A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Resumo - Modernidade Líquida

Pré-visualização | Página 1 de 1

ESTUDO DIRIGIDO – 1 BIMESTRE 
Disciplina: Estudos Sociológicos Contemporâneos 
Tema: Modernidade líquida 
A modernidade líquida foi criada logo após a segunda guerra mundial, que 
diz a respeito das relações entre as pessoas, que teve o seu percursor um 
sociólogo chamado Bauman. Entretanto, tal ideia ficou muito mais perceptivo a 
partir da década de 1960, devido ao avanço tecnológico e crescimento da 
população. 
Andando em contramão a modernidade líquida, temos o pensamento 
precursor, caracterizado como modernidade sólida, que tem o pensamento 
voltado para uma rigidez e solidificação nas relações humanas e sociais, da 
ciência e do pensamento. Logo, há a constante busca pela verdade nessa 
vertente, sendo de uma forma até mesmo tradicionalíssima. Ora, na 
modernidade sólida temos famílias tradicionais, com laços afetivos rígidos e 
duradouros, diferenciando-se da modernidade líquida. 
Destarte, a modernidade líquida também possui grande influência da 
revolução industrial, onde surgiu o capitalismo industrial, no qual a relações 
econômicas ficaram acima das relações sociais e humanas (com pensamento 
voltado ao lucro), causando assim a fragilidade no laço entre pessoas e 
instituições. 
O capitalismo é outra peça chave para o surgimento da modernidade 
líquida de Bauman, que afirma a ideia de uma sociedade muito mais voltado ao 
consumo, do que para a moral. Desse modo, as pessoas passaram a ser 
rotuladas pelo que elas compram e não pelo que elas são, ou seja, quanto mais 
consumo melhor. Logo, a ideia de compra também adentrou nas relações 
sociais, e as pessoas passaram a até comercializar afeto e atenção. 
Nesse sentido, as instituições ficaram estremecidas, no qual o emprego 
passou a ser um empreendimento individual de cada pessoa, trazendo assim a 
ideia de “empreendedor” de si mesmo. Ora, se alguém não otém sucesso nessa 
lógica da modernidade líquida, a responsabilidade é completamente individual. 
Contudo, a modernidade líquida traz a ideia de instituições líquidas, sendo 
cada pessoa uma instituição, visada ao lucro. Por tanto, a modernidade líquida 
é ágil, tendo em vista que acompanha a evolução humana, tanto em 
pensamento, quanto em ciência, voltada integramente as relações humanas 
capitalista.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.