterns & experiments in developmental biology. 2.
ed. Dubuque: Wm. C. Brown Publishers, 1995.229p.
JUNQUEIRA, L.C. e Carneiro, J. - Biologia Celular e Molecular. 6. ed. - Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan - 1997. 299pp.
______________. Histologia básica. 8. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan,
1995. 433p.
JUNQUEIRA, L. C. U. & ZAGO, D. Embriologia médica e comparada. 3.ed. Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 1982. 291p.
90
Embriologia
e Histologia
Comparada
KARP, G. - Cell and Molecular Biology: Concepts and Experiments.
Second edition - John Wiley & Sons, Inc. - New York, 1999. 816pp.
KÜKENTHAL, W. et al., Guia de trabalhos práticos de zoologia.
19ed. Almedina, Coimbra, 1986. 539p.
MADER, S.S. Biology; laboratory manual. 5. ed. Dubuque: Wm. C.
Brown Publishers, 1996. 516p.
MAIA, G. D. Embriologia humana. Rio de Janeiro: Atheneu, 1996. 116 p.
MATHEWS, W. W. SCHOENWOLF, G. C. Atlas of descriptive embryology. 5.ed.
New Jersey: Prentice- Hall, 1998.266 p.
MAJNO, G. e Joris, I. - Cells, Tissuesand Disease: Principles of General Patology.
Blackwell Cience, 1996. 974pp.
MOORE, K. L. & PERSAUD, T. V. N. Embriologia básica. 5. ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2000. 291p.
___________. Fundamentos de embriologia humana. São Paulo: Manole, 1990.
194 p.
___________, PERSAUD, T. V. N., SHIOTA, K. Color atlas of clinical embryology.
W B Saunders Co, 1994.
___________. The development human; clinically oriented embriology. 5. ed.
Philadelphia: WB Saunders, 1993.
___________, K. L. & PERSAUD, T. V. N. Embriologia clínica. 6. ed. Rio de Janeiro:
Guanabara Koogan, 2000.
ROBERTIS, E. M. F. De. & HIB, Jose. Bases da Biologia Celular e Molecular. 3 ed.
Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan S. A. 2001.
SADLER, T. W. Langman - Embriologia médica. 7. ed. Rio de Janeiro: Guanabara
Koogan, 1997.
WEISS, L. (Ed.) Cell and tissue biology; a textbook of histology. 6. ed. Urban &
Schwarzenberg, 1992. 1158p.
WEISS, L. - Cell Tissue Biology - A textbook of histology. Sixth edition - Urban &
Schwarzenberg - 1988. 1158pp.
91
AnotaçõesAnotaçõesAnotaçõesAnotaçõesAnotações
92
Embriologia
e Histologia
Comparada
FTC - EaD
Faculdade de Tecnologia e Ciências - Educação a Distância
Democratizando a Educação.
www.ftc.br/ead
	Figura1.pdf
	Embriologia e Histologia Comparada.pdf
	fundo_bio.pdf