Buscar

Direito do Consumidor: Introdução à teoria da qualidade, da quantidade, fato e vício do produto ou serviço

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

DIREITO DO CONSUMIDOR
Introdução à teoria da qualidade e da quantidade: fato e vício do
produto ou serviço.
Introdução:
O CDC protege o consumidor contra fato e vício do produto ou serviço. Assim,1
estabelece hipóteses de responsabilidade civil na relação de consumo com base nas
teorias da qualidade e quantidade. Com a finalidade de assegurar o direito à vida,
segurança, saúde e proteção econômica do consumidor.
Âmbitos de proteção:
Incolumidade físico-psíquica: proteção do consumidor contra os acidentes de
consumo. A expressão acidente de consumo é denominada de fato do produto ou serviço
no direito do consumidor.
Incolumidade econômica: proteção do patrimônio do consumidor contra
incidentes de consumo. A expressão incidentes de consumo é denominada de vício do
produto ou serviço no direito do consumidor.
Tipos de prejuízo:
Fato do produto ou serviço (defeito): dano provocado pelo produto ou serviço.
Exemplo: computador explode e causa lesão física. O prejuízo é extrínseco ao produto.
Afinal, atinge o usuário. O produto ou serviço é denominado de defeituoso.
1 Código de Defesa do Consumidor, lei nº 8.078 de 11 de setembro de 1990
Daniel Silva Napoleão Filho
Portanto, para o direito do consumidor um produto é denominado defeituoso
quando causa dano ao consumidor.
Vício do produto ou serviço: o produto ou serviço não funciona de maneira
adequada. Não atende sua finalidade. Frustra a expectativa legítima do consumidor. O
dano ocorre na esfera patrimonial. Exemplo: computador que não funciona. O prejuízo é
intrínseco ao produto, pois ele não funciona, prejudicando sua finalidade e o valor
investido nele. O produto que não atende sua utilidade é denominado viciado.
O vício de quantidade se refere ao fornecimento de uma quantidade inadequada,
que não corresponde ao que foi adquirido pelo consumidor. Ou seja, um prejuízo
econômico também.
Daniel Silva Napoleão Filho

Materiais relacionados

Perguntas relacionadas

Materiais recentes

Perguntas Recentes