A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Terapia Cognitivo-Comportamental (part 2)

Pré-visualização | Página 1 de 1

→ A Terapia Cognitivo-Comportamental é uma 
abordagem da psicologia clínica, que utiliza 
determinadas técnicas e estratégias comportamentais 
e cognitivas no tratamento para diversos distúrbios 
emocionais, psiquiátricos e para a aquisição do 
autoconhecimento. 
 
→ A ênfase principal é a identificação de padrões 
comportamentais do indivíduo que trazem prejuízos 
significativos para o mesmo. 
 
→ Atua de forma estruturada e diretiva em diversos 
contextos psicopatológicos: 
 
 Depressão 
 Transtorno afetivo bipolar 
 Transtornos ligados à ansiedade 
 Transtornos ligados ao controle do impulso 
 TOC 
 Transtornos de personalidade 
 Transtornos alimentares 
 Entre outros... 
 
→ A TCC dialoga com a Neurociência, na qual afirma 
por meio de estudos que novas sinapses cerebrais 
ocorrem em pessoas que estão em tratamento na 
TCC. 
 
→ A TCC não é um tratamento apenas para pessoas 
que possuem algum transtorno mental, pois ela atua 
também no autoconhecimento e na prevenção de 
incidência de algum transtorno psiquiátrico. 
 
 
• Psicoterapia estruturada: os temas trazidos devem 
conter inicio, um discorrer sobre o problema e uma 
finalização. Toda sessão deve ter começo, meio e fim. 
• Orientada no aqui/agora: o problema trazido sobre 
o que está acontecendo no tempo presente com o 
paciente deve ser uma das prioridades. 
 
• Direcionada à resolução de problemas atuais: a 
resolução de problemas da queixa trazida deve ser um 
ponto importante a ser trabalhado nas sessões. 
 
• Foco em modificação de comportamentos 
disfuncionais: o paciente que traz uma problemática 
pode emitir um comportamento considerado 
indesejado que deve ser avaliado pelo psicoterapeuta 
e paciente para serem modificados. 
 
• Utilização de técnicas cognitivas, comportamentais 
e vivenciais. 
 
 
• Idade/etapa do desenvolvimento 
 
• Pais implicados no tratamento/vínculo com o 
terapeuta 
 
• Psicoeducação: sintomas, diagnóstico, tratamento e 
como lidar: todos os aspectos devem sempre ser 
explicados ao indivíduo que está em tratamento e 
seus responsáveis. 
 
• Identificação das emoções próprias e dos outros 
devem ser trabalhadas. 
 
• Técnicas e intervenções terapêuticas a serem 
escolhidas pelo psicoterapeuta de acordo com o 
diagnóstico, a queixa trazida pelos pais e pelo 
paciente. 
 
• Brinquedos/jogos/histórias devem ser trazidos como 
estratégias terapêuticas no tratamento. 
 
Jéssica Alves - Psicologia 
 
 
• Cada caso é um caso: planejamento e metas 
terapêuticas mudam de acordo com cada caso. 
 
→ A Psicoeducação deve estar presente em todas as 
idades. 
 
→ As técnicas são definidas de acordo com o relato 
dos pais. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
→ É um termo abrangente que engloba todas as 
abordagens teórico-científicas pertinentes ao 
exercício da psicologia clínica. 
 
→ É realizada por profissionais licenciados e 
capacitados pelo Conselho de Psicologia, sendo um 
conjunto de procedimentos, métodos e técnicas para 
tratar distúrbios emocionais, promover a saúde 
mental e melhor qualidade de vida e o 
autoconhecimento. 
 
→ A psicoterapia tem diversas abordagens 
psicoterápicas. 
↪ Ex.: a psicologia clínica possui diversas 
abordagens psicoterápicas. 
 
→ Pode ser realizada: 
 Individualmente 
 Psicoterapia de grupo 
 Psicoterapia de casais 
 Psicoterapia familiar. 
 
 
→ Parte do princípio de que o indivíduo ao longo de 
sua vida, desde o nascimento, vai formando 
determinadas crenças acerca de si mesmo, de tudo 
que lhe cerca e do futuro. A partir das primeiras 
experiências de vida, da percepção e da leitura que o 
indivíduo faz sobre o que o outro pensa sobre ele, vai 
formando determinadas crenças. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Função de: 
 
 
 
 
 
 
Estratégia confirmatória: comportamento que o 
indivíduo emite que ocasiona a confirmação de uma 
crença. 
 ↪Ex.: crença de fracasso em que o indivíduo 
acaba se comportando de forma que comprove a ele 
mesmo que é um fracassado. 
 
Estratégia compensatória: comportamentos 
evitativos. Fugir de entrar em contato com os 
estímulos aversivos que trazem sentimentos 
negativos. 
 
 
 
 
Estratégia confirmatória Estratégia compensatória 
Crença central 
Pensamentos 
automáticos 
Emoções 
Comportamentos 
• Qual a diferença entre tratamento eficaz e 
tratamento efetivo? 
O tratamento eficaz é aquele em que os sintomas 
são diminuídos ou removidos. O tratamento 
efetivo é quando os sintomas se mantêm 
diminuídos ou removidos mesmo ao longo do 
tempo.