A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Prova do 8º módulo de Psicanálise Clínica

Pré-visualização | Página 1 de 1

Prova do 8º módulo de Psicanálise
1. Assinale a afirmação incorreta sobre os sonhos, na visão da Psicanálise:
 a) Os sonhos são cargas emocionais armazenadas no inconsciente, que projetam imagens e sons, podemos através deles chegar à raiz das emoções que geraram essa imagem ou som. Sendo estudados corretamente podem se descrever, ou melhor, conhecer o momento psicológico do indivíduo.
X b) A simbologia dos sonhos só está dada pelo contato que o criador do sonho teve com o objeto, nunca pelo caráter, ou seja, a forma com que ele lida sentimentalmente com esse objeto em sua vida.
 c) O sonho seria uma espécie de "fotografia" do inconsciente. Por isso, o sonho demonstra aspectos da vida emocional. Nos sonhos, sua linguagem são o que Freud denomina símbolos: um fator manifesto (sonhado) significa uma outra coisa (inconsciente). Temos que reconhecer o que os símbolos representam em um determinado sonho.
d) De acordo com Freud o que a pessoa sente quanto a esse objeto ou essa situação é fundamental para a interpretação de sonho."Os sonhos são a estrada real para o conhecimento da mente". Portanto as terapias psicanalíticas usam interpretação dos sonhos como um recurso para "elaborar".
2. Assinale a informação incorreta sobre o método freudiano de interpretar sonhos:
a) Além do conteúdo manifesto do sonho – o que contamos sobre o que acabamos de sonhar – Freud também leva em conta as associações do próprio sonhador, algo inovador.
 b) Há dois elementos na abordagem freudiana: o conteúdo manifesto (o que o sonhador conta, a narrativa do sonho tal qual o sonho é lembrado ao acordar ou nos dias seguintes) e o conteúdo latente (que é o significado do sonho, depois de analisado).
Xc) Para chegar ao conteúdo latente, o analista deve desconsiderar as associações individuais do sonhador de cada parte do que sonhou. O primeiro passo no emprego desse método é que devemos recusar as afirmações elaboradas ou espontâneas trazidas pelo paciente.
d) Quando se colocar diante do paciente o sonho fracionado, ele nos dará uma série de associações para cada fração, que poderiam ser descritas como os “pensamentos de fundo” dessa parte específica do sonho. Freud considerava que cada elemento do sonho deve ser separado dos demais e para cada elemento devemos buscar as associações individuais para os elementos, para as partes do sonho.
3. Sobre a pulsão de morte, assinale a afirmação incorreta:
a) Há na psicanálise a polaridade pulsão do eu X pulsão sexual e, posteriormente, a polaridade pulsão de vida X pulsão de morte. No começo, Freud acreditava que o inconsciente era puro desejo, ia em busca do prazer no desejo – o famoso princípio do prazer. Este prazer era frequentemente contrário ao eu. Freud relacionava o princípio do prazer à sexualidade, que englobava os fênomenos da transferência (em que o paciente crê no analista), o apaixonar-se, os conflitos amorosos etc.
 b) Na primeira fase freudiana, contra a pulsão sexual havia a pulsão do eu ou pulsão de autoconservação. Enquanto a pulsão sexual impeliria o sujeito a se reproduzir, a pulsão de autoconservação impeliria o sujeito a se proteger, a se defender, a manter a própria vida. Portanto, o princípio do prazer expresso pela pulsão sexual se contrapõe à pulsão de autoconservação, à pulsão do eu (isto é, preservação do ego).
X c) O inconsciente era representado pelo princípio do prazer. Depois, Freud entendeu que o princípio do prazer não era único, não representava o todo da dinâmica do inconsciente. Havia a pulsão de morte, que residia no consciente, enquanto a pulsão de vida também era exclusivamente consciente.
d) Mesmo o inconsciente não sendo lógico, racional, previsível, seria de se esperar que alguém só buscasse o prazer e algo benéfico para si. Mas, o que explicariam os vícios, as paixões violentas e outros aparentes desprazeres? O inconsciente buscaria apenas o prazer, apenas o que lhe desse satisfação. Há aí um mais além do princípio do prazer, um "gozo", para a psicanálise de Lacan, um desprazer que, mesmo sendo desprazer, satisfaz. É uma paradoxo, mas é o paradoxo do gozo.
4. Sobre o fato de "o sonho ser uma realização do desejo", é incorreto dizer que:
a) Freud considera que os sonhos podem ser considerados como realização de desejo. O sonho manifesto é o sonho tal qual é relatado da primeira vez. Pode ocorrer que o sonho manifesto não aponte de imediato o desejo que lhe corresponde no chamado sonho latente, mas sempre haveria um desejo oculto.
b) Para Freud, sonhos de crianças são pura realização desejos. Não levantam problemas a ser solucionados, mas são de inestimável importância para provar que, em sua natureza essencial, os sonhos representam realizações de desejos. Freud descreve inclusive alguns sonhos de seus próprios filhos.
X c) As crianças como regra apresentam sonhos mais simples. Já os adultos não costumam apresentar sonhos infantis, com exceção dos neuróticos. Isso porque os sonhos adultos têm mais elementos reprimidos a serem elaborados.
d) Um método de interpretação é sublinhe as palavras mais importantes do sonho, aquelas que resumem o texto, para depois analisar cada elemento separadamente. Relacione os elementos entre si e conte novamente o sonho, buscando os elementos latentes (ocultos).
5. Assinale a incorreta:
a) O processo psíquico de elaboração do sonho, a partir dos impulsos reprimidos do id, cria o disfarce e a distorção que formam a fantasia em que se mostra o sonho manifesto.
b) Há processos envolvidos na elaboração do sonho; cada um desses processos atua na formação do disfarce do conteúdo latente, até torná-lo irreconhecível na forma do sonho manifesto.
X c) A elaboração do sonho é necessária para que o sonho possa passar pela censura (os mecanismos de censura da parte inconsciente do ego). Este processo de deformação do conteúdo latente, ou de elaboração, compreende vários mecanismos, dentre os quais não há dramatização ou contradições.
d) Na vasta maioria dos casos, o sonho manifesto é uma versão altamente condensada dos pensamentos, sensações e desejos que compõem o conteúdo latente do sonho. Várias pessoas ou elementos do conteúdo latente costumam aparecer no conteúdo manifesto como uma única pessoa, mas com as características condensadas de cada uma delas. Um personagem pode reunir traços físicos de várias pessoas "reais".

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.