A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
7 pág.
PROVA BIOESTATISTICA E EPIDEMIOLOGIA

Pré-visualização | Página 2 de 2

Resposta Selecionada:
	 
Teste de sobrevida ou sobrevivência.
	Resposta Correta:
	 
Teste de sobrevida ou sobrevivência.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: os testes de sobrevida são muito utilizados em bioestatística para estimativa do tempo entre eventos de interesse, sejam eles relacionados a tratamentos, observações, reações adversas, entre outros.
	
	
	
· Pergunta 7
1 em 1 pontos
	
	
	
	Leia o trecho a seguir.
“Ter saneamento básico é um fator essencial para um país poder ser chamado de país desenvolvido. Os serviços de água tratada, coleta e tratamento dos esgotos levam à melhoria da qualidade de vidas das pessoas, sobretudo na saúde infantil com redução da mortalidade infantil, melhorias na educação, na expansão do turismo, na valorização dos imóveis, na renda do trabalhador, na despoluição dos rios e preservação dos recursos hídricos etc.” (TRATA BRASIL, 2020).
TRATA BRASIL. O que é saneamento? Instituto Trata Brasil, São Paulo, 2020.  Disponível em: http://www.tratabrasil.org.br/saneamento/o-que-e-saneamento. Acesso em: 22 dez. 2020.
 
Sobre o saneamento e a vigilância em saúde, assinale a alternativa correta.
 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
O saneamento básico é uma forma de prevenção e controle de doenças da vigilância ambiental, com grande impacto na vigilância sanitária e na qualidade de vida.
	Resposta Correta:
	 
O saneamento básico é uma forma de prevenção e controle de doenças da vigilância ambiental, com grande impacto na vigilância sanitária e na qualidade de vida.
	
	
	
· Pergunta 8
0 em 1 pontos
	
	
	
	Leia o seguinte trecho.
“Os estudos epidemiológicos podem ser primários ou secundários. Dentre os primeiros, arrolamos os seccionais (transversais ou de prevalência) de maior viabilidade de realização, além dos longitudinais (como os que avaliam incidência) e destacamos os que enfocam taxas de morbidade ou mortalidade, e também os de qualidade de vida, de qualidade de atendimento, além dos de análise econômica. Dentre os secundários, mencionamos os advindos de registros regulares, como os da Vigilância Epidemiológica e do DATASUS. Os estudos de intervenção comunitária a serem enfatizados podem ser os relacionados a autocontrole dos pacientes, com base cognitivo-comportamental” (GOMES; LI; NICOLE-CARVALHO, 2005, p. 16).
GOMES, M. da M.; LI, M. L.; NICOLE-CARVALHO, V. Estudos epidemiológicos. J. Epilepsy Clin. Neurophysiol., Porto Alegre, v. 11, n. 4, supl. 1, p. 16-19, dez.  2005.   Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/jecn/v11n4s1/a03v11n4s1.pdf. Acesso em: 18 dez. 2020.  
 
Considerando os tipos de estudos em epidemiologia e seus conhecimentos sobre o assunto, analise as afirmativas, e classifique-as em verdadeiras (V) ou falsas (F).
 
I. ( ) Estudo intervencional, do tipo primário, é pautado no controle da exposição a determinado agente causador de condições de interesse.
II. ( ) Estudos de caso-controle, do tipo primário, são utilizados quando o investigador aplica a condição em determinado grupo de interesse, monitorando os efeitos em tempo real.
III. ( ) Estudos do tipo seccionais em que há uma tendência para análise descritiva, de baixo custo e ampla generalização, são do tipo secundário.
IV. ( ) Estudos ecológicos são aqueles que não limitam as regiões de estudo, considerando todo o ambiente de modo global e atemporal.
V. ( ) Estudos de coorte são do tipo observacional, com seleção do grupo amostral de modo não aleatório e ampla utilização para compreensão de doenças raras.
Agora, assinale a alternativa com a ordem correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
V – F – F – V – V.
	Resposta Correta:
	 
V – F – V– F – V.
	Comentário da resposta:
	Resposta incorreta: os estudos epidemiológicos são desenhados de modo a responder diferentes tipos de questionamentos e disponibilidade de dados amostrais. Nos estudos de caso-controle não há intervenção do investigador durante a exposição, e os estudos ecológicos têm limitação regional, considerando tempo, contexto social e condições do grupamento observado.
	
	
	
· Pergunta 9
1 em 1 pontos
	
	
	
	As hipóteses alternativas se contrapõem à hipótese nula. Assim, enquanto na hipótese nula é esperado uma observação sem efeito, na hipótese alternativa é indicado o efeito esperado. Todavia, a hipótese alternativa pode se apresentar de diferentes formas, dependendo do tipo e objetivo do estudo, sendo classificadas como bilaterais à esquerda, à direita ou unilaterais.
Considere, então, que:
1. Teste unilateral à esquerda
2. Teste unilateral à direita
3. Teste bilateral
Enumere as situações, indicando qual teste (1, 2 ou 3) seria mais indicado como hipótese alternativa nos seguintes estudos.
( ) Análise do efeito de um medicamento para redução da pressão arterial, com H 0 = 140  mmHg.
( ) Estudo sobre suplemento de cálcio em pessoas com osteoporose, com H 0
= 5 mg/dL.
( ) Controle de qualidade da concentração de um composto ativo em determinado ensaio, H 0 = 10 mg/L.
( ) Estudo sobre a eficácia de vacinação, considerando a concentração inicial de anticorpos como H 0 = 0 U/mL.
( ) Análise de lote medicamentoso, considerando uma concentração específica de dose segura, com H 0 = 50 mg/100mg.
 
Agora, assinale a alternativa que indica a sequência correta.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
1 – 2 – 3 – 2 – 3.
	Resposta Correta:
	 
1 – 2 – 3 – 2 – 3.
	Comentário da resposta:
	Resposta correta: estudos em que o objetivo é observar um aumento, usualmente se utiliza testes unilaterais esquerdos, pois espera-se que H 1
> H 0; já em estudos com um valor específico a ser atingido, como em controle de qualidade, o valor simplesmente não pode ser diferente aquele, portanto H 1  ≠ H 0; já em estudos visando à redução de algum fator, espera-se que H 1 < H 0, indicando um teste unilateral direito.
	
	
	
· Pergunta 10
1 em 1 pontos
	
	
	
	Considere a seguinte situação.
 Joana é uma paciente que adquiriu doença respiratória grave e precisou ser ligada a um respirador pulmonar mecânico. Ela ali permaneceu por muitas semanas e por conta da alta demanda de pacientes no local, e o número reduzido de profissionais de saúde, não foi possível movimentá-la com a frequência necessária. Assim, Joana acabou desenvolvendo graves úlceras de pressão, um risco inerente ao prolongamento de internações hospitalares.
Considerando a situação apresentada, responda: a qual risco Joana foi exposta?
 
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	 
Risco iatrogênico.
	Resposta Correta:
	 
Risco iatrogênico.