A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
62 pág.
TCC - WILSON - EDITAR

Pré-visualização | Página 1 de 10

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS CAMPUS CERES
BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO
WILSON RIBEIRO DA SILVA JUNIOR
POPULARIZAÇÃO DA BITCOIN NO BRASIL: ANÁLISE PERCEPTIVA SOBRE BITCOIN E SEU USO COMO SOLUÇÃO PARA PROTEÇÃO DE DADOS FINANCEIROS
CERES – 2020
WILSON RIBEIRO DA SILVA JUNIOR
POPULARIZAÇÃO DA BITCOIN NO BRASIL: ANÁLISE PERCEPTIVA SOBRE BITCOIN E SEU USO COMO SOLUÇÃO PARA PROTEÇÃO DE DADOS SENSÍVEIS FINANCEIROS
Trabalho de conclusão de curso apresentado como requisito para obtenção do grau de Bacharel em Sistemas de Informação na Universidade Estadual de Goiás do Campus Ceres Goiás.
Orientador: Renato Luiz De Oliveira Medeiro
CERES – 2020
AGRADECIMENTOS
O Bitcoin fará com os bancos o que o e-mail fez com a indústria postal.
(Rick Falkvinge) 
RESUMO
Os grandes vazamentos de dados recentes levam a procura por opções mais seguras no âmbito financeiro e de transações digitais. A Bitcoin surge como alternativa para grande parte dos problemas relacionados a privacidade de dados financeiros e prevenção de vazamento de dados, em uma solução para revolucionar as transações comerciais digitais. Entretanto o mercado de Bitcoin no Brasil não é tão impulsionado quanto em outros países. O presente trabalho visa compreender a percepção dos Brasileiros quanto ao uso de Bitcoin. Procurando compreender o motivo, em face da busca por soluções para manutenção da privacidade e anonimidade em transações, Bitcoins não são popularizadas. Através de pesquisa exploratória qualitativa e a criação de um processo de construção da confiança do Brasileiro com criptomoedas, em específico a Bitcoin. 
Palavras-chave: Bitcoin. Privacidade. Vazamento de Dados. Criptomoeda. Bitcoin no Brasil.
ABSTRACT
The recent massive data leaks lead to the search for more secure options in financial and digital transactions. Bitcoin emerges as an alternative to most of the problems related to financial data privacy and data leakage prevention. As a solution to revolutionize digital business transactions. However, the Bitcoin market in Brazil is not as driven as in other countries. The present work aims to understand the perception of Brazilians regarding the use of Bitcoin. Seeking to understand the reason behind that in the search for solutions to maintain privacy and anonymity in transactions, Bitcoins are not popularized. Through qualitative exploratory research and the development of a Brazilian confidence-building process with cryptocurrencies, specifically Bitcoin.
Keywords: Bitcoin. Privacy, Data Leakage. Cryptocurrency. Bitcoin in Brazil.
Lista de Ilustrações
Figura 1: Questionário de Percepção de Criptomoeda & Bitcoin
30
Figura 2: Questionário - Primeira Pergunta
31
Figura 3: Questionário - Segunda Pergunta
31
Figura 4: Questionário - Terceira Pergunta
32
Figura 5: Questionário - Quarta Pergunta
32
Figura 6: Questionário - Quinta Pergunta
33
Figura 7: Questionário - Sexta Pergunta
33
Figura 8: Questionário - Sétima Pergunta
34
Figura 9: Gráfico de Divisão da População da Amostragem
35
Figura 10: Gráfico de Percepção Geral
36
Figura 11: Gráfico de Percepção Específico - Bitcoin
37
Figura 12: Gráfico de Percepção de Comunidade e Uso
37
Figura 13: Gráfico de Percepção da Confiança - Bitcoin
39
Figura 14: Gráfico de Percepção de Investimento - Bitcoin
40
Figura 15: Gráfico de Percepção de Iniciação - Bitcoin
41
Figura 16: Mapa Mental de Falhas de Popularização de Bitcoin no Brasil
43
Figura 17: Fluxo de Processo para Construção da Confiança na Bitcoin no Brasil
46
SUMÁRIO
1 INTRODUÇÃO
11
2 JUSTIFICATIVA
13
3 OBJETIVOS
15
3.1 GERAL
15
3.2 ESPECÍFICOS
15
4 REFERENCIAL TEÓRICO
16
4.1 BITCOIN COMO CRIPTOMOEDA E BLOCKCHAIN
16
4.2 DADOS FINANCEIROS E SENSÍVEIS
22
4.3 VAZAMENTO DE DADOS
23
4.4 TRANSAÇÕES FINANCEIRAS DIGITAIS
23
4.5 PROTEÇÃO DE DADOS
24
4.6 FLUXOS DE PROCESSO
24
4.7 MAPA MENTAL
25
4.8 NOTAÇÃO BPMN
25
5 METODOLOGIA DA PESQUISA
26
5.1 ANÁLISE DA VIABILIDADE DO USO DE BITCOIN EM TRANSAÇÕES FINANCEIRAS COTIDIANAS
