A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Trabalho Estudo de Caso Paralisia Cerebral Quadriplégica Mista

Pré-visualização | Página 1 de 3

Trabalho Estudo de Caso
Paralisia Cerebral Quadriplégica
Mista
Discentes: Ana Flávia Maistro, Isabel Baraldi, Isabela Reis Ribeiro,
Letícia Marino, Maria Luiza Aparecida e Matheus Neto
- Distúrbio motor e alterações posturais causado por lesão ou mau
desenvolvimento do cérebro imaturo, não progressivo, podendo incluir alterações
cognitivas, de linguagem e síndromes epilépticas; 
- Etiologia pré, peri ou pós-natal;
- Permanência dos reflexos tônicos, alteração de tônus, dificuldade de
 coordenação motora, crises convulsivas, comprometimento de fala, visão
e audição, espasticidade e alterações de equilíbrio;
- Classificada pelos grau de comprometimento em Diplegia, Hemiplegia,
Quadriplegia;
- Classificada clinicamente como: espástico, atônico, atetóide, atáxico, tremor, 
misto e rígido;
Introdução Paralisia Cerebral 
Atinge os MMSS e MMII e déficit de controle da cabeça e tronco;
Movimentos voluntários pobres e limitados;
Hiper-reflexiva - Sinal de Babinsk, Moro, Plantar e Palmar;
Marcha praticamente impossível;
Alterações de deglutição - aspirações e pneumonia de repetição;
Sialorreia; 
Elevada incidência de epilepsia;
 Introdução PC Quadriplégica 
Introdução PC Mista 
Lesões difusas e de grande extensão 
Piramidais Extrapiramidais 
Tônus muscular aumentado;
Espasticidade;
Aumento dos reflexos tendíneos;
Resistência ao estiramento muscular
rápido;
Dificuldade em manter a postura;
Dificuldade de execução de
movimentos voluntários;
Dificuldade de coordenar movimentos
automáticos;
Anamnese
Nome: Matheus T.O
Data de nascimento: 21/08/2017
Idade: 3 anos e 5 meses 
Sexo: Masculino 
Naturalidade: Marília 
Diagnóstico: Paralisia cerebral quadriplégica mista
Encaminhamento/médico responsável: Dr. E.C.S, neurologista do
Hospital Materno Infantil de Marília (HMI).
Queixa principal: Atraso no desenvolvimento neuropsicomotor
Data da triagem: 01/03/2018
Início do atendimento de Terapia Ocupacional: 08/03/2018
Anamnese
Pai: F.S.O Idade: 26 anos Profissão: Operador de máquina Escolaridade:
Ensino médio completo Situação Conjugal: Divorciado 
Mãe: P.T.A Idade: 25 anos Profissão: do lar Escolaridade: Ensino médio
incompleto Situação Conjugal: Divorciada 
Responsável: Mãe 
Composição Familiar: Mãe, irmãos de 9 e 5 anos de idade, avó (56
anos), avô (58 anos) e um cachorro.
História pregressa
Logo após o divórcio, aos 22 anos, P. descobriu a gravidez, já com quase 5
semanas; 
Segundo ela, foi um período muito conturbado desempregados;
P. pensou em abortar, porém jamais teve coragem de realizar;
F. não hesitou em assumir a gravidez e apoiou P. em todos os momentos;
P. passou por um período de negação até por volta da 10° semana de
gestação;
 uso constante de álcool;
 divórcio;
História pregressa
Após este período, P. buscou atendimento pré-natal e começou a criar uma
relação afetuosa com seu bebê;
P. relata ter seguido todas as orientações médicas;
No dia 18/08/2019, realizou sua última consulta pré-natal;
Parto
Parto dia 21/08/2017;
36 semanas e 2 dias de gestação; 
Mãe apresentou sintomas de pré-eclâmpsia;
Nascimento às 14:57, com 2,590 gramas e 47 cm de estatura; 
Parto difícil, com cerca de 2 horas de duração (cesárea);
Índice APGAR 4/9;
Parto
Relato da mãe
"Ele não chorou, nasceu cianótico,
lembro que a equipe médica estava
bem agitada e ouvi a enfermeira
dizendo (ele não ta respirando)".
Parto
Matheus permaneceu por 5 minutos sem resposta respiratória;
Encaminhamento para UTI logo após o parto 30 dias sob suporte
ventilatório;
Após alta da UTI, foi transferido para o quarto 15 dias;
Houve a perda de leite da mãe durante tempo de internação de
Matheus;
Perda de cerca de 600g, sucção e deglutição fraca;
Alta após 45 dias de internação;
Tratamentos, internações,
medicamentos, TA
Atualmente 
em tratamento com:
-Terapeuta Ocupacional 
-Neurologista
-Ortopedista 
-Fisioterapeuta
-Fonoaudiólogo 
-Pediatra
 
