A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
24 pág.
Aula -08-Bibliotecas

Pré-visualização | Página 8 de 8

ras pessoas.
Introdução às fontes de informação 010908.pmd 4/8/2009, 16:41118
119
BIBLIOTECAS – ANTÔNIO AGENOR BRIQUET DE LEMOS
A facilidade que a Internet oferece para que ali se coloquem textos de livre
acesso suscita a necessidade de os usuários da Rede se acautelarem quanto à qua-
lidade e confiabilidade das informações que esses textos contêm. É importante que o
internauta verifique sempre qual a origem do texto que está consultando, quem foi o
responsável pela sua elaboração, que dê preferência aos que são divulgados por
meios institucionais reconhecidos ou por pessoas que mereçam confiança. Não é
raro encontrarem-se na Internet as informações mais disparatadas e equivocadas.
O fato de haver confusão de conceitos e termos reflete as condições ainda
pouco sólidas desse terreno que há bem pouco tempo se começou a trilhar. Mas
não significa que não se venha, bem antes do que se costuma imaginar, a dispor na
Internet de uma variedade, cada vez maior, de informações como as que se encon-
tram numa biblioteca tradicional. É claro que não será tarefa fácil clonar em forma
digital os milhões de textos em formato analógico que seriam potencialmente rele-
vantes para o maior número possível de usuários. Mas o fato de ser uma tarefa
difícil não significa que seja impossível.
Referências
BATTLES, Matthew. A conturbada história das bibliotecas. São Paulo: Planeta, 2003.
p. 240.
FONSECA, Edson Nery da. Introdução à biblioteconomia. São Paulo: Pioneira, 1992.
p. 153.
HARROD, Leonard Montague. The librarian’s glossary of terms used in llibrarianship,
documentation and the book crafts and reference book. 4th ed. London: A. Deutsch, 1977.
p. 903.
LIBRARIES and Library Science. In: THE NEW Encyclopaedia Britannica. 15th ed.
Chicago,Il.: Encyclopaedia Britannica, 1977. v. 22, p. 968-984.
MCGARRY, Kevin. O contexto dinâmico da informação: uma análise introdutória. Tradu-
ção de Helena Vilar de Lemos. Brasília: Briquet de Lemos / Livros, 1999. p. 206.
MASSON, André; SALVAN, Paule. Les bibliothèques. Paris: Presses Universitaires de
France, 1961. p. 128. (Que sais-je?, 944).
MILANESI, Luís. Biblioteca. São Paulo: Ateliê Editorial, 2002. p. 116.
Introdução às fontes de informação 010908.pmd 4/8/2009, 16:41119
Portfólio 
ATIVIDADE
Biblioteca é um espaço físico em que se guardam livros, dispostos ordenadamente para estudo e 
consulta. É todo espaço, seja ele concreto ou virtual que reúne coleção de informações de 
qualquer tipo, sejam livros, enciclopédias, dicionário, monografias, revista, folhetos etc., ou 
digitalizadas e armazenadas em CD, DVD e banco de dados.
As bibliotecas podem se dividir em públicas ou particulares. Existem ainda, as bibliotecas 
especializadas.
Defina cada um dos tipos de bibliotecas acima mencionados.
OBS: Para redigir sua resposta, use uma linguagem acadêmica. Faça um texto com 
no mínimo 20 linhas e máximo 25 linhas. Lembre-se de não escrever em primeira 
pessoa do singular, não usar gírias, usar as normas da ABNT: texto com fonte tamanho 
12, fonte arial ou times, espaçamento 1,5 entre linhas, texto justificado.
OBS: Para redigir sua resposta, use uma linguagem acadêmica. Faça um texto com 
no mínimo 20 linhas e máximo 25 linhas. Lembre-se de não escrever em primeira 
pessoa do singular, não usar gírias, usar as normas da ABNT: texto com fonte tamanho 
12, fonte arial ou times, espaçamento 1,5 entre linhas, texto justificado.
Pesquisa 
AUTOESTUDO
Biblioteca de Nossa Senhora da Terceira Margem
https://www.youtube.com/watch?v=PFSb58A6RYk&feature=emb_logo
Ambientada em cidades fictícias, a série “Bibliotecas Fantásticas”, composta por quatro vídeos, 
traz narrativas que explicam o significado de Biblioteca Viva. As histórias são encenadas pelo 
ator Arô Ribeiro e filmadas com personagens em miniatura que saem de uma pequena maleta.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.