A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
87 pág.
TECNOLOGIA DOS MATERIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL I_VIVIANE JAHN CANAN

Você está vendo uma pré-visualização

Pre-visualização do material TECNOLOGIA DOS MATERIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL I_VIVIANE JAHN CANAN - página 1
Pre-visualização do material TECNOLOGIA DOS MATERIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL I_VIVIANE JAHN CANAN - página 2
Pre-visualização do material TECNOLOGIA DOS MATERIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL I_VIVIANE JAHN CANAN - página 3

TECNOLOGIA DOS MATERIAS DA CONSTRUÇÃO CIVIL I_VIVIANE JAHN CANAN

em geral de pinus ou de 
virola, coladas e prensadas para formar chapas com espessura de 4 a 20mm. Tem boa 
resistência mecânica.
→ No compensado sarrafeado, as lâminas internas são coladas em um sentido e a 
chapa externa é prensada em sentido diferente, o que deixa a placa mais resistente.
→ O aglomerado é um painel feito com partículas de pinus aglutinadas com adesivo 
sintético, uma espécie de cola. Tem pouca durabilidade e nenhuma resistência à 
umidade.
→ O MDF é uma chapa de fibra de madeira com densidade média. É um aglomerado 
sofisticado, composto de fibras de pinus mais resistentes e compactadas com resina à 
alta pressão. É um produto mais resistente e com textura mais uniforme que os 
compensados e aglomerados.
23
Contoso
P a c o t e s
DIFERENÇAS ENTRE MDF, MDP E AGLOMERADO.
A principal diferença entre MDF, MDP e aglomerado é a constituição de seu miolo. 
Enquanto o MDP é feito a partir de partículas de madeira, no MDF são usadas fibras 
para a sua constituição e os aglomerados são feitos a partir de resíduos de madeira –
sendo essa última menos resistente que as duas primeiras.
É necessário conhecer as principais diferenças entre esses dois materiais para saber o 
que é melhor utilizar em seu projeto
A principal diferença entre o MDP e o MDF é que no painel de MDP são utilizadas 
partículas de madeira em camadas, ficando as mais finas nas superfícies e as mais 
grossas no miolo. No MDF aglutinam-se fibras de madeira.
Porém, ambos são classificados como painéis de madeira de média densidade.
Já o aglomerado, é formado por uma mistura de resíduos de madeira – como pó e 
serragem ,cola e resina. Essa mistura é prensada, também formando painéis.
24
Contoso
P a c o t e s
MDF
Características: O MDF é praticamente equivalente à madeira nas possibilidades de 
trabalhar a matéria-prima. Os painéis são superfícies grandes perfeitamente 
homogêneas e sem orientação das fibras, o que permite cortes em qualquer sentido 
e apresentação de superfície lisa e uniforme ao toque.
Vantagens: Comporta aplicação de todos os tipos de revestimentos, desde 
pintura/impressão até papéis impressos ou unicolores e lâminas de madeira. É 
praticamente equivalente à madeira em termos de trabalhabilidade.
O MDF é um painel de fibras não-orientadas permite que seja cortado em qualquer 
sentido. Suas fibras possibilitam trabalhos de usinagem muito precisos, furação e 
uma ampla gama de acabamentos. – Apresenta grande resistência e não sofre com a 
variação de temperatura. O MDF é resistente à abrasão e e deve ser cologicamente 
correto: produzido com madeira reflorestada.
25
Contoso
P a c o t e s
MDF
Desvantagens:
Assim como os demais painéis de madeira e como a própria madeira, é vulnerável a 
ambientes úmidos. Em tais condições, superfície e topo devem ser recobertos ou 
protegidos.
26
MDP
É um painel de madeira industrializada, assim como o Compensado, o MDF e o OSB.
O MDP é resultado do uso intensivo de tecnologia de prensas contínuas, de 
modernos classificadores de partículas e complexos softwares de controle de 
processo, associado à utilização de resinas de última geração e madeira de florestas 
plantadas. Por isso, o MDP pertence a uma nova geração de Painéis de Partículas de 
média Densidade com características superiores e totalmente distintas dos painéis de 
madeira aglomerada de antigamente.
Contoso
P a c o t e s
MDP
O MDP é indicado para a produção de móveis residenciais e comerciais de linhas 
retas, formas orgânicas, que não exijam usinagens em baixo relevo, entalhes ou 
cantos arredondados.
Características: Alta densidade das camadas superficiais, assegurando um 
