A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
Simulado de Radiologia/Diagnóstico por Imagem

Pré-visualização | Página 1 de 3

GABRIELLA PACHECO - MED102 Diagnóstico por Imagem 
 
 
 
SIMULADO DE RADIOLOGIA 
1) FST, 25 anos, relata dor em bolsa escrotal à esquerda, de início há 12 horas, associada a edema e eritema local. 
Após realização de ultrassonografia da bolsa escrotal, o médico assistente faz o diagnóstico de orquite. Quais destes 
achados abaixo são compatíveis com tal diagnóstico? 
A) Testículo esquerdo heterogêneo, apresentando áreas anecoicas em seu interior, com vascularização discretamente 
reduzida ao modo Doppler 
B) Testículo esquerdo homogêneo, de tamanho preservado, com vascularização marcadamente reduzida ao modo 
Doppler 
C) Testículo esquerdo aumentado, apresentando redução da ecogenicidade em relação ao contralateral, apresentando 
aumento da vascularização ao modo Doppler 
D) Testículo esquerdo de tamanho preservado, apresentando redução da ecogenicidade em relação ao contralateral, 
apresentando vascularização inalterada ao modo Doppler 
 
2) A partir da avaliação da imagem exposta abaixo, qual o diagnóstico, o eixo e a janela utilizada para a avaliação deste exame? 
 
A) Fratura do corpo vertebral, plano coronal, janela de partes moles. 
B) Lesão lítica metastática do corpo vertebral, plano coronal, janela de partes moles. 
C) Fratura do corpo vertebral, plano sagital, janela de óssea. 
D) Lesão blástica do corpo vertebral, plano sagital, janela de partes moles. 
 
3) Devemos conhecer alguns sinais precoces de AVC isquêmico, pois em momentos mais iniciais podemos não observar 
alterações no parênquima afetado. Qual sinal precoce está sendo evidenciado nesta imagem? 
A) Dot sign (sinal do ponto) 
B) Sinal do boneco de neve 
C) Apagamento da banda insular 
D) Sinal da artéria cerebral média hiperdensa. 
 
4) IGC, 40 anos, realizou mamografia de rastreamento que evidenciou nódulo ovalado, circunscrito e isodenso, 
medindo 1,0 cm, localizado na mama direita (categoria Bi Rads 0). Na avaliação adicional com ultrassonografia, foi 
GABRIELLA PACHECO - MED102 Diagnóstico por Imagem 
 
 
 
evidenciado que o nódulo era sólido, com características benignas (categoria Bi rads 3). Diante desta avaliação, qual a 
conduta preconizada? 
A) Sugerir avaliação adicional por Ressonância Magnética 
B) Sugerir exame de controle em curto prazo (6 meses) 
C) Sugerir prosseguir investigação por histopatológico 
D) Manter rastreamento anual de rotina 
 
5) Lucia, 58 anos, diabética e hipertensa de longa data, chega à emergência com dispneia de início há 2 dias, que piora 
ao deitar a noite (dispneia paroxística noturna). Qual a principal hipótese diagnóstica e quais os principais achados na 
radiografia de tórax? 
a) Metástases pulmonares. Nódulos pulmonares esparsos por ambos os hemitórax. 
b) Pneumonia lobar. Consolidação do lobo médio e presença de sinal da silhueta cardíaca. 
c) Insuficiência cardíaca congestiva. Aumento do índice cardiotorácico, enfisema pulmonar centrolobular e parasseptal 
e derrame pleural. 
d) Insuficiência cardíaca congestiva. Aumento do índice cardiotorácico, presença de espessamento dos septos 
interlobulares e derrame pleural. 
 
6) Quais os principais achados de imagem em uma tomografia de crânio em um paciente com acidente vascular 
cerebral (AVC) isquêmico agudo? 
A) Hiperdensidade do parênquima cerebral, efeito de massa e hidrocefalia. 
B) Hipodensidade do parênquima cerebral, com focos densos de permeio. 
C) Hiperdensidade do parênquima cerebral, associado a compressão do sistema ventricular e apagamentos dos sulcos 
e fissuras. 
D) Hipodensidade do parênquima cerebral, perda da diferenciação córtico-subcortical e apagamento de sulcos e 
fissuras encefálicas. 
 
