A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
1 pág.
ESCARLATINA

Pré-visualização | Página 1 de 1

Giovanna Bittencourt 
ESCARLATINA 
Caso 
• Há 2 dias com febre, vômitos, dor abdominal e dor à deglutição 
• Ao exame: amigdalite purulenta, língua saburrosa, pele exantema micropapular 
• Sinal de Filatov do 2º para o 5º dia 
• Sinal de Pastia = acentuada coloração nas áreas de dobras 
• Descamação na 2ª – 3ª semana = em luva 
 
 
 
Etiologia e epidemiologia 
• Streptococcus beta hemolítico do grupo A 
• Pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais frequente em idade escolar, entre 5 e 18 anos 
• É rara no lactente (transferência de anticorpos maternos) 
 
Transmissão 
• Gotículas, saliva ou secreção nasal 
• Transmite durante pódromos até desaparecimento da febre ou até 24h após o uso da penicilina 
• Incubação de 2 a 5 dias 
 
Quadro clínico 
• Pródromo de 24 a 48h = Febre alta, dor de garganta e língua saburrosa (1 e 2º dia), calafrios, vômitos, cefalia, 
prostração 
• Exantema tipo lixa → início no pescoço, axilas, virilha. Generaliza-se 
em 24h, com palidez perioral 
• Sinal de Pastia = hiperpigmentação das dobras 
• Sinal de Filatov = palidez perioral 
• Língua em morango (4º e 5º dia) 
• Febre 
• Amigdalite com placas purulentas/hiperemia e hipertrofia/ 
petéquias em palato 
• Descamação após 1ª semana 
 
Diagnóstico 
• Leucocitose com desvio à esquerda e pode haver eosinofilia 
• Teste rápido para antígeno em secreções de faringe 
• Culturas 
• Dosagem de antiestreptolisina O e anti-DNAse 
Tratamento 
• Sintomáticos (antitérmicos e hidratação) 
• Específico = ATB (evitam FR, mas não GNDA) → penicilinas/amoxicilina 
Prognóstico 
• Geralmente bom 
• Complicações 
o - Choque tóxico estreptocócico 
o - Bacteremia 
o - Infecções metastáticas 
o - Febre reumática (FR) 
o - Glomerulonefrite difusa aguda (GNDA)