A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
(Curta / Salve / Siga) Gases ideais ou perfeitos I

Pré-visualização | Página 1 de 4

CA
P. 
4
QU
ÍM
IC
A 
13
2
30
6
PV
2D
-1
7-
20
 Módulo 11
Transformação isotérmica (P × V)
EXERCÍCIOS PROPOSTOS
RO
TE
IR
O 
DE
 E
ST
UD
OS
Leia com atenção Capítulo 4 – Tópicos 1, 1.A, 2, 2.A, 2.B e 2.C
Ex
er
cí
ci
os
Série branca 201 202 203 204 205 206 207 208
Série amarela 207 208 209 210 211 212 213 214
Série roxa 213 214 215 216 217 218 219 220
Foco Enem 204 208 209 210 211 214 215 218
201. 
Converta em atm as seguintes pressões
a. 19 cmHg
b. 1 140 torr
c. 304 mmHg
d. 380 cmHg
e. 60,8 torr
f. 152 mmHg
202. 
Converta em litros os volumes
a. 0,15 m3
b. 280 cm3
c. 40 dm3
d. 25 mL
e. 5 · 10–3 m3
f. 2 · 103 cm3
203. 
Converta em kelvin (K) as temperaturas
a. 273 °C
b. 0 °C
c. 727 °C
d. –23 °C
e. –273 °C
f. –100 °C
204. UFG-GO C7- H24
Analise o esquema a seguir.
Base do cilindro
Entrada de ar
Ao introduzir uma bolha de gás na base do cilindro, ela 
inicia sua ascensão ao longo da coluna de líquido, à tempera-
tura constante. A pressão interna da bolha e a pressão a que 
ela está submetida, respectivamente,
a. aumenta e diminui.
b. diminui e diminui.
c. aumenta e permanece a mesma.
d. permanece a mesma e diminui.
e. diminui e permanece a mesma.
205. UERN
Um sistema de balões contendo gás hélio (He), nas 
quantidades e nos volumes apresentados, está ligado por 
uma torneira (T) que, inicialmente, está fechada. Observe.
A
B
T
1 mol
V = 1 L
1 mol
V = 2 L
Considerando que os gases apresentam comportamen-
to ideal e que a temperatura permanece constante, é correto 
afirmar que
a. a pressão em A será a mesma que em B.
b. ao abrir a torneira, observar-se-á variação na pressão 
do sistema.
c. ao dobrar a pressão nos sistemas A e B, o volume ocu-
pado pelos gases será 1/2 L e 1 L, respectivamente.
d. as moléculas do sistema B colidem com mais frequên-
cia com a parede do recipiente que as moléculas do 
sistema A.
206. Unisinos-RS (adaptado)
Os gases perfeitos obedecem a três leis bastante 
simples: a lei de Boyle, a lei de Gay-Lussac e a lei de 
Charles, formuladas segundo o comportamento de três 
grandezas que descrevem as propriedades dos gases: o 
volume (V), a pressão (p) e a temperatura absoluta (T). O 
número de moléculas influencia a pressão exercida pelo 
gás, ou seja, a pressão depende também, diretamente, da 
massa do gás. Ao calibrar um pneu, altera-se o número de 
moléculas de ar no interior dele. Porém, a pressão e o vo-
lume podem, também, sofrer modificação com a variação 
da temperatura.
O gráfico pressão versus volume, que representa uma 
transformação isotérmica de uma quantidade fixa de um gás 
perfeito, é o
a. 
Pr
es
sã
o
Volume
Transformação de um gás
0
0
2
2
4
4
6
6
8
8
10
10
LI
VR
O 
DO
 P
RO
FE
SS
OR
CA
P. 
4
QU
ÍM
IC
A 
13
2
30
7
PV
2D
-1
7-
20
b. 
Pr
es
sã
o
Volume
Transformação de um gás
0
0
1
5
2
10
3
15
4
20
5 6
25
30
c. 
Pr
es
sã
o
Volume
Transformação de um gás
0
0
1
2
2
4
3
6
8
10
d. 
Pr
es
sã
o
Volume
Transformação de um gás
0
0
1
3
2
6
3
9
4
12
5 6 7
15
e. 
Pr
es
sã
o
Volume
Transformação de um gás
0
0
2
1
4
2
6
3
8
4
10
5
6
207. IFMG
Os gases possuem, entre suas propriedades, a capacida-
de de se expandirem ou de se comprimirem, dependendo das 
condições a que estejam submetidos. Considere que um de-
terminado gás esteja ocupando um volume de 10 litros e que, 
posteriormente, o gás seja completamente transferido para 
outro recipiente, de volume duas vezes maior que o primei-
ro, sem nenhuma perda gasosa e à mesma temperatura. Com 
base nessas informações, podemos afirmar que a pressão do 
sistema gasoso
a. no novo recipiente será a metade da pressão inicial.
b. no novo recipiente será o dobro da pressão inicial.
c. no novo recipiente será a mesma.
d. no novo recipiente será três vezes maior que a pres-
são inicial.
e. será três vezes menor que a pressão inicial. 
