A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
APOL 1 - REGIME E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

Pré-visualização | Página 1 de 5

Questão 1/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
Leia o trecho a seguir: 
“Ao avizinhar-se o final da década de 80 e, com ela, da Guerra Fria, esse quadro tende a tornar-
se menos suportável por diferentes razões, dentre as quais gostaria de destacar alguns aspectos. 
Em primeiro lugar, a estratégia de contenção da expansão do adversário, em que estavam 
engajadas ambas as superpotências, passou a incluir uma dimensão crescente de cooperação 
direta, que avançou rapidamente e prescindiu das Nações Unidas. Isso provocou um sentimento 
de exclusão não apenas entre países não alinhados, como em aliados secundários e até entre os 
principais aliados de ambas as superpotências.” 
Fonte: ALBUQUERQUE, José Augusto Guilhon. A ONU e a nova ordem mundial. Estud. av. 
[online]. 1995, vol.9, n.25, pp.161-167. Available from: 
<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-
40141995000300013&lng=en&nrm=iso>. ISSN 1806-9592. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-
40141995000300013. 
Durante a Guerra Fria, devido ao impasse do Conselho de Segurança da ONU, outros espaços 
institucionais das Nações Unidas passaram a ser utilizados com o objetivo de resolução de 
conflitos. Considerando os conteúdos da Aula 3 da disciplina de Regimes e Organizações 
Internacionais, assinale a alternativa que contém um exemplo do que fora citado: 
Nota: 10.0 
 A Criação da Assembleia 
Geral. 
 B Esvaziamento das 
atividades da ONU. 
 C Desenvolvimento das 
operações de paz. 
Você acertou! 
Devido ao impasse do 
Conselho de Segurança 
durante a Guerra Fria, outros 
espaços institucionais das 
Nações Unidas passaram a 
ser utilizados para contribuir 
com a resolução pacífica dos 
conflitos. Um exemplo chave 
disso foi o desenvolvimento 
das operações de paz das 
Nações Unidas (ONUKI; 
AGOPYAN, 2020). Assim, 
foram desenvolvidas duas 
categorias de operações de 
paz: as operações de 
observação e as operações 
de manutenção da paz 
(HERZ; HOFFMANN, 2004). 
Referência: Rota de 
Aprendizagem de Regimes 
e Organizações 
Internacionais. Aula 3. Tema 
3 “As nações unidas durante 
a Guerra Fria”. 
http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40141995000300013
http://dx.doi.org/10.1590/S0103-40141995000300013
 D Surgimento de outros 
conselhos de segurança. 
 E Diminuição da quantidade 
de Estados-membros. 
 
 
Questão 2/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
Leia o trecho a seguir: 
“O fim da Guerra Fria teve implicações diretas no sistema ONU. A falta de consenso que marcou 
o período deu lugar a uma maior predisposição dos países para cooperar nas mesas de 
negociação da ONU. A dissolução da União Soviética e os processos de independência de novos 
países, bem como a eclosão de novas guerras não mais interestatais, mas civis e étnicas, 
acabaram por aumentar a demanda por operações de paz e ampliaram o escopo destas, que 
passaram a ter mais atribuições e um mandato mais definido e multidimensional.” 
Fonte: Onuki, Janina; Agopyan, Kelly Komatsu. Organizações e Regimes internacionais. Curitiba: 
InterSaberes, 2021. 
Tendo como base a contextualização acima e os conteúdos da Aula 2 da disciplina de Regimes 
e Organizações Internacionais, analise as afirmativas abaixo e assinale a alternativa que sintetize 
corretamente como as organizações internacionais passaram a atuar após o final da Guerra Fria: 
I. Houve uma diminuição do ativismo. 
II. Houve um maior foco em temas ambientais e sociais. 
III. Passou a haver um maior foco nas temáticas de segurança e defesa. 
IV. Os estudos sobre as OIs, bem como a sua atuação, passaram a ser mais ativos em outros 
temas, por exemplo, a ONU, que passou a falar em desenvolvimento humano. 
Nota: 10.0 
 A Apenas a afirmação I está 
correta. 
 B Apenas a afirmação II está 
correta. 
 C Apenas a afirmação IV está 
correta. 
 D Apenas as afirmações I e III 
estão corretas. 
 E Apenas as afirmações II e 
IV estão corretas. 
Você acertou! 
No período pós-Guerra Fria, 
presenciou-se um maior 
ativismo das organizações 
internacionais. A disputa 
bipolar e a possiblidade de 
uma eminente guerra 
nuclear criavam uma 
racionalidade acerca da 
agenda política internacional 
voltada para as temáticas de 
segurança e defesa. O fim 
dessa ameaça permitiu uma 
ampliação da agenda 
internacional, a qual passou 
a tratar também de temas 
ambientais e sociais. Por 
exemplo, em 1992, o Brasil 
foi palco da Conferência das 
Nações Unidas sobre o Meio 
Ambiente (Eco-92). Essa 
conferência foi uma cúpula 
dos chefes de 
Estados para discutir 
possíveis práticas de 
desenvolvimento 
sustentável. Como 
consequência, os estudos 
sobre as Organizações 
Internacionais também 
ficaram mais ativos nesse 
período. O principal debate 
que marca não apenas os 
estudos sobre as OIs no 
pós-Guerra Fria, mas 
também o estudo das 
relações internacionais 
como um todo, é o debate 
neo-neo. “Os anos 1990 
pós-Guerra Fria também 
foram marcados por uma 
nova visão de 
desenvolvimento 
empregada pela ONU. 
Passou-se a falar em 
desenvolvimento humano, 
para além do próprio 
desenvolvimento 
econômico. Esse conceito, 
cunhado por Amartya Sen, 
professor da Universidade 
de Harvard, começou a 
permear uma visão mais 
ampla e multidimensional, 
englobando questões de 
direitos humanos, de 
desenvolvimento 
sustentável e de 
participação e igualdade de 
gênero.” 
Referência: Rota de 
aprendizagem da Aula 2, 
tema 3, “O debate entre 
realistas e institucionalistas” 
e capítulo 2 do livro base. 
 
