A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
ANATOMIA DO INTESTINO DELGADO

Pré-visualização | Página 1 de 1

PARTES DO INTESTINO DELGADO: 
(1) DUODENO: (2) JEJUNO: (3) ÍLEO: 
 
(1) DUODENO: 
• O duodeno é a primeira parte do intestino delgado; 
• É a parte mais fixa do intestino delgado; 
• Fica atras do peritônio→ RETROPERITONEAIS (EXCETO: a parte 
superior do duodeno, pois ela é intraperitoneal, e as outras 3 partes 
vão ser RETROPERITONEAIS); 
• Tem um formato semelhante a letra C; 
• Mede aproximadamente 25cm de comprimento; 
• Ele se divide em quatro partes. 
 
(2) JEJUNO: 
• Tem o calibre de 2 a 4cm 
• Tem parede espessa 
• Na parede do jejuno têm pregas. 
• Vascularização maior (É MAIS IRRIGADO) 
• Cor: vermelho vivo →justamente por ser mais irrigado 
• Tem menos gordura no mesentério 
• Tem grandes, altas e próximas pregas circulares 
• Tem POUCOS nódulos linfoides (placas de peyer) 
• Ocupa mais o lado esquerdo →Ocupa o comprimento intracólico esquerdo superior, estendendo-se até a 
região umbilical. 
• Pensar na relação com o estômago, que fica mais no lado esquerdo. 
 
 
 (3) ÍLEO: 
• Recebe esse nome por ter proximidade com o osso ilíaco. 
• Se localiza mais em quadrante inferior direito. 
• Tem o calibre de 2 a 3cm 
• Tem parede fina 
• Na parede do íleo é mais lisa. 
• Vascularização menor (menos irrigado) 
• Tem mais gordura no mesentério 
• Tem MUITOS nódulos linfoides (placas de peyer) 
• Ocupa mais o lado direito (pensar na relação com o intestino grosso, que fica mais no lado direito) 
 
 
 
ORGANIZAÇÃO DO DUODENO 
(1) Parte Superior: (2) Parte Descendente (3) Parte Horizontal ou Inferior: (4) Parte Ascendente 
 
OBS: Em cada parte dessa do duodeno, vai se relacionar com alguma estrutura anatômica diferente. 
 
(1) PARTE SUPERIOR: → 
• É a primeira parte do duodeno 
• É intraperitoneal 
• é a região contida entre o piloro e colo da vesícula 
• Mede aproximadamente 5cm de comprimento 
• Mais móvel 
• Se relaciona com artéria gastroduodenal, ducto colédoco e veia porta (pensando na relação anterior) 
• Essa primeira parte fica posteriormente do colo da vesícula biliar. 
• A “cabeça do pâncreas” se relaciona inferiormente, com essa primeira parte do duodeno. 
 
 
(2) PARTE DESCENDENTE → 
• É a segunda parte do duodeno 
• É retroperitoneal 
• Nessa parte, ficam as papilas duodenais maior e menor (L1-L3) 
• Quanto a sua medida: aproximadamente 8 a 10cm de comprimento 
• Fica próxima ao rim direito(anterior ao hilo do rim direito, vasos renais direitos) 
 
 
(3) PARTE HORIZONTAL OU INFERIOR 
• É a terceira parte do duodeno 
• É retroperitoneal 
• Se localiza na altura de L3 
• Mede aproximadamente 10cm de comprimento 
• Fica atrás(posterior) do cólon transverso 
 
 
(4) PARTE ASCENDENTE 
• É a quarta parte do duodeno 
• É retroperitoneal 
• Sobre sua localização, ascende até L2 
• É uma parte menor, que mede aproximadamente 2,5cm de comprimento 
• Fica à esquerda da artéria aorta; 
• O principal tronco da veia mesentérica inferior se encontra posterior à flexura duodenojejunal. 
 
 
Legenda da imagem acima: 
 
Círculo verde→ Parte superior do duodeno; 
Círculo vermelho→ Parte descendente do duodeno; 
Círculo azul→ Parte horizontal do duodeno; 
Círculo roxo→ Parte ascendente do duodeno. 
 
Seta verde escura→ Ducto colédoco; 
Seta rosa→ Veia cava inferior; 
Seta amarela→ Artéria Aorta; 
Seta azul→ Saída da artéria mesentérica superior; 
Seta verde clara→ Mesentérica inferior. 
 
OBS: O pâncreas que vai ser abraçado pelo duodeno, sua maior relação da cabeça do pâncreas vai ser com a parte 
descendente e com a parte horizontal. 
OBS 2: O duodeno é a primeira parte do intestino delgado, que vai se iniciar após o canal pilórico. E seu término é na 
transição entre o íleo e o ceco, que é a junção íleo-cecal! 
 
COMPLEXO JEJUNOÍLEO 
OBS= Em muitas descrições anatômicas, vai descrever essas duas partes (jejuno e íleo) como sendo uma estrutura 
única, isso porque, é quase impossível de dizer onde começa um e termina o outro. 
 
(1) Jejuno + (2) Íleo 
• Localização intraperitoneal 
• O ponto de início do complexo jejuno-íleo vai ser a flexura duodeno-jejunal; 
• Seu término é na transição com o ceco, através da junção íleo-cecal; 
• NÃO EXISTE UM LIMITE NÍTIDO ENTRE O JEJUNO E O ÍLEO! 
• O início e o final desse complexo, é bem nítido, mas a transição de um para o outro não! 
 
 
 
 
 
 
Referências: 
Netter Anatomia Clínica, Capítulo 4: Abdome| John T. Hansen, PhD, https://www.evolution.com.br/epubreader/netter-anatomia-clnica-3ed. 
GRAY’S Anatomia, Standring, Susan, PhD, DSc, FKC,https://www.evolution.com.br/epubreader/grays-anatomia-41ed. 
Moore K. L. Anatomia orientada para a clínica. 5 ed. Guanabara Koogan.