A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
51 pág.
CERTIFICAÇÃO SÉRIE ISO 14000- GESTÃO AMBIENTAL

Pré-visualização | Página 1 de 16

AT 1
CERTIFICAÇÃO SÉRIE 
ISO 14000-
GESTÃO AMBIENTAL
2 32
S
U
M
Á
R
IO
3 INTRODUÇÃO
7 UNIDADE 1 – Normas Técnicas
7	 1.1	Definição,	evolução	e	objetivos
8	 1.2	Princípios	e	benefícios	da	normalização
9	 1.3	Sistema	internacional	de	normatização	e	a	dinâmica	da	certificação
12 UNIDADE 2 – Certificação NBR ISO 14000 – Gestão Ambiental
12	 2.1	Breves	reflexões
15	 2.2	A	sustentabilidade	e	a	gestão	ambiental
19	 2.3	A	norma	ISO	14000
22	 2.4	Requisitos	do	sistema	de	gestão	ambiental	da	ISO	14001
27 UNIDADE 3 – Certificação NBR 16000 e ISO 26000 – Gestão da Sustentabilidade
27	 3.1	Contextualização	das	certificações
31	 3.2	Programa	Brasileiro	de	Certificação	em	Responsabilidade	Social
34 UNIDADE 4 – Certificação OHSAS 18000 – Segurança e Saúde Ocupacional
37 UNIDADE 5 – Certificação Para Sistemas de Segurança
37	 5.1	Importância	e	justificativas	para	certificação	para	sistemas	de	segurança
40	 5.2	Auditoria	e	pré-auditoria
43 REFERÊNCIAS
46 GLOSSÁRIO AMBIENTAL PARA NORMA ISO 14000
2 33
INTRODUÇÃO
Na gestão de negócios, qualquer que 
seja ele, área industrial, saúde, educação, 
encontramos pelo menos quatro funções 
ou ações básicas que se fazem presen-
tes: planejar, executar, controlar e avaliar, 
objetivando que o negócio cresça, que se 
mantenha no mercado, que atenda ao seu 
público com eficiência e eficácia, entregan-
do-lhe produtos e/ou serviços de qualida-
de sem perder de vista seu objetivo maior. 
Grosso modo, no caso da empresa privada 
seria o lucro mediante redução de custos 
e em se tratando de empresas públicas, 
atendimento ao público com qualidade.
Qualidade, eficiência, eficácia são al-
guns dos critérios que nos levam aos Siste-
mas de Gestão Integrados, os conhecidos 
SIG’s, que vão além da satisfação dos clien-
tes, objeto do sistema de gestão de qua-
lidade, ou de proteção ao meio ambiente, 
objeto do sistema de gestão ambiental.
Os SIGs garantem que, respondendo às 
exigências de uma regulamentação cada 
vez mais rigorosa, respeitando o ambiente 
e preocupando-se permanentemente com 
a saúde e a segurança das pessoas no tra-
balho, ou seja, considerando a dimensão 
ambiental e social, a satisfação do cliente 
estará ainda mais garantida, pois são qua-
tro sistemas compatíveis integrados com 
um único intuito: a obtenção de resultados 
cada vez melhores para as organizações 
que os adotem (RIBEIRO NETO; TAVARES; 
HOFFMANN, 2008).
Chegamos ao que queríamos: sistemas 
de normalização! A implantação de siste-
mas de normalização disponibiliza, para os 
gestores das organizações, poderosa fer-
ramenta para estabelecer e atingir objeti-
vos organizacionais.
A utilização da normalização internacio-
nal, muito além de impactar na redução de 
custos de produção e melhoria da qualida-
de do produto final, tem gerado benefícios 
não apenas em aspectos tecnológicos, 
mas também na área econômica e social, 
tais como:
 aos consumidores, a conformidade 
com normas internacionais assegura qua-
lidade, confiabilidade e segurança;
 aos fornecedores, assegura ampla 
aceitação internacional de seus produtos, 
estabilidade, crescimento, parceria com 
clientes e facilidade de compreensão mú-
tua;
 aos acionistas, proporciona melhores 
resultados operacionais, aumento na par-
ticipação de mercado, crescimento nos lu-
cros e no retorno sobre investimentos;
 aos empregados, proporciona me-
lhores condições de trabalho, saúde e se-
gurança, estabilidade empregatícia, sa-
tisfação com o trabalho e efeitos morais 
positivos;
 aos governos, fornece bases tecnoló-
gicas e científicas para apoiar a legislação 
de saúde, segurança e meio ambiente; e,
 para a sociedade, facilita o cumpri-
mento de requisitos legais e regulamenta-
res, gera melhoria na saúde e segurança e 
reduz impactos sociais e ambientais.
Embora o foco deste módulo seja a Nor-
