A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
empreendedorismo aula 01

Pré-visualização | Página 6 de 6

para aqueles que pre-
tendem introduzir ou ministrar disciplinas de empreendedorismo nas suas escolas.
FILION, Louis Jacques. O empreendedorismo como tema de estudos superiores. In: DOLABELA, 
Fernando et al. Empreendedorismo, Ciência, Técnica e Arte. Brasília: CNI/IEL Nacional, 2000.
Livro de fácil leitura e que faz uma cobertura objetiva, mas completa, do tema empreendedo-
rismo.
MCCLELLAND, David C.; WINTER, David G. Cómo se Motiva el Éxito Económico. Ciudad de 
México: Centro Regional de Ayuda Técnica de la Agencia para el Desarrollo Internacional, 1970.
Infelizmente, só há uma obra de David McClelland publicada em português (Sociedade Compe-
titiva). Por isso, recomendo a leitura desse livro em espanhol (para aqueles que só falam português, é 
possível entender o conteúdo), no qual é apresentada a teoria do autor sobre a relação entre motivação 
por realização e desenvolvimento econômico.
Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.iesde.com.br
Empreendedorismo
22
BAUMOL, William J. Entrepreneurship in Economic Theory. American Economic Review, Pitts-
burgh, v. LVIII, n. 2, p. 64-71, 1968.
BROCKHAUS, Robert H. The psychology of the entrepreneur. In: KENT, Calvin A. et al. Encyclo-
paedia of Entrepreneurship. Englewood Cliffs: Prentice-Hall Inc., 1982. p. 39-66.
BRUCE, Richard. The Entrepreneurs: strategies, motivation, successes and failures. Bedford: Libe-
ration Books, 1976.
CUNNINGHAM, J. Barton; LISCHERON, Joe. Defining entrepreneurship. Journal of Small Busi-
ness Management, v. 29, n. 1, p. 45-61, jan. 1991.
DOLABELA, Fernando. Oficina do Empreendedor: A metodologia de ensino que ajuda a transfor-
mar conhecimento em riqueza. São Paulo: Cultura Editores Associados, 1999.
ENCICLOPÉDIA e Dicionário Koogan Houaiss Digital 2002. São Paulo: Delta, 2002.
FANFANI, Amintore. Catholicism, Protestantism and Capitalism. Nova York: Sheed and Ward, 
1935.
FILION. Louis Jacques. O empreendedorismo como tema de estudos superiores. In: DOLABELA, 
Fernando et al. Empreendedorismo, Ciência, Técnica e Arte. Brasília: CNI/IEL, Nacional 1999.
FLEMING, W. J. The cultural determinants of entrepreneurship and economic development: a case 
study of Mendoza Province, 1861-1914. Journal of Economic History, XXXIX, n. 1, mar. 1979.
GARCIA, Luiz Fernando. Saber Empreender: manual do facilitador. Brasília: Sebrae, 2000.
______. Saber Empreender: manual do participante. Brasília: Sebrae Nacional, 2001.
______. Pessoas de Resultado: o perfil de quem se destaca sempre. São Paulo: Gente, 2003.
______. Pessoas de Resultado. Palestra proferida na aula magna do curso de Administração de 
Empresas da Unisul Business School, Florianópolis, 2004.
HAGEN, Everett Einar. On the Theory of Social Change: how economic growth begins. Homewood: 
Dorsey Press, 1962.
HORNADAY, John A. Research about living entrepreneurs. In: KENT, Calvin A. et al. Encyclopedia 
of Entrepreneurship. Englewood Cliffs: Prentice-Hall Inc., 1982. p. 20-36.
HUTINGTON, Ellsworth. Civilization and Climate. New Haven: Yale University Press, 1915.
KILBY, Peter. Entrepreneurship and Eeconomic Development. Nova York: The Free Press, 1971.
KENT, Calvin. A. et al. Encyclopaedia of Entrepreneurship. Englewood Cliffs: Prentice-Hall Inc., 
1982.
______. Entrepreneurship Education: current developments, future directions. Nova York: Quorum 
Books, 1990.
LACHMAN, Roy. Toward measurement of entrepreneurial tendencies. Management International 
Review, 20 (2), p. 108-116, 1980.
Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., 
mais informações www.iesde.com.br