A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Módulo de urgências e emergências

Pré-visualização | Página 2 de 2

auditivos, visuais ou gustativos
· Movimentos motores anormais
· Alterações de acuidade mental e comportamento
· Alterações de consciência 
Condutas:
· Não oferecer água ou qualquer liquido após a convulsão
· Remover todos os objetos da boca do paciente
· Estabilizar permitindo a pequenos movimentos 
· Aspirar secreções se necessário
· Remover objetos cortantes que estiverem próximos.
· Colocar o paciente de lado
· Protocolo P-C A B- D
Fase pós ictal- pós crise convulsiva 
· Período de depressão generalizada envolvendo os sistemas nervoso central cardiovascular e respiratório
· Manter o protocolo P - C A B - D
· Recuperação gradual até 2 h
Estado de grande mal
· Convulsão que persiste por mais de 5 minutos
· SBV e proteção continuada do paciente
· Acionar equipe de emergência 
· Administração de medicamentos anticonvulsivantes 
Causas mais frequentes de convulsão
1. Epilepsia
2. Overdose e de anestésico local
São raras 
· Hiperventilação
· Acidente vascular encefálico
· Hipoglicemia
· Sincope vasodepressora 
Hipersensibilidade- tipo 1
“Sensibilidade exacerbada do sistema imune relacionada a invasão de um corpo estranho, um antígeno que pode ser próprio (doenças autoimunes) e não próprio “
Tipo 1: pode apresentar a situação mais aguda com risco de morte, são alergias mediadas por IgE e o paciente já foi sensibilizado, ou seja, teve um contato prévio com o antígeno.
Conduta P – C A B – D
Manifestações cutâneas: 
· Urticaria, prurido
· Edema (perioral, periorbitário)
· Pele eritematosa
· Conjuntivite 
· Renite 
1. Administrar um antialérgico e encaminhar para um médico alergista
2. Administrar O2, adrenalina e chamar assistência medica 
São mais simples geralmente só administrar antialérgico é o suficiente 
Manifestações respiratórias:
· Broncoespasmo (sibilos, uso de musculatura acessória)
· Pacientes asmáticos alérgicos aos bissulfitos e que entram em contato com estes 
· Conduta P – C A B – D
· A posição e ereta ou semi ereta
· Administração de broncodilatadores (salbutamol / adrenalina / corticoides)
· Acionar o serviço de emergência 
· Lembrar das contraindicações da adrenalina
Edema de laringe 
· Pouco ou nenhum movimento de ar pode ser ouvido ou sentido apesar da tentativa exagerada e espontânea de gerar movimentos respiratórios
· Ouve-se estridor ou silêncio 
· Cianose 
· Pode levar à perda de consciência 
· Adrenalina, O2, anti-histamínicos, cricotireoidostomia 
Reações anafilática generalizada:
· Hipersensibilidade grave
· Mediadas pela IgE e IgG
· Risco de colapso cardiovascular e comprometimento respiratório
· Histamina é liberada de forma rápida 
· Penicilina, aspirina, látex, anestésicos locais
· Adrenalina, O2, anti-histamínicos, cricotireoidostomia, chamar a equipe de emergência 
· Risco de óbito em até 30 min se não tratada
Adrenalina: induz vasoconstrição com aumento da resistência vascular periférica e diminuição do angioedema/ broncodilatação.
Se perder a consciência chamamos de choque anafilático