208. UFC-CE C5-H17
O gráfico abaixo ilustra o comportamento referente à va-
riação da pressão, em função do volume, de um gás ideal, à 
temperatura constante
2 600
2 300
2 000
1 700
1 400
1 100
800
500
7 9 11 13 15 17 19 21 23 25 27
(8; 2 250)
(10; 1 800)
(15; 1 200)
(26; 692,3)
Volume (L)
Pr
es
sã
o 
(m
m
Hg
)
Analise o gráfico e assinale a alternativa correta.
a. Quando o gás é comprimido nessas condições, o pro-
duto da pressão pelo volume permanece constante.
b. Ao comprimir o gás a um volume correspondente à meta-
de do volume inicial, a pressão diminuirá por igual fator.
c. Ao diminuir a pressão a um valor correspondente 
a 1/3 da pressão inicial, o volume diminuirá pelo 
mesmo fator.
d. O volume da amostra do gás duplicará, quando a pres-
são final for o dobro da pressão inicial.
e. Quando a pressão aumenta por um fator correspon-
dente ao triplo da inicial, a razão P/V será sempre 
igual à temperatura.
209. UEM-PR (adaptado)
Considere dois recipientes idênticos e hermeticamente 
fechados, A e B, contendo as mesmas quantidades molares 
dos gases rarefeitos CO2 e H2, respectivamente, que possuem 
a mesma energia cinética média por molécula. Em relação a 
esses gases, assinale o que for correto.
01. A soma da energia cinética média de todas as partícu-
las constitui a energia interna dos gases contidos nos 
recipientes A e B.
02. Quanto maior a energia cinética média das partículas, 
maior será a temperatura do gás.
04. Se os gases contidos em A e B estiverem sob o mesmo 
nível de agitação térmica, a energia interna do gás em 
A será maior, porque sua massa molar é maior.
08. A pressão manométrica exercida pelos gases contidos 
em A e B sobre as paredes dos respectivos recipientes 
independe da velocidade média ou da taxa de colisão 
das moléculas do gás com as paredes do recipiente.
Dê a soma dos números dos itens corretos.
210. 
Certa massa de gás oxigênio (O2) ocupa um volume de 
5 mL à pressão de 2 atm. Qual deverá ser o novo volume des-
sa massa gasosa se ela sofrer uma transformação isotérmica 
até que a pressão passe a valer 760 mmHg?
a. 1 mL
b. 2 mL
c. 7,5 mL
d. 10 mL
e. 50 mL
LI
VR
O 
DO
 P
RO
FE
SS
OR
CA
P. 
4
QU
ÍM
IC
A 
13
2
30
8
PV
2D
-1
7-
20
211. UERJ C5-H17
As mudanças de pressão que o ar atmosférico sofre, ao 
entrar nos pulmões ou ao sair deles, podem ser consideradas 
como uma transformação isotérmica. Ao inspirar, uma pes-
soa sofre uma diminuição em sua pressão intrapulmonar de 
0,75%, no máximo. Considere 0,60 L de ar à pressão atmosfé-
rica de 740 mmHg. A variação máxima de volume, em litros, 
sofrida por essa quantidade de ar ao ser inspirada é, aproxi-
madamente, de
a. 4,5 · 100 
b. 4,5 · 10−1 
c. 4,5 · 10−2 
d. 4,5 · 10−3
212. 
À temperatura T e à pressão de 2 atm, um gás ocupa o 
volume V. Reduzindo-se a pressão em 0,5 atm e mantendo-
se a temperatura constante, o volume ocupado pelo gás será
a. 1
2
b. 2
c. V
2
d. 2 V
e. 4 V
3
213. FAAP-SP
Um recipiente, munido de êmbolo móvel, contém 10 L de 
O2 à pressão de 1 atm. Mantendo-se constante a temperatura 
por movimentação do êmbolo, pressiona-se o gás até que seu 
volume seja reduzido para 2 L. Pede-se
a. a lei que rege a transformação indicada;
b. a pressão de O2 contido no recipiente, ao final 
do processo.
214. Ufla-MG C5-H17
Um recipiente de 4,0 litros contém um gás ideal, a uma 
pressão de 2,0 atm. Qual o valor da pressão que esse gás 
exercerá quando o volume do recipiente for reduzido para 
0,5 litro, à temperatura constante?
a. 4,0 atm 
b. 0,25 atm 
c. 1,0 atm
d. 16,0 atm
e. 2,0 atm
215. UEG-GO
A maioria dos gases são compostos moleculares, com ex-
ceção dos gases nobres, que são formados por átomos isolados. 
Sobre esse assunto, julgue a validade das afirmativas a seguir.
Pressão
(atm)
Volume
I. O gás hélio, utilizado para encher balões, apresenta 
energia de ionização menor que o gás hidrogênio, uti-
lizado como combustível para foguete.
II. O gráfico anterior mostra uma curva isoterma, pois 
as variações de pressão e volume ocorrem na mes-
ma temperatura.
III. Determinada massa de um gás ocupa um volume