A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
44 pág.
ATLAS DE ANATOMIA HUMANA

Pré-visualização | Página 1 de 5

Anatomia Humana 
 
Profª Ingrid Jardim de Azeredo Souza 
 
2011 
Ingrid
Riscado
Ingrid
Texto digitado
2015
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 2 
 
INTRODUÇÃ O 
 
O conhecimento anatômico do corpo humano data de quinhentos anos antes 
de Cristo no sul da Itália com Alcméon de Crotona, que forneceu os mais 
antigos registros de observações anatômicas reais (animais). De Anatomia (da 
coleção hipocrática, meados do século IV a.C.) é talvez o mais antigo tratado 
de anatomia. Vários estudiosos e artistas como Aristóteles (384-322 a.C.), 
Herófilo da Calcedônia (315-255 a.C.) e Erasístrato de Quios (290 a.C.) Galeno 
de Pérgamo (130-200 d.C.), Leonardo da Vinci (1452-1519), Michelangelo 
Buonarotti (1475-1564), Andreas Versalius (1514-1564), William Harvey (1578-
1657) contribuíram para a construção da anatomia dos dias atuais. 
A American Association of Anatomists em 1981 propôs um amplo conceito de 
Anatomia onde “a anatomia é a análise da estrutura biológica, sua correlação 
com a função e com as modulações de estrutura em resposta a fatores 
temporais, genéticos e ambientais. A amplitude da anatomia compreende, em 
termos temporais, desde o estudo das mudanças em longo prazo da estrutura, 
no curso de evolução, passando pelas das mudanças de duração intermediária 
em desenvolvimento, crescimento e envelhecimento; até as mudanças de curto 
prazo, associadas com fases diferentes de atividade funcional normal”. 
Segundo o Dicionário Houaiss, a etimologia de “anatomia” tem origem no termo 
grego anatome, que significa “incisão, dissecação de alto a baixo”, já que “ana“ 
tem o sentido de “de alto a baixo” e “tome” significa “corte, incisão”. Dissecação 
deriva do latim (dis = separar; secare = cortar) e é equivalente 
etimologicamente a anatomia. Contudo, atualmente anatomia é a ciência, 
enquanto dissecar é um dos métodos desta ciência. 
Anatomia de superfície ou palpatória é um ramo da anatomia que trata da 
descrição visual da estrutura anatômica sem dissecar o organismo. Na 
anatomia humana observa-se marcos anatômicos que correspondem as 
estruturas profundas escondidas da vista. 
 
 
 
 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 3 
 
NOÇO ES SOBRE O ÃPÃRELHO 
LOCOMOTOR 
Os sistemas esquelético, articular e muscular formam o aparelho locomotor e 
realizam, em conjunto, a locomoção. Os sistemas esquelético e articular 
constituem a parte passiva e o sistema muscular é a parte ativa do aparelho 
locomotor. 
 
SISTEMA ESQUELÉTICO 
 
O estudo das formações intimamente ligadas ou relacionadas com os ossos, 
com eles formando um todo – O ESQUELETO. É o conjunto de ossos e 
cartilagens que se interligam para formar o arcabouço do corpo do animal e 
desempenhar várias funções. 
São 206 ossos nos indivíduos em que se considera completado o 
desenvolvimento orgânico. 
O tecido ósseo e o sistema esquelético desempenham várias funções básicas: 
1. Sustentação. O esqueleto fornece uma estrutura para o corpo, 
sustentando os tecidos moles e proporcionando pontos de fixação para 
a maioria dos músculos esqueléticos. 
2. Proteção. O esqueleto protege muitos órgãos internos de lesão. 
3. Auxílio ao movimento. Os músculos esqueléticos estão fixados nos 
ossos, por isso, quando os músculos se contraem, tracionam os ossos. 
Em conjunto, ossos e músculos produzem movimento. 
4. Homeostase mineral. O tecido ósseo armazena vários minerais, 
especialmente cálcio e fósforo. Conforme a demanda, os ossos liberam 
minerais no sangue, a fim de manter a homeostase e distribuir esses 
minerais para outras partes do corpo. 
5. Produção de células do sangue. No interior de certos ossos, um tecido 
conjuntivo denominado medula óssea vermelha produz eritrócitos, 
leucócitos e plaquetas, em um processo denominado hematopoiese. 
6. Armazenamento de triglicerídeos. Os triglicerídeos armazenados nas 
células adiposas da medula óssea amarela também contém células 
adiposas e poucas células sanguíneas. 
 
