A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
RESUMO SISTEMA GENITAL MASCULINO

Pré-visualização | Página 1 de 1

SISTEMA GENITAL MASCULINO: componentes envolvidos na gametogênese e comportamento 
sexual, essencial para a reprodução. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
• Escroto: bolsa cutânea, que pende da raiz do 
pênis, composto duas camas: pele e fáscia 
superficial. O escroto permite que os 
testículos fiquem posicionados fora do corpo. 
A sua principal função é manter uma 
temperatura adequada para os testículos 
produzirem espermatozoides, isto é possível 
devido à ação conjunta de dois músculos: o 
músculo dartos do escroto, que regula a área 
de superfície do escroto através da contração 
e enrugamento da pele, e o músculo 
cremaster, cuja contração puxa os testículos 
para mais perto do corpo quando a temperatura externa é baixa. O suprimento sanguíneo do escroto 
provém dos ramos escrotais das artérias pudendas internas e externas. Quanto à inervação, os ramos 
do plexo sacral suprem a parte anterior do 
escroto, enquanto o plexo lombar inerva sua 
região posterior. 
• Testículos: par de orgãos ovalados, que ficam 
protegidos pelo escroto; são responsaveis pela 
produção de espermatozoides e liberação do 
hormonio testosterona. Os testículos 
compreendem uma rede intrincada de túbulos e 
células secretoras dispersas. Os primeiros são os 
túbulos seminíferos e a rede testicular, e os 
últimos são as células de Leydig e de Sertoli. Cada 
um deles desempenha um papel vital na espermatogênese. Os 
espermatozoides saem dos testículos através do epidídimo e 
sua continuação, o ducto deferente (canal deferente). O ducto 
deferente deixa o escroto pelo funículo espermático. Os 
testículos e os epidídimos são irrigados pelas artérias 
testiculares. A drenagem venosa é realizada pelo plexo 
pampiniforme e pelas veias testiculares. Eles são inervados 
pelo plexo testicular autonômico. 
• Epidídimo: está localizado na superfície posterior do testículo. 
É constituído por uma série de ductos e a sua principal função 
é o armazenamento e a maturação dos espermatozóides. O 
epidídimo é dividido em três partes: a cabeça, que está 
conectada aos ductos eferentes dos testículos, o corpo e a 
cauda. A cauda do epidídimo continua distalmente como o 
ducto deferente. 
• Pênis: órgão copulatório da genitália externa masculina. Sua 
função é fornecer uma via de saída para a urina e o fluido 
seminal, uma vez que comporta a uretra. O pênis é dividido em 
três partes: raiz, corpo e glande. A raiz é encontrada na bolsa perineal superficial, fixando o pênis ao 
períneo. O corpo do pênis é constituído por três 
tecidos eréteis: um único corpo esponjoso e um 
par de corpos cavernosos. Esses três corpos 
eréteis são protegidos por três camadas de 
fáscia: túnica albugínea, fáscia profunda do pênis 
(fáscia de Buck) e fáscia superficial do pênis. 
A glande é a porção mais distal do corpo 
esponjoso. Uma duplicidade de pele chamada de 
prepúcio envolve a glande e a protege. A ponta 
da glande não é envolvida pelo prepúcio e 
apresenta o orifício externo da uretra. 
• Hormônios masculinos: