A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
APOL 1 - REGIME E ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS

Pré-visualização | Página 2 de 5

com mais países 
participantes. A afirmação II 
está correta porque os 
órgãos que formam a OMC 
são a Conferência 
Ministerial, o Secretariado, o 
Conselho Geral e os 
Conselhos Setoriais. A 
afirmação III está incorreta 
porque o principal órgão da 
OMC é a Conferência 
Ministerial, a qual é 
composta por 
representantes de todos os 
Estados-membros. O 
Conselho Geral é o primeiro 
órgão hierarquicamente 
abaixo da Conferência 
Ministerial. A afirmação IV 
está correta porque a 
Conferência Ministerial se 
reúne a cada dois anos e é 
um órgão que realiza a 
tomada de decisões por 
meio do consenso. Todos os 
membros têm direito a um 
voto, diferentemente do 
processo de votação de 
organizações como o FMI e 
o Banco Mundial. Nessas 
organizações, os membros 
que dão uma maior 
contribuição financeira 
possuem um maior poder de 
veto (HERZ; HOFFMANN, 
2004). Contudo, esse 
princípio de “um membro, 
um voto” do Conselho 
Ministerial não implica, 
necessariamente, em um 
princípio de igualdade entre 
os Estados Membros. Isso 
porque, os países mais 
desenvolvidos e 
economicamente mais fortes 
conseguem exercer uma 
maior influência sobre os 
membros mais fracos 
(HERZ; HOFFMANN, 2004). 
Referência: Rota de 
aprendizagem da aula 4. 
Regimes e Organizações 
Internacionais com a profa. 
Prof.ª Devlin Biezus. Tema 
3: A OMC e a Liberalização 
do Comércio Internacional. 
 E Apenas as afirmativas I, II e 
IV estão corretas. 
 
 
Questão 4/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
Leia o texto abaixo: 
As coisas mudariam de forma rápida e dramática no final dos anos 1980. No súbito calor da 
Glasnost, de Gorbachov, as antigas suspeitas soviéticas acerca da manutenção da paz como uma 
espécie de conspiração ocidental pareciam ter-se dissipado. Por seu lado, os Estados Unidos 
sentiam-se suficientemente seguros para aliviar parte da bagagem problemática das suas 
próprias preocupações com a Guerra Fria. As operações da ONU começaram em áreas até então 
estritamente proibidas na América Central e no Sudeste Asiático. Nesse novo ambiente, a 
proibição de atividades «políticas» por parte das operações de manutenção da paz – essencial 
durante a Guerra Fria – foi levantada. 
Fonte: MACQUEEN, Norrie. Os 70 anos da manutenção da paz das Nações Unidas. Relações 
Internacionais [online]. 2019, n.61, pp.123-137. Disponível em: 
<http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1645-
91992019000100009&lng=pt&nrm=iso>. Página da citação: 128.. 
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Regimes e Organizações 
Internacionais, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, uma das razões para o 
otimismo internacional sobre o funcionamento da Organização das Nações Unidas no Pós-
Guerra Fria: 
Nota: 10.0 
 A O descongelamento do 
Conselho de Segurança 
Você acertou! 
O final da Guerra Fria foi 
acompanho por um 
otimismo internacional sobre 
o funcionamento das 
Nações Unidas. Acreditou-
se que o fim da disputa de 
influência política capitalista 
e socialista daria mais 
autoridade e assertividade 
sobre a atuação da ONU nos 
temas de segurança 
(LOPES; CASARÕES, 
2009). Houve o 
descongelamento do 
Conselho de Segurança, 
que antes tinha a sua 
eficácia diminuída por conta 
do poder de veto das 
potências em disputa. 
Alguns dos indícios para 
esse otimismo foram a 
atuação crescente da ONU, 
e de maneira eficaz, nos 
conflitos ao final de década 
de 1980. Por exemplo, a 
aprovação da resolução do 
Conselho de Segurança que 
garantiu a independência 
política da Namíbia (1978); a 
aprovação da resolução do 
Conselho de Segurança 
sobre o fim da Guerra Irã-
Iraque (1988) e a 
intermediação do secretário-
geral das Nações Unidas 
durante a retirada das forças 
soviéticas em sua ocupação 
do Afeganistão (1988-1989). 
Uma das mudanças mais 
evidentes sobre a atuação 
da ONU, principalmente de 
seu Conselho de Segurança 
após a Guerra Fria, foi o 
descongelamento da 
aprovação de resoluções 
pelo Conselho. Desde sua 
criação e até 1985, o 
Conselho de Segurança 
havia aprovado 580 
resoluções. Em 1995, esse 
número quase dobrou para 
1,035 resoluções e, em 
2005, a quantidade era de 
1,651 resoluções aprovadas 
(LOPES; CASARÕES, 
2009). Esses números 
demonstram um aumento 
excepcional nas aprovações 
de resoluções do Conselho 
de Segurança. Assim, o final 
da disputa bipolar contribuiu 
com a diminuição da 
aplicação do poder de veto 
dos Estados Unidos e 
Rússia. 
Referência: Rota de 
aprendizagem da aula 3. 
Regimes e Organizações 
Internacionais com a profa. 
Prof.ª Devlin Biezus. Tema 
4: As Nações Unidas no 
Pós-Guerra Fria. 
 B A ampliação das verbas 
destinadas ao ECOSOC. 
 C A aumento de poder da 
Assembleia Geral. 
 D A diminuição de conflitos 
internacionais 
 E A substituição do Secretário 
Geral. 
 
