A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
impacto Traba

Pré-visualização | Página 1 de 5

UNIVERSIDADE LICUNGO 
 
FACULDADE DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS 
 
 
LICENCIATURA EM ENSINO DE QUÍMICA COM HABILITAÇÃO EM ENSINO DE 
BIOLOGIA 
 
 
 
 
 
 
 
GERSON JOÃO LUÍS SAENE 
 
 
 
O IMPACTO SOCIOECONÔMICO DO HIV/SIDA NO SECTOR DA EDUCAÇÃO 
 
TEMA TRANSVERSAL IV 
 
 
 
 
 
 
 
BEIRA 
JUNHO DE 2021 
 
 
UNIVERSIDADE LICUNGO 
 
FACULDADE DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS 
 
 
LICENCIATURA EM ENSINO DE QUÍMICA COM HABILITAÇÃO EM ENSINO DE 
BIOLOGIA 
 
 
GERSON JOÃO LUÍS SAENE 
 
 
O IMPACTO SOCIOECONÔMICO DO HIV/SIDA NO SECTOR DA EDUCAÇÃO 
 
TEMA TRANSVERSAL IV 
 
 
DOCENTE: MSC. FLÁVIA STELA CHALE CHINGUELA 
 
 
 
 
 
 
 
 
BEIRA 
JUNHO DE 2021 
 
Índice 
1. Introdução ................................................................................................................................ 4 
2. Objetivos .................................................................................................................................. 6 
2.1. Objetivo Geral: ................................................................................................................. 6 
2.2. Objetivos específicos: ...................................................................................................... 6 
3. Metodologia ............................................................................................................................. 6 
4. Fundamentação Teórica ........................................................................................................... 7 
4.1. Visão geral........................................................................................................................ 7 
4.2. Contexto Economia e Estatuto Social .............................................................................. 7 
5. Impacto do HIV/SIDA............................................................................................................. 8 
5.1. Impacto econômico .......................................................................................................... 8 
5.1.1. O impacto do VIH/SIDA no local de trabalho .......................................................... 8 
5.1.2. Impacto no setor de negócios privados ..................................................................... 9 
5.1.3. Impacto no setor público ......................................................................................... 10 
5.1.4. Impacto do HIV/Aids na família e na economia informal ...................................... 11 
5.1.5. Impacto do HIV/Aids no setor agrícola .................................................................. 12 
5.2. Impacto do HIV/SIDA no setor da educação ................................................................. 13 
5.3. Impactos do HIV/SIDA na Comunidade ....................................................................... 17 
5.4. Impacto do HIV/SIIDA nas perspectivas do futuro ................................................... 18 
6. Conclusão .............................................................................................................................. 20 
7. Referências Bibliográficas ..................................................................................................... 21 
 
 
 
 
 
1. Introdução 
O tema AIDS (sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) é assunto de grande 
importância, devido ainda ao caráter incurável da doença. Grandes esforços têm sido despendidos 
para a busca de uma vacina, mas a capacidade do vírus HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) 
de sofrer mutações dificulta o sucesso desse trabalho. 
Desde o fim do conflito armado, em 1992, Moçambique tem feito progressos assinaláveis na 
reconstrução das suas infraestruturas e economia. Moçambique, tem registado um crescimento 
econômico dos mais rápidos, ao nível global. A descoberta recente de recursos minerais e gás 
natural, conjuntamente com a extensa orla costeira e ampla extensão de terras aráveis, o potencial 
turístico inexplorado e a estabilidade social, tem criado perspectivas optimistas em relação ao 
futuro do pais. 
A epidemia do HIV constitui uma das maiores ameaças para o futuro econômico e social do pais. 
O compromisso do Governo de Moçambique (GRM) em providenciar acesso equitativo para 
cuidados de saúde de qualidade, em toda a nação, permitiu avanços de uma situação em que 
somente um pequeno grupo e privilegiados de residentes na cidade capital e zonas circundantes 
tinha acesso a terapia antirretroviral, para a disponibilização do Tratamento Antirretroviral 
(TARV) em Unidades Sanitárias (US) selecionadas de todos os Distritos do pais. O progresso 
conquistado até agora, tem sido muito encorajador. 
Em 2011, Moçambique uniu esforços com outras nações comprometidas do mundo na luta por um 
mundo livre do SIDA, ao assinar a Declaração Política sobre HIV/SIDA: Intensificação de 
Esforços para Eliminar o HIV/SIDA. 
“O Plano de Aceleração da Resposta ao HIV e SIDA 2013-2015”, em Moçambique foi criado para 
responder a este compromisso de pôr fim a ocorrência de novas infecções por HIV. Esta estratégia 
de três anos reflete a visão conjunta dos vários intervenientes para conseguir uma Geração Livre 
de HIV/SIDA, em Moçambique. 
Em Moçambique há atualmente mais de um milhão e quinhentos mil pessoas infectadas pelo HIV 
(ONUSIDA, 2015), estimando-se em 110.000 o número de crianças de 0-14 anos vivendo com o 
HIV (UNAIDS, 2016). Em termos epidemiológicos, a infecção do HIV em Moçambique é 
generalizada, mas considerada estável desde 2015, com uma prevalência de 13.2% em adultos de 
15-49 anos de idade. A região sul de Moçambique é a mais severamente afetada pelo HIV, 
destacando-se a província de Gaza, com uma taxa de prevalência de 24,4%. A prevalência do HIV 
é mais elevada nas mulheres do que nos homens (13% e 9,2% respectivamente), tanto na área 
urbana como na rural (IMASIDA, 2015). 
O impacto do HIV e da AIDS tem um grande alcance. Eles afetam não somente as pessoas 
infectadas, mas, indiretamente, as suas famílias, os seus amigos, os seus empregadores e outros. O 
HIV e a AIDS dificultam as tentativas de se reduzir a pobreza, e, em alguns lugares, esta está 
aumentando como resultado disto. Eles afetam os serviços de saúde, os sistemas de educação, o 
crescimento econômico, o bem-estar emocional e a estabilidade familiar e comunitária. Os 
governos, as organizações de desenvolvimento, as igrejas e as comunidades estão tentando 
resolver o problema do impacto cada vez maior do HIV e da AIDS. Entretanto, a sua capacidade 
frequentemente diminui, porque muitos dos seus funcionários são afetados. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2. Objetivos 
2.1.Objetivo Geral: 
 Conhecer e caracterizar os impactos da HIV/SIDA. 
2.2.Objetivos específicos: 
 Identificar os impactos do HIV/SIDA; 
 Descrever os impactos sócio-econômico do HIV/SIDA no sector da educação; 
 Falar das perdas das mãos de obra por causa do HIV/SIDA. 
 
3. Metodologia 
Segundo Morais (1999), a análise de conteúdo é uma metodologia de pesquisa usada para 
descrever e interpretar o conteúdo de toda classe de documentos e textos. Essa análise, conduzindo 
a descrições sistemáticas, qualitativas ou quantitativas, ajuda a reinterpretar as mensagens e a 
atingir uma compreensão de seus significados num nível que vai além de uma leitura comum. 
Morais (1999), considera a existência de duas vertentes nessa metodologia: a análise de conteúdo 
quantitativa e a análise de conteúdo qualitativa. Na análise de conteúdo quantitativa, os objetivos 
são pré-definidos e orientam as demais fases da pesquisa. Enquanto que, na análise de conteúdo 
qualitativa, os objetivos podem ser construídos durante a pesquisa e as categorias emergem durante 
o estudo. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
4. Fundamentação Teórica 
4.1.Visão geral 
A epidemia do HIV, em Moçambique, continua

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.