7) Paciente 43 anos, queixa-se de dor abdominal nos quadrantes à direita, de início há 3 dias, associada a febre, 
inapetência e leucocitose. A avaliação tomográfica demonstrou a imagem a seguir. Qual a principal hipótese 
diagnóstica? 
A) Apendicite aguda 
B) Pancreatite aguda 
C) Colecistite aguda 
D) Diverticulite aguda 
 
8) Paciente 67 anos, feminina, com quadro de perda de força em membro superior e inferior à direita e desvio de 
comissura labial há 1 hora, chega à emergência do HUV para avaliação. Após atendimento clínico, qual sua próxima 
conduta? 
A) Solicitar Tomografia de crânio sem contraste. 
B) Solicitar Tomografia de crânio com contraste. 
GABRIELLA PACHECO - MED102 Diagnóstico por Imagem 
 
 
 
C) Solicitar Angiotomografia de crânio. 
D) O diagnóstico é clínico e não necessita de avaliação por imagem 
 
9) Paciente MST, 58 anos, vítima de acidente automobilístico, dá entrada no pronto socorro com rebaixamento do 
nível de consciência e instabilidade hemodinâmica, apresentando sinal do guaxinim ao exame físico. Diante de tal 
quadro, é correto afirmar que: 
A) Caso a radiografia de crânio não apresente fraturas ósseas, a possível causa do quadro clínico não é de origem 
neurológica 
B) Considerando o cenário de urgência, a ressonância magnética de crânio é o exame de imagem mais adequado para 
a avaliação inicial 
C) A presença do sinal do guaxinim é indicativo de hematoma epidural, devendo ser realizada tomografia 
computadorizada para melhor avaliação 
D) Embora não haja fratura evidenciada à radiografia, a realização de tomografia computadorizada é essencial para 
descartar hemorragias extra-axiais e intraparenquimatosas 
 
10) Paciente masculino, 50 anos, chega à emergência com queixa de dor abdominal no hipocôndrio direito e náusea 
há 3 dias. Sua acompanhante relata que o paciente “está ficando amarelo” (SIC). Ele traz um exame realizado em outro 
serviço, e pede que você o avalie. Qual sua principal hipótese diagnóstica? 
A) Colilitíase. 
B) Colecistite. 
C) Coledocolitíase. 
D) Tumor de cabeça de pâncreas. 
 
11) HNN, 78 anos, hipertenso, diabético, portador de fibrilação atrial crônica, com dor abdominal difusa há 48 horas, 
assim como, alteração do hábito intestinal. Ao exame físico, não há sinais de irritação peritoneal. Realizada rotina de 
abdome agudo, que não evidenciou sinais de pneumoperitônio ou obstrução intestinal. Diante deste caso clínico, é 
possível afirmar que: 
A) A visualização de pneumatose intestinal à tomografia pode sugerir a hipótese diagnóstica de isquemia intestinal 
B) A radiografia não é adequada para avaliação de possível abdome agudo perfurativo 
C) Considerando a faixa etária, anamnese e exame físico, é possível excluir a possibilidade diagnóstica de abdome 
agudo vascular 
D) Em caso de suspeita de abdome agudo inflamatório por colecistite aguda, o exame de imagem mais adequado para 
avaliação em idosos é a tomografia computadorizada 
 
12) Durante a avaliação de uma tomografia de crânio de um paciente vítima de traumatismo cranioencefálico, a 
seguinte imagem é encontrada. Qual o diagnóstico considerando a imagem? 
GABRIELLA PACHECO - MED102 Diagnóstico por Imagem 
 
 
 
 
A) Hematoma subgaleal e subdural à direita 
B) Hemtatoma subgaleal e epidural à direita 
C) Hematoma subgaleal e subdural à esquerda 
D) Hematoma subgaleal e epidural à esquerda 
 
13) Quais estruturas anatômicas estão sendo destacadas na imagem? 
 
A) Amarelo: seios frontais / Azul: cavidade orbitária / Laranja: seios maxilares / Rosa: septo nasal 
B) Amarelo: cavidade orbitária / Azul: seios frontais / Laranja: seios maxilares / Rosa: septo nasal 
C) Amarelo: seios maxilares / Azul: seios frontais / Laranja: cavidade orbitária / Rosa: septo nasal 
D) Amarelo: seios frontais / Azul: cavidade orbitária / Laranja: seios maxilares / Rosa: septo nasal 
 
14) A densitometria óssea é um método de imagem utilizado para avaliação da densidade mineral óssea para 
diagnóstico de osteoporose e osteopenia. Para diagnóstico iremos avaliar três regiões de interesse, sendo elas: 
A) Vértebras lombares, antebraço e braço 
B) Fêmur, antebraço e vértebras torácicas 
C) Vértebras torácicas, antebraço e fêmur 
D) Vértebras lombares, fêmur e antebraço 
 
GABRIELLA PACHECO - MED102 Diagnóstico por Imagem

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.