 
Questão 3/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
Leia o texto abaixo: 
Em abril de 1994, os representantes das partes contratantes do GATT assinam a Ata Final da 
Rodada Uruguai, em Marraqueche. Provavelmente, a principal novidade trazida pela Ata foi a 
criação, em bases concretas, da Organização Mundial do Comércio (OMC), primeira instituição, 
de fato, responsável pelo trato das questões relativas ao comércio internacional. Fechava-se, 
assim, uma lacuna que nunca foi muito bem preenchida na ordem internacional do pós-guerra, 
quando a OIC não entrou em funcionamento. 
Fonte: OLIVEIRA, Ivan Tiago Machado. A ordem econômico-comercial internacional: uma análise 
da evolução do sistema multilateral de comércio e da participação da diplomacia econômica 
brasileira no cenário mundial. Contexto Internacional, v. 29, n. 2, p. 217-272, Página da citação: 
251. 2007 
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Regimes e Organizações Internacionais, 
análise as afirmações abaixo, que versam sobre a estrutura da Organização Mundial do Comércio 
(OMC), e depois assinale a alternativa que indica apenas as corretas: 
I.A Organização Mundial do Comércio (OMC) buscou romper com os princípios norteadores do 
GATT e favorecer políticas econômicas internacionais voltadas a inclusão dos países 
subdesenvolvidos ao comércio global. 
II. Os órgãos que compõem a Organização Mundial do Comércio (OMC) são a Conferência 
Ministerial, o Secretariado, o Conselho Geral e os Conselhos Setoriais. 
III. O Conselho Geral é considerado o órgão mais importante da instituição, uma vez que delibera 
sobre as tarifas internacionais para compra e venda de petróleo. 
IV. O processo de tomada de decisão na Conferência Ministerial se dá por meio do consenso, de 
modo que todos os membros têm direito a um voto. 
Nota: 10.0 
 A Apenas as afirmativas I e II 
estão corretas. 
 B Apenas as afirmativas III e 
IV estão corretas. 
 C Apenas as afirmativas I, II e 
III estão corretas. 
 D Apenas as afirmativas II e 
IV estão corretas. 
Você acertou! 
A afirmação I está incorreta 
porque a criação da OMC 
teve o objetivo de ampliar e 
melhor institucionalizar o 
GATT, de modo que os seus 
princípios continuaram os 
mesmos. Sendo esses a não 
discriminação comercial 
entre parceiros – devido à 
cláusula da nação mais 
favorecida. Apesar dos 
princípios serem àqueles 
previamente existentes, a 
OMC trouxe algumas 
inovações para lidar com as 
negociações comerciais 
cada vez mais complexas e

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.