A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
A4 Gestão em serviço de saúde

Pré-visualização | Página 2 de 3

hospital público de São Paulo. Revista de Administração Hospitalar e Inovação em Saúde , v. 11, n. 4, p. 247-265, 2014. Disponível em: https://revistas.face.ufmg.br/index.php/rahis/article/view/2166 . Acesso em: 20 jul. 2020.
Agora, com base nos seus conhecimentos e no conteúdo apresentado, assinale a alternativa correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
Quando tratamos da qualidade do design, a qualidade é definida através da criação de produtos/serviços que apresentem os atributos necessários para atender às expectativas dos clientes. Ou seja, o foco dessa definição é a expectativa do cliente.
	Resposta Correta:
	 
Quando tratamos da qualidade do design, a qualidade é definida através da criação de produtos/serviços que apresentem os atributos necessários para atender às expectativas dos clientes. Ou seja, o foco dessa definição é a expectativa do cliente.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: o conceito de qualidade do design é voltado para percepção e expectativas do cliente, o que ele espera do produto/serviço. Nessa linha de pensamento, os produtos e serviços são preparados para apresentar os atributos necessários para atender às expectativas dos clientes. Envolve aspectos visuais, mas também pode tratar de questões como usabilidade, utilidade e simplificação das interações do cliente com o produto/serviço.
	
	
	
· Pergunta 5
1 em 1 pontos
	
	
	
	Estudos de Spee e Jarzabkowski (2009 apud
NEIS, PEREIRA, MACCARI, 2017, p. 482) comprovaram que a implementação do processo de planejamento estratégico consegue relacionar as diversas unidades da organização. “[...] Sabe-se que para a execução bem-sucedida da estratégia é necessário que ela seja reconhecida e legitimada pelos diversos membros e grupos de interesses componentes da organização, e por meio dessas interações é possível até mesmo perpassar as fronteiras dos departamentos ou unidades, através da distribuição do poder hierárquico e da divisão das tarefas e unidades.”
NEIS, D. F.; PEREIRA, M. F.; MACCARI, E. A. Processo de planejamento estratégico e estrutura organizacional: impactos, confluências e similaridades. Brazilian Business Review , [Vitória], v. 14, n. 5, p. 479-492, 2017. Disponível em: http://www.bbronline.com.br/index.php/bbr/article/view/63/97 . Acesso em: 20 jul. 2020.
Analise as afirmativas a seguir com base na contextualização e no estudo desta unidade.
I. Algumas das etapas do planejamento estratégico são estabelecer a missão da empresa e sua visão para o futuro, analisar as forças e fraquezas da organização e oportunidades e ameaças do ambiente externo. Também deve considerar avaliar os resultados e rever o que for necessário no planejamento.
II. A análise SWOT consiste em verificar como a empresa pode aprender com seus concorrentes, quais práticas e estratégias eles usam que poderiam ser benéficas para a organização.
III. A missão trata de onde queremos chegar, o que a organização quer ser no futuro. Deve ser detalhada, com todas as metas a serem alcançadas e indicadores.
IV. Os valores tratam da identidade da empresa, são regras de estabelecem como a organização se comporta em determinadas situações.
V. A análise do ambiente externo busca entender como o que está fora da empresa pode afetar suas atividades, como concorrentes, clientes, entre outros.
Agora, assinale a alternativa que traz as afirmativas corretas.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
I, IV e V.
	Resposta Correta:
	 
I, IV e V.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: as etapas do planejamento estratégico são: definição da missão, visão e valores, análise do ambiente externo, análise do ambiente interno, elaboração da matriz SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças), análise das alternativas estratégicas, definição de áreas e objetivos estratégicos, e outras. Os valores são princípios, regras e aspectos culturais que regem a organização. Já a análise do ambiente externo trata do que está fora da organização, mas que pode influenciar suas atividades, como clientes, concorrentes, fornecedores etc.
	
