A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Esquizofrenia e Transtorno Psicótico

Pré-visualização | Página 1 de 1

Psicose: tem tratamento, seja agudo ou crônico; são sintomas, paciente com
alteração cognitiva ou no estado mental, tem processo de alteração visual, auditiva
ou alucinatória, delírios podem ser perceptíveis.
Psicopatia: tem controle, normalmente tratamento é feito por cronicidade.
Diferem por período e cronicidade.
TAB: F315 (TAB com sintomas psicóticos)
Esquizofrenia: F20-F29
Psicose pode ser resultante de:
- Condição mental ou psicológica
- Condição médica (até mesmo desidratação)
- Condição álcool - drogas
 
Psicose pode estar presente em:
- TAB/THB
- Depressão grave
- Alzheimer
- Estresse psicológico severo
- Privação do sono (muito comum)
- Epilepsia (morte neuronal = alteração cognitiva e quadro de psicose)
- Abstinência alcoólica 
- Infecções/CA (sepses, CA neurológicos)
- Lupus 
- Insuficiência Renal e Hepática (saber avaliar marcadores hepáticos como
TGO, TGP, e avaliar proteinúrias, alterações de diurese, creatinina, uréia)
- Tumores cerebrais/cistos
- AIDS (com medicamentos antirretrovirais, cada vez mais difícil evoluir)
- Sífilis (neuro) e neurotoxoplasmose = evoluem como psicoses crônicas e não
agudas
Não medicar todos os pacientes que apresentam quadro psicótico com
antipsicóticos, pois podem ter remissão (após cirurgia, como em casos de
tumores cerebrais).
Sinais de psicose:
- Pensamento confuso (pode ser verbalizado)
- Delírios (de vozes, grandeza, persecutórios)
- Alucinações (tanto auditivas quanto visuais)
- Alterações nos sentimentos (euforia, agitação)
- Comportamento alterado (auto ou heteroagressividade)
Transtorno Psicótico (TP)
- Perda de contato do indivíduo com a realidade
- Comportamento antissocial
- CID F23
Ana Paula Grein - T19
ESQUIZOFRENIA E
TRANSTORNO PSICÓTICO
Sintomas:
- Delírios (perseguição principalmente)
- Alucinações visuais e/ou auditivas
- Raciocínio e concentração (desconexos com a realidade, muito acelerados e
verbalizados por agitação, hiper ou hipoconcentrados)
- Falta de motivação (vestimenta não adequada, falta de higiene)
- Sintomas melhoram muito com o tempo de tratamento
 
Tipos de Esquizofrenia
- Esquizofrenia Simples:
- Mudanças na personalidade (de forma muito abrupta)
- Isolamento social
- Disperso aos acontecimentos do dia a dia e insensível no que diz respeito a
afetos
- Esquizofrenia Paranoide
- Isolamento social (e paranoia por delírio)
- Falas confusas
- Falta de emoção e tende a achar que está sendo perseguido por pessoas ou
espíritos
- Esquizofrenia Desorganizada
- "Esquizofrenia Hiperfrênica"
- Comportamento "mais infantil" característico
- Respostas emocionais descabidas e pensamentos sem nexo
- Fala sem parar, agitado, agressivo, irritado
- Esquizofrenia Catatônica
- Apatia
- Pode ficar na mesma posição por horas
- Redução da atividade motora
- Reclusos, movimento tônico
- Esquizofrenia Residual
- Alteração no comportamento, nas emoções e no convívio social, mas não na
frequência dos demais tipos, não é tão cíclica
- Esquizofrenia Indiferenciada
- Não se enquadram perfeitamente em um dos tipos de esquizofrenia
Esquizofrenia
- Crônica
- Incidência: 1% da população mundial
- Maior incidência: 15-35 anos - meninos: 16 anos - meninas: 14 anos
- CBP: mais vinculado a adolescência ou adulto jovem, evitar rotular
esquizofrenia muito precoce ou muito tardia
- Proporção homens/mulheres muito similar
Ana Paula Grein - T19
ESQUIZOFRENIA E
TRANSTORNO PSICÓTICO
Comportamentos que são sinais precoces de esquizofrenia:
- Ouvir ou ver algo/sensação constante de estar sendo observado
- Modo peculiar ou sem sentido de falar ou escrever
- Posicionamento corporal estranho
- Sentir-se indiferente em situações muito importantes
- Deterioração do desempenho acadêmico ou profissional
- Uma mudança na higiene pessoal ou aparência
- Uma mudança na personalidade
- Aumento da retirada de situações sociais ou de isolamento
- Resposta irracional, zangada ou com medo aos entes queridos
- Incapacidade de dormir ou se concentrar
- Comportamento inadequado ou bizarro
- Preocupação extrema com a religião ou o ocultismo
- Fatores de Risco
- Genética (pai ou mãe com TAB ou quadro psicótico maior) 
- Ambiente (principalmente exposição a infecções)
 
