A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
Análise Fusion - Resultados 2T20

Pré-visualização | Página 3 de 7

operacional houve também o efeito extraordinário do impairment de R$3,4 
milhões com a paralização por tempo indeterminado da operação de Mauá. Apesar dos R$10,5 milhões reportados 
pela venda de um terreno, o EBITDA foi negativo em R$22,4 milhões. 
 
Houve prejuízo líquido de R$82,8 milhões com impactos negativos relevantes no resultado financeiro de: R$39,4 
milhões com o pagamento de juros sobre empréstimos em Dólar e de R$16,6 milhões de resultado nas operações 
de hedge com o zero-cost colar. 
 
Apesar da preocupação quanto à evolução da demanda, a sinalização da companhia de retomada do EBITDA ao 
terreno positivo nas operações em junho e retomada a patamares pré-pandemia em julho reduz as incertezas. Com 
a volta da demanda a nível saudável, a Tupy deverá mostrar o resultado de seus esforços para aumento incremental 
de margens e geração de caixa através do aumento de usinados e CGI no mix e desenvolvimento do global sourcing 
de insumos. No cenário futuro a expectativa recai sobre a conclusão da aquisição da Teksid e consolidação da 
companhia como um dos principais players mundiais em processos de fundição. Mantemos recomendação de 
compra. 
 
No médio prazo e desconsiderada a aquisição da Teksid, a mudança do mix com o aumento dos produtos e serviços 
de maior valor agregado deverá contribuir para a estabilização do top line, apesar da tendência de menores volumes. 
A perspectiva é de evolução na participação para valor entre 30% e 35% de usinados e aproximadamente 30% de 
CGI. Nos próximos meses a margem bruta deverá seguir apresentando ganhos incrementais devido à implementação 
do plano de ação para adaptação rápida às oscilações de demanda (Anéis de Defesa). A estratégia é baseada em: (i) 
realocação da produção entre linhas (México-Brasil), (ii) readequação da jornada com redução de horas extras e não 
reposição de turnover e (iii) redução de custos fixos em todas as áreas. No entanto, a retração de volumes nos 
principais mercados segue como um ponto de atenção, especialmente em momento de redução das perspectivas 
para a atividade econômica mundial. 
 
Após a captação no primeiro trimestre para constituir reserva de segurança e atravessar esse momento de maior 
incerteza não houve movimentação relevante ao longo do 2T20. O indicador Dívida líquida/EBITDA ajustado passou 
para 2,65x (vs. 1,70x ao final de março) devido à redução do EBITDA UDM e aumento de 12% t/t no endividamento 
Este relatório tem distribuição permitida para os clientes de BR ADVISORS elevenfinancial.com
 
ELEVEN FINANCIAL RESEARCH | 13-AGO-20 
 
8 
13-ago-20 
líquido com a redução da posição de caixa e ajuste das linhas de crédito em Dólar. Com 71% dos valores a vencer a 
partir de 2024 e as linhas de financiamento para a conclusão da compra da Teksid contratadas e com as condições 
travadas em dezembro de 2019, o perfil do endividamento da Tupy a coloca em posição favorável de solvência. 
 
Visão Fusion: Com indicadores técnicos enfraquecidos no curto/médio prazo, papel desce para testar sua média 
móvel exponencial de 200 períodos (MME200) nos 17,06, que serve como forte ponto de suporte. A confirmação da 
perda deste patamar no semanal poderia comprometer o movimento de alta recente e acelerar a queda do ativo. Já 
conseguindo se sustentar acima dos 17,06 e apresentando melhora dos indicadores, ativo poderia voltar a ficar no 
nosso radar, de olho no rompimento dos 20,30. Enquanto a sinalização no gráfico de melhora dos indicadores 
gráficos e suporte confirmado na sua MME200, achamos melhor ficar de fora do ativo, destoando da visão apresenta 
pelos fundamentos. 
 