 
Questão 5/10 - Regimes e Organizações Internacionais 
“O que se percebeu ao longo da história foi um aumento da interdependência entre os Estados, 
inicialmente motivada por questões comerciais, por isso foi necessário o estabelecimento de 
normas e diretrizes que permitissem a harmonização das relações e a solução conjunta de 
problemas comuns, garantindo alguma forma de cooperação. A criação de regimes e OIs foi um 
desdobramento dessa necessidade prática dos Estados em coexistirem em harmonia em um 
mundo cada vez mais conectado”. 
Fonte: ONUKI, Janina; AGOPYAN, Kelly Komatsu. Organizacoes e Regimes Internacionais. 
Editora Intersaberes: Curitiba. 2021, pag. 29-31, adaptado. 
Tendo como base os conteúdos discutidos na disciplina Regimes e Organizações Internacionais, 
análise as afirmações abaixo, que discutem a importância política das Organizações 
Internacionais, e depois assinale a alternativa que indica apenas as corretas: 
I. As Organizações Internacionais podem ser consideradas um importante mecanismo de 
segurança coletiva, fomentando uma maior estabilidade securitária na política internacional. 
II. As Organizações Internacionais converteram-se em eficientes instrumentos de integração entre 
os Estados, sobretudo no âmbito regional. 
III. As Organizações Internacionais são instrumentos políticos exclusivos dos Estados Nacionais, 
limitando o poder de agência de grupos organizados da sociedade civil. 
IV. As Organizações Internacionais são de caráter geral e alargado, prejudicando o avanço das 
iniciativas de cooperação funcional entre Estados. 
Nota: 10.0 
 A Apenas as afirmativas I e IV 
estão corretas. 
 B Apenas as afirmativas I, III e 
IV estão corretas. 
 C Apenas as afirmativas I e III 
estão corretas. 
 D Apenas as afirmativas I e 
II estão corretas. 
Você acertou! 
As organizações 
internacionais possuem 
diferentes critérios os quais 
dependem de seus objetivos 
políticos. Devido a essa 
diversidade, o papel político 
exercido pelas OIs pode ter 
como alvo diferentes 
temáticas. Por exemplo, as 
organizações podem tratar 
do aspecto de: 1) segurança 
coletiva, seja ela regional ou 
global; 2) da cooperação 
funcional, 3) da integração 
regional e 4) também podem 
ser criadas a partir de uma 
sociedade civil organizada 
(HERZ; HOFFMANN, 2004; 
HAMANN, 2005). Assim, a 
afirmação I está correta, 
uma vez que a ideia basilar 
do sistema de segurança 
coletiva é criar mecanismos 
que agreguem diferentes 
Estados com o intuito de 
evitar, ou mitigar, agressões 
entre os Estados (HERZ; 
HOFFMANN, 2004). Para 
que isso ocorra, deve existir 
uma confiança no 
funcionamento do sistema 
de segurança coletiva e ele 
deve contar com uma 
participação universal, ou 
quase universal, dos 
Estados. Nesse contexto, as 
OIs são instituições 
relevantes e fundamentais. 
A afirmação II está correta 
porque o papel político das 
organizações de integração 
regional, por sua vez, está 
relacionado com a 
intensificação e abrangência 
das relações entre atores de 
uma mesma região, 
podendo resultar na criação 
de novas formas de 
governança institucionais 
(HERZ; HOFFMANN, 2004). 
A afirmação III está 
incorreta porque

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.