acabamento superior nos processos de impressão, pintura e revestimentos. Produção 
com o conceito de 3 camadas: colchão de partículas no miolo e camadas finas nas 
superfícies. Homogeneidade e grande uniformidade das partículas das camadas 
externas e internas. Propriedades mecânicas superiores: melhor resistência ao 
arrancamento de parafuso, menor absorção de umidade e empenamento. Utilização 
de resinas especiais de última geração.
Desvantagens: Assim como os demais painéis de madeira e como a própria madeira, 
é vulnerável a ambientes úmidos. Em tais condições, superfície e topo devem ser 
recobertos ou protegidos.
27
Contoso
P a c o t e s
28
PISO VINÍLICO
Super aconchegantes, resistentes e 
práticos, os pisos vinílicos são perfeitos 
para ambientes residenciais. Além de 
deixar a casa mais bonita, proporcionam 
muitos benefícios que contribuem para 
o bem estar, como conforto térmico e 
acústico, resistência à manchas e 
facilidade para limpeza.
Contoso
P a c o t e s
30
PISO VINÍLICO
O piso vinílico é composto 
predominantemente de PVC (policloreto
de vinila), cargas minerais e aditivos, 
podendo ser produzido na forma de 
mantas, placas ou réguas.
É aplicado de preferência sobre 
contrapiso nivelado e seco.
PISO VINÍLICO
VANTAGENS
Vantagens: tem rápida aplicação, é resistente a 
impactos e possui baixa propagação de ruídos.
É uma boa alternativa aos pisos laminados, que 
causavam um ruído incômodo, sobretudo para 
quem anda de salto ou tem crianças e cachorro. 
Tem ótima durabilidade: pode ser utilizado como 
revestimento residencial ou comercial mesmo em 
áreas com tráfego intenso.
Ele apresenta conforto térmico e é antialérgico. 
Impermeável, não há risco de inchamento do 
material durante a limpeza. Outro ponto positivo 
é que, por não ser feito de um material orgânico, 
não há risco de ser atacado por cupins.
Contoso
P a c o t e s
33
PISO VINÍLICO
AMBIENTE DE 
APLICAÇÃO
Os pisos vinílicos podem ser aplicados 
em todos os ambientes da casa. Como 
são feitos de plástico, podem ser 
instalados inclusive no banheiro, na parte 
de fora do box, em que há umidade 
constante, sem apresentar inchamento.
Contoso
P a c o t e s
35
PISO VINÍLICO
APLICAÇÃO
Recomenda-se que o processo de aplicação 
seja realizado por profissionais. O ideal é que o 
piso seja aplicado sobre contrapiso nivelado e 
bem seco. Pode, inclusive, ser aplicado 
diretamente sobre pisos existentes como 
cerâmica ou porcelanato (com fugas de rejunte 
de no máximo 2 mm) desde que seja realizado 
previamente um nivelamento para regularizar a 
superfície cobrindo as fugas. Também pode ser 
aplicado sobre cimento queimado, efetuando o 
picote do piso antes da aplicação da massa 
niveladora. Outros revestimentos como 
madeira, tacos, piso laminado, parquet, 
carpete, revestimentos com fugas maiores de 
3mm ou pedras não são superfícies indicadas 
para aplicação do piso vinílico colado. 
Contoso
P a c o t e s
37
PISO VINÍLICO
LIMPEZA
A frequência da limpeza dependerá 
da quantidade de tráfego sobre o piso. 
Toda a poeira, areia e outros resíduos 
devem ser retirados com aspirador de 
pó ou uma vassoura macia. Após a 
retirada dos resíduos maiores, o piso 
deve ser limpo com um pano 
umedecido com água e detergente 
neutro. Resíduos mais resistentes 
devem ser retirados com o auxílio de 
uma esponja macia e detergente 
neutro. Não use produtos abrasivos 
para a limpeza do piso, como solventes, 
lixas, palhas de aços, entre outros. 
Contoso
P a c o t e s
39
PISO VINÍLICO
ACABAMENTO
Em ambientes residenciais, o 
acabamento mais utilizado é o rodapé 
de poliestireno. Inclusive, existem 
marcas que fabricam esse produto a 
partir de poliestireno reciclado. 
Geralmente são vendidos em metros ou 
em réguas e sua aplicação é feita com 
silicone especial para essa finalidade.
Contoso
P a c o t e s
41
PISO VINÍLICO
TIPOS
• COLADO 
• CLICK
• ADESIVO
PISO VINÍLICO
COLADO
É composto, predominantemente, de PVC 
virgem. Devido a sua composição, o piso 
vinílico possui a vantagem de ser 
antialérgico, possuir baixa propagação de 
ruídos, apresentar conforto térmico e 
principalmente ser impermeável, 
facilitando muito a limpeza sem risco de 
inchamento do material. Este piso pode 
ser utilizado como revestimento 
residencial ou comercial mesmo em áreas 
com