	
	
· Pergunta 6
1 em 1 pontos
	
	
	
	Para Mattos e Toledo (1998, p. 313) “A existência de um Sistema de Custos da Qualidade (SCQ) não é um requisito para certificação do sistema da qualidade, mas, ao que tudo indica, uma empresa certificada possui um ambiente mais propício para implantação desta ferramenta de gestão. Esse ambiente favorável seria dado pela explicitação e sistematização das atividades por garantia integral, pela existência de informações sobre o desempenho em qualidade nos processos da empresa, e também pela necessidade da Alta Administração de dispor de informações para análise do desempenho e da eficácia global do sistema da qualidade existente.”
MATTOS, J. C.; TOLEDO, J. C. Custos da qualidade: diagnóstico nas empresas com certificação ISO 9000. Gestão & Produção , v. 5, n. 3, p. 312-324, 1998. P.313. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/gp/v5n3/a11v5n3 . Acesso em: 20 jul. 2020.
Conforme o texto apresentado, e o conteúdo estudado ao longo desta unidade, assinale a alternativa correta a respeito dos custos da qualidade.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
Os custos de prevenção, como o nome já diz, trata dos custos de todos os esforços para que as falhas/erros não ocorram e, consequentemente, não cheguem ao consumidor. Entre eles estão diversas atividades de mensuração e controle da qualidade.
	Resposta Correta:
	 
Os custos de prevenção, como o nome já diz, trata dos custos de todos os esforços para que as falhas/erros não ocorram e, consequentemente, não cheguem ao consumidor. Entre eles estão diversas atividades de mensuração e controle da qualidade.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: a gestão da qualidade gera custos, nisso, os custos de prevenção são aqueles relacionados ao investimento em design e no desenvolvimento de novos equipamentos para a qualidade. Esses gastos contemplam os investimentos feitos para evitar que produtos não conformes ocorram e alcancem os consumidores. Entre eles entram atividades de mensuração, controle de qualidade, entre outros.
	
	
	
· Pergunta 7
1 em 1 pontos
	
	
	
	Para Hammer e Champy (1994 apud
TURRA, JULIANI, SALLA, 2018, p. 48), “o processo empresarial pode ser definido como um conjunto de atividades com uma ou mais espécies de entrada, que gera uma saída de valor para o cliente. Assim, a entrega dos produtos ao cliente pode ser considerada o valor criado pelo processo. Com um pensamento semelhante, Davenport (1994) conceitua o processo como um conjunto de atividades ordenadas no tempo e no espaço, com começo e fim, entradas e saídas, destinadas a resultar num produto para o cliente ou mercado”.
TURRA, M. E. D.; JULIANI, L. I.; SALLA, N. M. C. G. Gestão de Processos de Negócio – BPM: Um Estudo Bibliométrico sobre a Produção Científica Nacional. Revista Administração em Diálogo , [São Paulo], v. 20, n. 3, p. 46-68, 2018. Disponível em: http://ken.pucsp.br/rad/article/view/36961/26528 . Acesso em: 20 jul. 2020.
Analise as afirmativas a seguir a marque com (V) as verdadeiras e (F) as falsas.
I. ( ) Não é incomum que as empresas tenham dificuldades para implementar a gestão de processos. Muitas vezes isso se dá pela falta de alinhamento entre as melhorias propostas e os objetivos e necessidades da empresa. Também é comum que a gestão falhe em fazer a integração entre o que o mercado quer e as decisões da empresa.
II. ( ) A gestão de processos foi criada tendo como base a organização industrial. Sendo hospitais, e outras organizações de saúde, organizações profissionais, o uso da gestão de processos não é adequada a esse ambiente.
III. ( ) A gestão de processos poder ser muito útil para questões como a gestão da qualidade em saúde, mas suas aplicações são limitadas. Questões como segurança do paciente e riscos devem ser trabalhadas via gestão de projetos.
IV. ( ) O uso da gestão por processos nas organizações tem duas etapas importantes: a mensuração dos resultados dos processos e a avaliação das pessoas envolvidas.
V. ( ) O nível de gestão de processos