 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 4 
 
TIPOS DE OSSOS 
Quase todos os ossos do corpo podem ser classificados em quatro tipos 
principais, com base em sua forma: 
Ossos Longos 
Apresentam comprimento maior que a largura e consistem em uma haste e um 
número variável de extremidades. 
Ossos Curtos 
São levemente cubóides e quase iguais em comprimento e largura. 
Ossos Planos 
Geralmente são finos, proporcionam uma proteção considerável e fornecem 
superfícies extensas para a fixação muscular. 
Ossos Irregulares 
Apresentam formas complexas e não podem ser agrupados em nenhuma das 
três categorias anteriores. 
Ossos Pneumáticos 
Apresentam uma ou mais cavidades, de volume variável, revestidas de mucosa 
e contendo ar. Estas cavidades recebem o nome de sinus ou seio. Os ossos 
pneumáticos estão situados no crânio: frontal, maxilar, temporal, etmóide e 
esfenóide. 
Ossos Sesamóides 
 
Se desenvolvem na substância de certos tendões ou da cápsula fibrosa que 
envolve certas articulações. Os primeiros são chamados intratendíneos e os 
segundos periarticulares. 
 
A patela é um exemplo típico de osso sesamóide intratendíneo. 
 
Assim, estas duas categorias adjetivam as quatro principais: o osso frontal, por 
exemplo, é um osso laminar, mas também pneumático; o maxilar é irregular, 
mas também pneumático, a patela é um osso curto, mas é também um 
sesamóide (por sinal, o maior sesamóide do corpo). 
 
 
 
 
 
 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 5 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 6 
 
DIVISÃO DO ESQUELETO 
 
 
Pode ser dividido em duas grandes porções: 
 
Esqueleto Axial – Compõe o eixo do corpo, ou estrutura central de 
sustentação. Contém 80 ossos, incluindo os ossos do crânio, a coluna vertebral 
e a parte óssea do tórax. 
 
Esqueleto Apendicular – Abrange os ossos dos membros, contém 126 ossos. 
Essa seção contém todos os ossos periféricos ao esqueleto axial: o cíngulo do 
membro inferior e os membros inferiores. 
 
A união destas duas porções se faz por meio de cinturas ou cíngulos: 
 
Cíngulo do Membro Superior ou Cintura Escapular – Consiste na clavícula 
e na escápula. 
 
Cíngulo do Membro Inferior ou Cintura Pélvica – É formado pela fusão de 
três ossos: ílio, ísquio e púbis. 
 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 7 
 
 
 
ESTRUTURA DOS OSSOS 
 
Como outros tecidos conjuntivos, o osso ou tecido ósseo contém uma matriz 
abundante de materiais intercelulares, circundando as células amplamente 
separadas. Essa matriz consiste em cerca de 25% de água, 25% de fibras 
colágenas e 50% de sais minerais cristalizados. Quando esses minerais são 
depositados na estrutura formada pelas fibras colágenas da matriz, cristalizam 
e o tecido endurece. Esse processo de calcificação é iniciado pelos 
osteoblastos, células formadoras de osso. Estão presentes três tipos de 
principais de células no tecido ósseo: os osteoblastos (células formadoras de 
osso), os osteócitos (células ósseas maduras) e os osteclastos (células 
destruidoras da matriz óssea). 
 
O osso não é completamente sólido, possuindo muitos espaços pequenos 
entre as suas células e os componentes da matriz. Alguns desses espaços são 
canais para os vasos que suprem as células ósseas com nutrientes. outros 
espaços são áreas de armazenamento para a medula óssea vermelha e, de 
acordo com o tamanho e da distribuição dos espaços, um osso pode ser 
Anatomia Humana – Profª Ingrid Jardim 8 
 
classificado como compacto ou esponjoso. No conjunto, cerca de 80% do 
esqueleto correspondem a ossos compactos e 20% a ossos esponjosos. 
 
Embora os elementos constituintes sejam os mesmos nos dois tipos de 
substância óssea, eles

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.