26
5.2 ELABORAÇÃO, APLICAÇÃO E ANÁLISE DA PESQUISA DE PERCEPÇÃO DO RELACIONAMENTO DE INDIVÍDUOS COM BITCOIN E DADOS FINANCEIROS DIGITALIZADOS
27
5.4 AGREGAÇÃO E ANÁLISE DOS MOTIVOS QUE PREVINEM BITCOIN DE SER UMA SOLUÇÃO POPULAR
27
5.5 ELABORAÇÃO DE UM PROCESSO PARA CONSTRUÇÃO DE SEGURANÇA NO USO DE BITCOIN
28
6 RESULTADOS ALCANÇADOS
29
6.1 ANÁLISE DA VIABILIDADE DO USO DE BITCOIN EM TRANSAÇÕES FINANCEIRAS COTIDIANAS
29
6.3 FALHAS IDENTIFICADAS QUE ATRASAM A POPULARIDADE DO BITCOIN COMO ALTERNATIVA EM TRANSAÇÕES DIGITAIS
44
6.4 DEFINIÇÃO DO PROCESSO DE FOMENTAÇÃO A CONFIANÇA
48
7 CONCLUSÃO
52
8 REFERENCIAL BIBLIOGRÁFICO
53
1 INTRODUÇÃO 
Com os avanços tecnológicos e a tecnologia se tornando parte integral do cotidiano, as pessoas passaram da fase de adaptação com o tecnológico para se preocuparem em como essa tecnologia afeta suas vidas (MARTIN, MURPHY, 2017)⁠. A privacidade dentro do meio digital tomou um caráter social e parte das discussões diárias relacionadas aos ambientes de desenvolvimento de software. Pois se a sociedade vive cada vez mais através do digital e por intermédio de softwares então a preocupação sobre a privacidade está focada no digital (HALLINAN et al., 2012)⁠. 
O primeiro segmento que levantou discussões sobre privacidade de dados foi justamente o segmento financeiro. Com o aumento da popularidade do internet banking e transações financeiras digitais houve um crescente aumento em dados transitando digitalmente que podem lesar o usuário financeiramente (ABOOBUCKER, BAO, 2018)⁠. 
O internet banking foi um processo importante que despertou desenvolvedores sobre a possibilidade de operações financeiras 100% digitais. Possibilitando o livre exercício econômico como nunca antes, em uma simbiose da moeda e da tecnologia. O mercado financeiro floresceu de uma forma inovadora. (ARAÚJO, 2018).
Segundo Aboobucker e Bao (2018) o fortalecimento de transações financeiras digitais e a sua chegada às mais diferentes camadas sociais fomentou o debate sobre segurança e privacidade dos dados. Inicialmente levantado pelo receio da perda financeira. As pessoas estão cada vez mais interessada em saber como suas privacidades são afetadas com a integração do digital no dia a dia. 
O grande problema que as transações digitais trouxeram foi o vazamento de dados, que implica justamente na privacidade do usuário (MICRO, 2018)⁠. Os vazamentos de dados tem sido alvo de debates acalorados, principalmente no Brasil, onde recentemente os dados financeiros de mais de 220 milhões de Brasileiros foram expostos. Contribuindo para o despertar dos cidadãos para formas de proteger seus dados digitalmente (GÓES DE CASTRO et al., 2020)⁠.
Em 2009 surgiu então a primeira moeda digital voltada para a anonimidade e proteção dos dados financeiros e pessoais de seus usuários. Bitcoin foi nome dado a criptomoeda que viria a transformar o mercado digital. Vindo de um modelo descentralizado e visto como uma moeda estável e segura mesmo diante das crises das bolsas internacionais (WARMKE, 2020)⁠.
⁠
 
Essas criptomoedas passaram a existir como uma maneira de troca digital de bens e serviços, desmaterializada e descentralizada, sem o controle do Estado ou de instituição financeira (ARAGON, 2018). 
A possibilidade de fazer transações financeiras completamente anônimas e seguras é uma das grandes vantagens do Bitcoin. Apesar das vantagens apresentadas a utilização de criptomoedas continua restrita a um certo tipo de usuário e investidor. Onde a maioria dos investidores não fazem parte da população mediana que justamente é a mais afetada com o vazamento de dados financeiros (MIZERKA et al., 2020)⁠.
Em face ao uso de Bitcoin como uma solução para as transações financeiras digitais e a preservação de dados considera-se imprescindível analisar os motivos que leva a população Brasileira a investir pouco na criptomoeda. Sendo assim, surge o seguinte problema: Qual é o nível de conhecimento, assim como o nível de utilização dos acadêmicos e profissionais jovens adultos em relação às criptomoedas, em específico o Bitcoin?
2 JUSTIFICATIVA
Atualmente