Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
DIENCÉFALO

Pré-visualização | Página 1 de 1

ANATOMIA DO DIENCÉFALO 
Anatomia das estruturas do diencéfalo (tálamo, hipotálamo, subtálamo e epitálamo). 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
 
DEFINIÇÃO: Região central, acima do tronco encefálico 
e encoberto pelo telencéfalo. 
RELAÇÕES ANATÔMICAS 
3º ventrículo: Maior relação anatômica, o diencéfalo 
forma as paredes do terceiro ventrículo. 
ESTRUTURAS DO DIENCÉFALO 
*Sulco hipotalâmico: Leve depressão abaixo do 
tálamo, é uma estrutura importante para 
identificar macroscopicamente as estruturas. 
• Tálamo: Acima do sulco hipotalâmico 
• Hipotálamo: Abaixo do sulco hipotalâmico. 
• Subtálamo: Abaixo do tálamo e posterior ao 
hipotálamo, possui um núcleo importante 
relacionada a uma motricidade involuntária. 
• Epitálamo: Localizado acima do teto do mesencé-
falo, é onde se localiza a glândula pineal. 
 
HIPOTÁLAMO 
ESTRUTURAS 
• Quiasma óptico: Local onde há o cruzamento das 
fibras provenientes das vias visuais das retinas 
nasais. 
• Infundíbulo: Haste de sustentação que dá a ligação 
entre a hipófise e o hipotálamo, é a região por 
onde transitam o eixo hipotálamo-hipófise. 
• Corpos mamilares: Localizado na região infero-
posterior do hipotálamo, atuam em funções 
motoras, vias de passagem do trato óptico. 
 
NÚCLEOS HIPOTALÂMICOS 
• Funções principais: Controle de funções viscerais 
do nosso corpo, modulando questões específicas e 
somáticas (procurar um canto quente no frio), 
além de função endócrina (relação c/ a hipófise). 
• N. Preóptico: Acima um pouco do quiasma, 
controla a temperatura, sudorese e cansaço. 
• N. Supraquiasmático: Abaixo do núcleo pré-óptico 
e tem função importante no ritmo circadiano. 
• N. Supraótico: Junto com o paraventricular, atua 
na regulação da ocitocina e ADH. 
• N. Hipotalâmico Anterior: Funções iguais ao do 
núcleo pré-óptico, atua em conjunto. 
• N. Paraventricular: Relação com a ocitocina e ADH. 
• N. Dorsomedial: Estimulação gastrointestinal. 
• N. Ventromedial: Centro da saciedade. 
• N. Arqueado 
• N. Hipotalâmico Posterior: Controle pressórico, 
tremores, midríase. 
 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
DIVISÃO FUNCIONAL 
• Periventricular: Controla a liberação de hormônios 
da adenohipófise 
• Intermediária: Medial, regula o SN autônomo, 
liberação de hormônios da neurohipófise e ritmo 
circadiano. 
• Lateral: Controla as emoções, tem íntima relação 
com o sistema límpico, regulação da alimentação e 
do ciclo sono-vigília. 
 
HORMÔNIOS E FATORES HIPOTALÂMICOS 
 
FUNÇÕES DO HIPOTÁLAMO 
• Regulação da Adenohipófise 
• Regulação da diurese 
• Regulação do fluxo de leite materno e contrações 
• Regulação da temperatura 
• Controle do SNA 
• Regulação da fome, sede e emoções. 
TÁLAMO 
• Sulco Hipotalâmico: Pequena depressão que 
divide tálamo de hipotálamo, apesar do nome, 
pertence ao tálamo. 
• Aderência Intertalâmica: Comissura que comunica 
as porções esquerda e direita do tálamo. 
• Estria Medular do Tálamo: Elevação de fibras que 
convergem para a comissura das apênulas, parece 
uma cobrinha na vista 
• Pleno Coróide do 3º Ventrículo: Aglomerado de 
células ependimárias, responsáveis. 
• Pulvinar do Tálamo: Porção ovóide, arredondada, 
dilatada posteriormente na região do tálamo. 
 
VISTA DO TÁLAMO EM CORTE AXIAL 
 
VISTA DO TÁLAMO EM CORTE CORONAL 
 
PULVINAR DO TÁLAMO 
LÂMINA MEDULAR 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
REGIÕES DO TÁLAMO 
• Região Anterior do Tálamo: Em amarelo, bem 
anterior. 
• Lâmina medular interna: Fibras de axônios que 
divide o tálamo nas regiões medial (azul) e lateral. 
• Região Medial/ Tálamo Medial 
• Região Lateral 
• Região Posterior: Pulvinar do tálamo. 
 
NÚCLEOS DO TÁLAMO 
GRUPO ANTERIOR 
• Núcleo Anterior: Envolvida com a memória! 
GRUPO MEDIAL 
• Núcleo Dorsomedial: Um pouco mais lateral, 
envolvidos com o sistema SARA (Sistema Ativador 
Reticular Ascendente) 
• Núcleo Mediano: Sob a linha mediada do corpo, 
relação íntima com o hipotálamo. 
LINHA MEDULAR INTERNA → Núcleos Intralaminares: 
Junto com o n. dorsomedial, envolvidos com o sistema 
SARA. 
GRUPO LATERAL → DORSAL E VENTRAL 
GRUPO LATERAL DORSAL 
• Núcleo Lateral Dorsal 
• Núcleo Lateral Posterior 
• Núcleo Pulvinar 
GRUPO LATERAL VENTRAL 
• Núcleo Ventral Lateral: Relação com o cerebelo na 
coordenação e tônus dos movimentos. 
• Núcleo Ventral Anterior: Relação com a motrici-
dade. 
• Núcleo Ventral Pósterolateral (VPL) e Núcleo 
Ventral Pósteriomedial (VPM): São os mais 
importantes, relacionados com o controle e via 
sensitiva do nosso corpo. 
 
*Alguns autores consideram o corpo geniculado como 
parte do tálamo, por isso podem haver outros núcleos 
como o núcleo geniculado lateral e medial. 
CORPOS GENICULADOS 
• Corpo geniculado medial: Relacionado com o 
colículo inferior, tem íntima relação com a visão. 
• Corpo geniculado lateral: Relacionado com o 
colículo superior, também com relação visual. 
 
FUNÇÕES DO TÁLAMO 
• Comportamento emocional: Núcleos anteriores, 
recebe impulsos do hipotálamo e emite para o giro 
do cíngulo. 
• Sensitiva: Núcleos ventrais posteriores (NVPL e 
NVPM), corpo geniculado medial e núcleo pulvinar. 
O tálamo é o grande salão que comunica as vias 
sensitivas, com exceção da sensação olfatória. 
 
V I N I C I U S D A S I L V A S A N T O S - M E D I C I N A - U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D E P E R N A M B U C O 
• Controle da motricidade: Núcleos ventrais 
anterior e lateral, fibras do cerebelo. 
• Ativação do córtex cerebral: SARA, núcleos de 
projeção difusa. Controla a atenção. 
EPITÁLAMO: 
• Glândula Pineal: Muito importante na produção da 
melatonina, responsável pelo controle do ciclo 
sono- vigília junto com o núcleo supraquiasmático. 
• Comissura Posterior: Comunicação posterior entre 
os hemisférios via epitálamo. 
• Comissura das Habênulas: Comunicação entre os 
hemisférios via epitálamo 
 
SUBTÁLAMO: 
• Núcleo Subtalâmico: Estrutura interna, relaciona-
do com funções motoras involuntárias.