ma ISO 14001, veremos algumas outras, 
conforme as ilustrações abaixo.
4 5
A Associação Brasileira de Normas téc-
nicas (ABNT) justifica e explica de maneira 
sucinta e clara, a importância de tais nor-
mas, vejamos algumas delas:
a) Sistema de Gestão Ambiental – 
ABNT NBR 14001
O aumento crescente da consciência 
ambiental e a escassez de recursos natu-
rais vêm influenciando cada vez mais as 
organizações a contribuírem de forma sis-
tematizada na redução dos impactos am-
bientais associados aos seus processos. 
A Conformidade do sistema com a ABNT 
NBR 14001 garante a redução da carga de 
poluição gerada por essas organizações, 
porque envolve a revisão de um processo 
produtivo visando a melhoria contínua do 
desempenho ambiental, controlando insu-
mos e matérias-primas que representem 
desperdícios de recursos naturais.
Certificar um Sistema de Gestão Am-
biental significa comprovar junto ao mer-
cado e à sociedade que a organização ado-
ta um conjunto de práticas destinadas a 
minimizar impactos que imponham riscos à 
preservação da biodiversidade. 
Com isso, além de contribuir com o equi-
líbrio ambiental e a qualidade de vida da 
população, as organizações obtêm um con-
siderável diferencial competitivo fortale-
cendo sua ação no mercado.
b) Sistema de Gestão da Responsa-
bilidade Social – ABNT NBR 16001
O surgimento de movimentos dirigidos 
aos interesses diversos dos consumidores 
impõe nas organizações a necessidade de 
se atualizarem frente a este contexto. Cer-
tamente, as organizações que possuem 
posicionamento ético melhoram sua ima-
gem pública gradativamente, alcançando 
maior legitimidade social.
Para ser realmente eficiente, os pro-
Figura 1: Normas.
Fonte: http://www.abnt.org.br/imagens/downloads/15.00NigelExponormasSeminar.pdf
4 5
cedimentos da organização precisam ser 
conduzidos dentro de um sistema de ges-
tão estruturado. A partir daí, a Certificação 
do Sistema de Gestão de Responsabilidade 
Social demonstrará ao mercado que a or-
ganização não existe apenas para explorar 
os recursos econômicos e humanos, mas 
também para contribuir com o desenvolvi-
mento social, por meio da realização pro-
fissional de seus colaboradores e da pro-
moção de benefícios ao meio ambiente e 
às partes interessadas.
c) Sistema da Segurança e Saúde 
Ocupacional – OHSAS 18001
Este sistema tem por objetivo assegurar 
o bom cumprimento de procedimentos e 
cuidados que venham a garantir o geren-
ciamento dos riscos de saúde e segurança 
em uma organização. Também neste caso, 
nota-se certa pressão da sociedade para 
que as organizações ajam de maneira que 
sejam evitados acidentes ou fatalidades 
com seus colaboradores.
Trabalhando com base nesses princí-
pios, a organização consegue também a 
geração de mais qualidade e produtivida-
de dos empregados e de seus processos 
fabris. Tendo todos estes procedimentos 
funcionando, a Certificação do Sistema da 
Segurança e Saúde Ocupacional serve ain-
da para mostrar, tanto para os fornecedo-
res quanto para os consumidores, o grau de 
seriedade do trabalho de uma organização.
d) Segurança da informação:
Em determinados ramos de negócio, a 
informação se mostra como o bem mais im-
portante e, sendo assim, precisa ser prote-
gida de acordo com os riscos associados. 
Para manter características como confi-
dencialidade, integridade e disponibilidade 
das informações, organizações deste setor 
buscam várias formas de se protegerem, a 
fim de garantir a entrega de um bom tra-
balho.
O Sistema de Gestão de Segurança da 
Informação é uma forma de gerenciamen-
to utilizada para estabelecer políticas ba-
seadas na análise de risco do negócio. Ten-
do este sistema certificado, a organização 
demonstrará sua capacidade de definir, 
implementar, operar, manter e sempre me-
lhorar a segurança da informação (www.
abnt.org.br). 
Figura 2: ISO.
Fonte: http://www.abnt.org.br/imagens/downloads/15.00NigelExponor-

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.