A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Segundo Reinado(1840-1889)

Pré-visualização | Página 1 de 1

Segundo Reinado(1840-1889)
O jovem Imperador D. Pedro II foi coroado em 1840 aos
14 anos. 
 Surge necessidade de criar uma identidade nacional
para ser ter unidade territorial. 
 Parlamentarismo às avessas: Alternava entre a chefia do
executivo os partidos conservador e liberal.( tinha como
finalidade a estabilidade política).
Produção do café foi responsável por parte das riquezas
do final do século XIX no Brasil. Era parte do contexto da
Revolução Industrial. 
 Migração de escravos para a região sudeste. 
 Barão de Mauá: Um dos grandes fomentadores do
processo de industrialização brasileira.
Lei Bill Aberden (1845):Aprovada pela Inglaterra, esta lei
criminalizava o tráfico de escravos no Oceano Atlântico,
e declarava que qualquer navio abordado realizando
esta ação seria apreendido e a tripulação julgada por
pirataria.
Lei Eusébio de Queirós (1850) : Escrita pelo então ministro
da justiça, esta lei proibia a entrada de escravos no Brasil.
A partir dessa lei iniciou-se uma crise na mão de obra
agrária, então cria-se incentivos a imigrantes.
Lei de Terras(1850): as terras só poderiam ser adquiridas
por meio de compra.
Questões Platinas: O Brasil interveio inúmeras vezes na
Bacia do Prata no decorrer do século XIX. Nesse
momento do Segundo Reinado houve a intervenção a
posse de Manuel Oribe, desencadeando a Guerra do
Prata. E posteriormente houve a Guerra do Uruguai,
onde o Brasil mais uma vez interveio e, apoiando a
oposição, derrubou o governador eleito do Uruguai
Atanasio Aguirre, colocando Venancio Flores em seu
lugar. Esses conflitos foram as sementes do que viria ser a
Guerra do Paraguai nos anos seguintes.
Declínio: O fim da monarquia no Brasil foi resultado do
desgaste dessa forma de governo com os interesses da elite
política e econômica do país. Sua queda ocorreu por meio de
seu rompimento com três importantes grupos do país: a Igreja
(fator menos relevante), o Exército e a elite escravocrata. O
grupo que teve maior envolvimento com esse fim foi o Exército.
Insatisfeito com a monarquia desde o fim da Guerra do
Paraguai, os militares começaram a conspirar contra ela. Assim,
em 15 de novembro de 1889, o marechal Deodoro da Fonseca,
liderando tropas militares, destituiu o Gabinete Ministerial, e, no
decorrer desse dia, José do Patrocínio proclamou a República
no Brasil.
 
 
https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/dia-da-proclamacao-da-republica.htm