 
 
 
Locaweb (LWSA3) 
 
 
 
 
 
 
Highlights: Locaweb apresentou um forte resultado se beneficiando da tendência de digitalização da economia. A 
receita líquida no período cresceu 24,8% atingindo R$ 117,3 milhões, com destaque para o avanço importante do 
GMV do Commerce (+ 105,2% a/a). O EBITDA da companhia também apresentou crescimento expressivo de 23,8%, 
chegando a R$ 32 milhões. Gostamos bastante dos resultados apresentados e seguimos construtivos com a tese de 
LWSA. 
 
muito fusion pouco fusion não fusion Resultado: ligeiramente acima do esperado 
 
Este relatório tem distribuição permitida para os clientes de BR ADVISORS elevenfinancial.com
 
ELEVEN FINANCIAL RESEARCH | 13-AGO-20 
 
9 
13-ago-20 
Resultado: A evolução de 24,8% na receita líquida da Locaweb no trimestre foi impulsionada (i) por forte crescimento 
de 69,5%no Commerce, mesmo com base significativa de comparação (+ 50,4% no 2T19), chegando a R$ 32,7 milhões 
em razão do alto crescimento da base de clientes (+274% de adição de novas lojas), assim como do GMV que 
expandiu 105,2% a/a e (ii) pelo crescimento de 13,2% na receita líquida no segmento BeOnline /SaaS impulsionado 
pela adição de novos produtos ao longo do primeiro semestre que vem ganhando tração, com destaque para 
Hospedagem VPS e Hospedagem WordPress que cresceram 3 dígitos mês a mês desde maio. É importante mencionar 
que o churn no período se manteve bastante similar ao do 2T19 e que os níveis de inadimplência também seguem 
sob controle sem indicar necessidade de aumento na PDD. 
 
A margem bruta, por sua vez, apresentou maior expansão, chegando a 40,8% (+ 1,3 p.p. vs. 2T19), com lucro bruto 
de R$ 47,8 milhões (+ 28,8% a/a) decorrente principalmente de uma maior alavancagem operacional, fortemente 
beneficiada pelo crescimento do Commerce no período que viu a margem bruta da divisão expandir 4,5 p.p. 
chegando a 70,7%. A expansão da margem bruta consolidada só não foi maior pois os custos da KingHost ainda estão 
em fase de captura de sinergias e, assim como no 1T20, o câmbio pressionou um pouco nos custos de licenças que 
são dolarizados, dado o descasamento temporal de repasses para os clientes. 
 
O EBITDA ajustado da Locaweb apresentou evolução de 23,8%, chegando a R$ 32 milhões com uma margem EBITDA 
ajustada de 27,3% e leve pressão de 0,2 pp a/a, explicada principalmente pela maior estrutura corporativa da 
companhia em decorrência do IPO e de despesas relacionadas ao PPA das empresas adquiridas (Delivery Direto e 
King Host). Percebemos uma nítida evolução na margem EBITDA em comparação com o 1T20, que foi de 3,2 p.p., 
indicando uma reversão das pressões de margens na medida em que as receitas da Companhia mantêm o forte ritmo 
de crescimento. 
 
Por fim, o lucro líquido ajustado da companhia mais do que dobrou na comparação a/a somando R$ 12 milhões, 
auxiliado principalmente pela desalavancagem financeira pós-IPO, que propiciou redução de 30,6% nas despesas 
financeiras. 
 
No release, além de destacar a forma como a atual tendência de digitalização do varejo vem permitindo à Locaweb 
acelerar sua trajetória de crescimento, a companhia reforça que segue bastante ativa em seu pipeline de M&As e 
que deve trazer novidades em breve. Esta afirmação está em linha com nossa visão para o papel, que além de atrelar 
um Growth Case ao crescimento de rentabilidade, traz também um importante componente de M&A que, uma vez 
concretizado, deve destravar um valor significativo para a empresa que ainda não está precificado. Gostamos 
bastante dos resultados apresentados e reiteramos nossa recomendação de compra. 
 
Visão Fusion: Considerando que o ativo apresenta base histórica de preço recente, optamos por analisar o ativo sob 
a ótica do gráfico diário. Papel considerado muito fusion, com clara tendência de alta, topos e fundos ascendentes, 
inclinação de 45º e indicadores técnicos bem fortes. Passado o sell-off, notamos uma recuperação muito forte do 
ativo, tendo performance relativa muito superior ao índice Ibovespa. Reforçamos a recomendação de compra 
apresentada pelos fundamentos, com possibilidade de novos posicionamentos de médio e longo prazo nos níveis 
atuais de preço. 
 
Este relatório tem distribuição permitida para os clientes de BR ADVISORS elevenfinancial.com

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.