Sintomas positivos da Esquizofrenia
- Alucinações (tanto auditiva quanto visual, verbaliza)
- Delírios (persecutórios, de grandeza, mágicos)
- Pensamentos desordenados (modos de pensar incomuns ou disfuncionais) 
- Distúrbios do movimento (movimentos do corpo agitado)
Sintomas negativos da Esquizofrenia: ("associados a interrupções nas
emoções e comportamentos normais")
- Redução do afeto (expressão reduzida de emoções através de expressão
facial ou tom de voz)
- Reduzir os sentimentos de prazer na vida cotidiana
- Dificuldade em iniciar e manter atividades 
- Redução de fala
Sintomas Cognitivos:
- Sutis ou graves
- Baixo funcionamento intelectual
- Dificuldades para manter-se focado ou prestar atenção em atividades
cotidianas
Sinais de Alerta
- Diferentes para todos
- Sintomas: lentamente/meses ou anos/forma abrupta
- Ciclos de recaída e remissão
Ana Paula Grein - T19
ESQUIZOFRENIA E
TRANSTORNO PSICÓTICO
Diferença Esquizofrenia x Transtorno psicótico agudo
- Esquizofrenia: 
- atinge faixa etária menor (geralmente adolescência)
- cronicidade maior de 6 meses
- Eventos Psicóticos Agudos ou induzidos por substâncias:
- cronicidade de até 6 meses
Paciente Esquizofrênico: tem doença com controle crônico e períodos
pequenos de psicose, muitas vezes devido ao abandono do tratamento =
desenvolvem psicoses = sintomas. Todo esquizofrênico tem períodos intercalados
e pequenos sintomas de psicose.
 
Tratamentos e terapia
- Semelhante ao das psicoses e da insônia no TAB
- Antipsicóticos: 
- Típicos: levomepromazina, cloropromazina, haloperidol; de 1ª geração,
grande quadro de estabilidade, uso de rotina
- Atípicos (maioria utilizada devido a vínculo maior com receptores): os demais,
como a clozapina, olanzapina, quetiapina, ziprasidona, risperidona, aripiprazol,
lurasidona, paliperidona 
- É possível a associação entre os dois tipos, dependendo do tratamento
- Efeitos colaterais: aloperidol impregna muito = desenvolvem acatisia
(movimentos tônicos clônicos, repetitivos), efeitos adversos precisam ser
avaliados
- Psicoterapia: não é tão indicada e aderida
Transtorno Esquizoafetivo:
- Atual: crescente notificação e diagnóstico 
- Transtorno psicótico semelhante ao Transtorno Esquizofrênico (cronicidade, cíclico,
quadro de alteração psicótica maior perdura)
- Quadro de humor muito semelhante ao THB, diferente do esquizofrênico
Ana Paula Grein - T19
ESQUIZOFRENIA E
TRANSTORNO PSICÓTICO