A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
Articulação Joelho

Pré-visualização | Página 1 de 1

Biomecânica - Joelho 
Prof. Claudio Magalhães 
Compartimento 
lateral 
Compartimento 
patelofemoral 
Compartimento 
medial 
 Articulação tibiofemoral 
 Articulação patelofemoral 
• Maior articulação do corpo 
 
• Uma das articulações mais 
complexas do corpo, possui 3 
ossos: fêmur, patela e tíbia 
 
• É uma articulação muito 
lesionada 
 
• O joelho é totalmente sustentado 
e mantido por músculos e 
ligamentos, sem estabilidade 
óssea 
 
 
Estabilidade Ação de tecidos moles 
http://www.cto.med.br/cirurgia_joelho/knee3Dmuscles2.gif
 Fêmur distal 
Côndilos 
femoral 
 Tíbia proximal 
 Maior osso sesamóide do corpo 
 Coberta por espessa cartilagem articular (4 a 5 mm) 
Dispersa as grandes forças de compressão 
Patela 
• Osso sesamóide 
• Melhorar a eficiência do movimento; 
• Centralizar as forças dos quatro músculos dos quadris em uma só força 
• Fornecer um mecanismo de deslizamento liso para os músculos do quadril e tendões para reduzir a 
compressão durante as atividades, como dobrar o joelho; 
• Contribuir para a estabilidade do joelho 
• Fornecer proteção ao osso de um trauma direto aos côndilos femorais quando o joelho é 
flexionado. 
 
 Envolve os compartimentos medial e lateral da 
articulação tibiofemoral e da articulação patelofemoral 
 Função 
 Estabilidade 
 
 Estabilizadores estáticos 
 
 Estabilizadores dinâmicos 
 Meniscos 
 
 Fibrocartilagem 
 75% de água 
 Fibras colágeno (90% do tipo I) 
 Proteínas 
 Fibrocondrócitos 
 
 Essenciais para a função normal do 
joelho 
Menisco medial Menisco lateral 
Função 
Função 
Função 
- Forma de C 
- Mais amplo posteriormente do que 
anteriormente 
- Insere nas fibras profundas do LCM 
- Músculo Semimembranáceo tem 
inserção do MM 
- Menor mobilidade do que o ML 
Compartimento medial = Estabilidade 
 3 graus de liberdade ** 
 
 Flexão e extensão (plano sagital) 
 Rotação medial e lateral (plano transverso) 
 Adução e abdução (plano frontal)** 
Flexão e extensão do joelho 
Ciclo da marcha 
Movimento em CCA Movimento em CCF 
Extensão em CCA Extensão em CCF 
Flexão em CCF 
 Joelho travado em extensão 
 
 10º de rotação lateral 
Aumento da congruência articular 
 Favorece a estabilidade 
 
 Forte e arredondado 
 
 Não insere no ML 
 
 Resistência primária 
contra a força em varo 
LCL 
 Restritor primário 
 Translação posterior da tíbia (joelho a 90º) 
 
 Restritor da hiperextensão, rotação interna e 
externa 
 
 Artrocinemática normal do joelho 
 
 Função sensorial 
 
 
 
Articulação patelofemoral 
Função da patela 
 Proteção da cartilagem condilar do 
fêmur 
 Aumentar a braço de alavanca do 
músculo quadríceps = melhor 
vantagem mecânica 
 Guia para o tendão do quadríceps 
 Diminui o atrito do mecanismo do 
quadríceps 
 Diminui a quantidade de estresse de 
cisalhamento tibiofemoral antero-
posterior 
Torque = F x BM 
Estabilidade 
Restritores estáticos 
Restritores dinâmicos 
• Ângulo patelofemoral (ângulo Q) 
 
• Formado por: 1) retas que passam 
pelo centro da patela e a 
tuberosidade da tíbia, e 2) centro da 
patela e EIAS 
 
• Ângulo Q > nas mulheres 
 
 
 
 
Joelho Valgo = aumento 
do ângulo Q 
Joelho Varo = diminuição 
do ângulo Q 
Alinhamento normal Valgo excessivo 
Torque extensor em CCA 
Torque extensor em CCF 
Exercícios em CCF (Agachamentos, leg press) 
Vasto lateral 
Vasto intermédio 
Vasto medial 
Vasto 
lateral 
Reto 
femoral 
Vasto 
medial 
 
Músculos 
Isquiossurais 
Semitendinoso 
Semimembranáceo Bíceps femoral