- 1 histórico de
internação
- Clopromazina. 2x
por dia
- Zonisamida. 3mg
por dia
-Órtese suropodálica
Membros inferiores,
direito e esquerdo.
- Há um ano
Contexto Familiar
M. reside com a mãe e seus dois irmãos, nos fundos da casa de seus avós
maternos, em Marília;
Casa pequena, com apenas um cômodo e um banheiro;
F. visita os filhos a cada 15 dias, aos fins de semana;
Renda familiar: pensão alimentícia e ajuda dos avós maternos;
P. não trabalha, pois cuida integralmente do M., além de não confiar em
ninguém para deixá-lo, além de sua mãe;
A avó materna sempre esteve muito presente na criação de todos os
netos;
O pai de P., mesmo descontente com o casamento da filha, sempre esteve
presente na criação de seus netos também;
Religião: Catolicismo - frequentam todos os finais de semana;
Mais comumente, o avô de M. o leva às terapias de carro, mas quando não é
possível, a família se locomove por meio de transporte público;
P. relata que possui o hábito de permanecer muitas horas conectada às redes
sociais e que não encontra suas amigas mais com tanta frequência após o
nascimento de M.;
A mãe de M. também afirma que permaneceu por muito tempo
sobrecarregada e sem vontade de se cuidar, mas aos poucos está retomando
o cuidado;
 P. relatou que nas últimas semanas não tem conseguido ir à Igreja, pois
M. está ficando pesado e não consegue permanecer com ele por muito tempo no
colo;
Contexto Familiar
Rotina
Matheus passa o dia com a mãe;
Grande parte do dia no tapete, principalmente quando não há consultas e
terapias;
Segunda, quartas e sextas (Fisioterapeuta, Terapeuta Ocupacional e
Fonoaudiologia;
Acorda as 7:30 da manhã, café às 8 horas vai para as terapias e almoça às
12 horas;
Passa a tarde brincando com os irmãos ou com a mãe;
Finais de semana recebe a visita do pai quinzenalmente e idas a praças e
parquinhos;
Desenvolvimento
Comportamento: Tranquilo, sorridente e calmo. Demonstra irritabilidade
quando está com fome ou dor;
Motor: Ausência de controle cervical, alcance, manipulação de objetos, não
inicia o rolar, não permanece na posição sentada sem apoio e não permanece
na posição ortostática;
Reflexos: Presença de preensão palmar e plantar, reflexo de moro, RTCA e
reflexo tônico labiríntico;
Alimentação: Dificuldade de deglutição. Não apresenta restrição alimentar.
Realiza todas as refeições no colo da mãe;
Desenvolvimento
Brincar: Brinca frequentemente com os irmãos, sempre deitado em um tapete e
com apoio para a cabeça. Acaricia o animal doméstico com auxílio da mãe;
Televisão: Assiste galinha pintadinha por cerca de 1h por dia;
Gosto musical: Pagode;
Passeios: Igreja, praças, shopping e parquinho, sempre de curta duração;
Sono: Não apresenta dificuldade para dormir (somente quando está com dor
ou doente), acorda várias vezes à noite, dorme com a mãe em uma cama de
casal;
Higiene: Uso de fralda, não apresenta controle de esfíncter;
Banho: Feitos com auxílio no colo da mãe ou com utilização de baldes;
Desenvolvimento
Vestir/despir: Não realiza movimentos independentes, conta com o auxílio da
mãe.
Sensorial: Evita experiências sensoriais táteis. 
Comunicação: gestual, olhares, sorrisos e piscar de olhos
Compreensão: Compreende bem à comandos, explicações e conversas.
Voz: grita muito.
Audição: boa.
Processamento auditivo: não há comprometimento.
Demandas
Controle Cervical
Minimizar reflexos
patológicos 
Rolar 
Brincar e Lazer
Solicitação de
cadeira de rodas
Sentar
Alimentação
Banho
Brincar e lazer
Controle de
esfíncter
Vestir-se
Controle cervical e sentar, brincar ativo, rolar, adaptação do ambiente, controle de
esfíncter, melhora no cuidado do banho, facilitando a tarefa para a mãe, aumento
de autonomia e independência no vestir e alimentar-se. 
Curto Médio Longo
Metas:
Instrumentos de avaliação: GMFCS, Mini-