A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
RESUMO ANATOMIA DO TÓRAX

Pré-visualização | Página 2 de 2

pelo lado esquerdo da coluna vertebral, até a nona vértebra torácica, passa pela face anterior coluna vertebral, atrás da aorta, do esôfago e do ducto torácico, para desembocar na veia ázigo. Recebe as últimas quatro ou cinco veias intercostais, a veia subcostal do lado esquerdo e algumas veias esofágicas e mediastinais.
A veia hemiázigos acessória drena a parte superior do hemi-toráx esquerdo. Ela desce pelo lado esquerdo da coluna vertebral e recebe as veias dos três ou quatro espaços intercostais superiores. Ela, ou atravessa a face anterior do corpo da oitava vértebra torácica para unir-se à veia ázigo ou drena para hemiázigo como se fosse uma continuação dela.
· As Articulações das Costelas
As articulações das costelas com coluna vertebral com se faz em dois pontos: um que une o corpo das vértebras torácicas à cabeça das costelas e outro entre o processo transverso das vértebras torácicas e o tubérculo das costelas. Os movimentos dessas articulações produzem durante a inspiração o aumento do diâmetro do tórax e sua diminuição durante a expiração.
· Articulação Costovertebral
· Articulação da cabeça das costelas
É uma articulação sinovial plana que se faz entre cabeça de uma costela típica com as fóveas costais das margens contíguas das vértebras torácicas e seus discos intervertebrais.
A segunda costela se articula com a primeira e com a segunda vértebra torácica, a terceira costela se articula com a segunda e com terceira vértebra torácica e assim sucessivamente.
As exceções se encontram na primeira, décima, décima primeira e décima segunda costela. Elas se articulam, cada uma, com uma única vértebra de mesmo número.
Os ligamentos presentes nessas articulações são:
· Ligamento radiado: Envolve a cápsula articular e une a cabeça da costela aos corpos vertebrais e ao disco intervertebral.
· Ligamento intra-articular: situa-se no interior da articulação e a divide em duas cavidades sinoviais.
 
· Articulação Costotranversária
É a articulação entre o tubérculo da costela e a fóvea costal do processo transverso de sua própria vértebra torácica. Está articulação está ausente nas costelas flutuantes. Os ligamentos são:
· Ligamento costotranversário superior: é uma faixa que une a crista do colo da costela ao processo transverso superior a ela.
· Ligamento costotransversário posterior: insere-se no colo da costela e na base do processo transverso e no processo articular inferior da vértebra acima.
· Ligamento do colo da costela: une o colo da costela ao processo transverso da vértebra torácica com que se articula.
· Ligamento do tubérculo da costela: é curto e muito resistente. Estende-se do ápice do processo transverso de sua vértebra até o seu tubérculo.
· Articulações Costocondrais
São as articulações entre as costelas e suas cartilagens costais. Mais precisamente entre a extremidade lateral de cadacartilagem costal e a depressão na extremidade esternal do osso costal, as duas são mantidas unidas pelo periósteo, caracterizando uma anfiartrose do tipo sincondrose.
· Articulações Intercondrais
São as articulações que ocorrem entre as cartilagens costais. Presente entre as margens adjacentes da sexta cartilagem e sétima, sétima e oitava e oitava e nona.
São articulações sinovias (diartroses) planas, possuem cavidade sinovial envolvida por cápsula articular reforçada lateralmente pelos ligamentos intercondrais. A articulação entre a nona costela e a décima é fibrosa.
· Articulações do Esterno
· Articulação manúbrioesternal
O manúbrio e o corpo do esterno situam-se em planos ligeiramente diferentes, portanto, quando se articulam formam um ângulo denominado ângulo do esterno ou ângulo de Louis. É uma anfiartrose do tipo sínfise, pois possui fibrocatilagem unindo os dois ossos.
· Articulação xifoesternal
Entre o processo xifóide e o corpo do esterno, é uma articulação cartilagínea que está normalmente ossificada por volta dos cinqüenta anos de idade.
· Articulações esternocostais
As articulações das cartilagens costais com o esterno são sinoviais (diartroses) planas, apresentando todas as características de uma articulação sinovial com uma exceção: a cartilagem da primeira costela está diretamente unida ao esterno e se trata de uma sincondrose.
Os ligamentos presentes nessas articulações são:
· Ligamentos esternocostais radiados: se irradiam das faces anteriores e posteriores da extremidade esternal das cartilagens costais para o esterno.
· Ligamento esternocostal intra-articular: está presente apenas entre a segunda cartilagem costal e o esterno, unindo-a a fibrocartilagem presente na articulação manúbrioesternal.
· Ligamento costoxifoideo: une a face anterior e posterior da sétima cartilagem costal, ocasionalmente a sexta também, às respectivas faces do processo xifoide.
2