A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Arquitetura e cidade - Habitação

Pré-visualização | Página 1 de 1

HABITAÇÃO
 -Transformações politicas, sociais e econômicas 
-higiene
-crescimento populacional sem haver uma estrutura 
- Industrialização 
- A questão da habitação veio a tona- Como
organizar as cidades ? Será que é possível fazer
isso pra todo mundo ? com isso ocorre a produção
em escala industrial de moradia
- Vilas operárias - reprodução de padrões de
dominação - o industrial constroem a moradia para
seus trabalhadores 
ARQUITETURA E CIDADE
Modernismo - movimento moderno/ artistico
Modernização - tornar algo novo 
Modernidade - período da historia
Moderno - adjetivo
No Brasil : também ocorre o fenômeno da
urbanização (1920) a construção das cidades
começa a se emoldurar - a historia da habitação
do Brasil divide-se em períodos
Período Rentista: fim do seculo XIX até 1930
- Déficit habitacional 
-Construção de casas populares para inciativas
privadas 
- Casas de aluguel (rentismo) 
- As terras onde eram construídas as vilas
operárias tinham um Dono - hierarquia social
- Industriais produzindo cidades 
- Ex: Vila Maria Velha / Brás / Moca - possuem uma
relação muito forte com as industrias têxteis que
foram implantadas ali, períodos antes. 
Dá qualidade de vida aos trabalhadores, porem
ao mesmo tempo ocorre um controle do dono
sobre o trabalhador
Periodo Populista - 1930 a 1964
-Período pós crise de 1929 - queda da bolsa de
valores 
-Leis trabalhistas (salários, FGTS , aposentadoria)
-Habitação como direito 
-Direito a moradia 
- Estado assume a responsabilidade pelo
trabalhador - populismo - sem os trabalhadores
outros setores tendem a ruir 
- Investimento no setor da construção,
contornando a crise da bolsa de NY
- Fundação da casa popular (1946) 
- Identidade nacional - pais novo, em
desenvolvimento, moderno, que é "pra frente"
- Ex: Conjunto habitacional Várzea do Carmo (1938-
1942)
-Urbanização começa a dialogar com o restante da
cidade - implantação de equipamentos publicos
Ditadura Militar e o BNH 1964 - 
-Contenção da imagem de governo comunista 
- Perseguições de movimentos populares 
- Aumento da desigualdade social 
-Baixa produção de moradia - incapacibilidade de
superar o deficit habitacional 
- 1986 : Fim do BHN inadimplencia. desvios,
corrupção e crise economica 
Ex: Conjunto habitacional zezinho Magalhaes
Prado - projetado por Villanova Artigas 
-Criação do Banco Nacional de habitação:
arredaca os recursos e repassa para agencias
privadas que vao contruir/distribuir/controlar as
cedulas de moradia 
-Cecaps : estado de Sp - caixa estadual de
casas para o povo
Inicio do século XX
- População não tinha dinheiro pra comprar sua
própria casa 
- Mobilizações sociais 
- Associações de bairros 
- Reinvindicação por melhorias na infraestrutura
urbana 
- auto gestão - os próprios moradores são os
construtores - financiam um terreno, e a partir
disso, esse grupo de assalariados constroem sua
propria moradia
- Sociedade desigual 
- Ex: Conjunto habitacional Rio das Pedras (SP
1991 -2003) projetado por Vigliecca
Era Lula - 2002Mutirões 1980 - 2000
- Criação do Ministério das cidades 
- Estatuto das cidades 
- Programa Minha Casa Minha Vida 
- Caixa Econômica Federal - órgão financiador 
- Retomada do repasse para o setor privado 
- É garantido ao trabalhador o acesso a
moradia, a todos os trabalhadores, e não
somente a uma parcela da população 
- Padronização de projetos 
- Afastados da realidade urbana - periferização
- Terrenos do Minhas Casa Minha Vida são
adquiridos por um valor baixo - em bairros
afastados do centro - deslocamento caro. 
HABITAÇÃO
ARQUITETURA E CIDADE
DIREITO À MORADIA = DIREITO A CIDADE

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.