A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
Resumão - Escala de Coma de Glasgow

Pré-visualização | Página 1 de 1

ESCALA COMA DE GLASGOW 
	ESCALA DE COMA DE GLASGOW
	ABERTURA OCULAR
	MELHOR RESPOSTA VERBAL
	MELHOR RESPOSTA MOTORA
	Espontânea
	4
	Orientada
	5
	Obedece a comando
	6
	A voz
	3
	Confusa
	4
	Localiza 
Elevação da mão acima do nível da clavícula ao estímulo na cabeça ou pescoço
	5
	A pressão
(Dor)
	2
	Palavras inapropriadas
	3
	Flexão normal 
A nível do cotovelo, mas que não consegue ultrapassar o nível da clavícula
Flexão anormal: flexão toda espasmódica.
	4
	Ausente
	1
	Palavras incompreensivas Verbaliza Sons
	2
	Flexão anormal (Decortica)
 Flexão toda espasmódica.
	3
	Não testada
	NT
	Ausente
	1
	Extensão anormal (descerebração)
	2
	
	Não Testada
	NT
	Ausente
	1
	Não testada
	NT
	LOCAIS PARA ESTIMULAÇÃO FÍSICA – Pressão
	Pressão nas extremidades dos dedos
	Pinçamento do trapézio
	Incisura supraorbitária
	
	
	
	GLASGOW – PUPILA (ECG-P)
	2 pupilas reativas
	0 pontos
	1 pupila não reativa
	1 ponto
	2 pupilas não reativas
	2 pontos
	A pontuação encontrada na avaliação pupilar deve ser subtraída do valor encontrado na E.C.G. Desta forma, a pontuação pode variar de 1 a 15 e não mais de 3 – 15.
	
	
	AVALIAR O GRAU DO TCE
	LEVE
	13 – 15
	MODERADO
	9 – 12
	GRAVE
	< 8