A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
23 pág.
8 LITERATURA - Sorôco Sua mãe Sua filha

Pré-visualização | Página 6 de 6

Registre e conte a história dessa pessoa e dessa família. 
● Quem são, onde moram? 
● Como descobriram o distúrbio/transtorno ou a síndrome? 
● O que distúrbio/transtorno ou a síndrome impede a pessoa de fazer? 
● O que esta pessoa tem de especial? 
● Como ela se sente? 
● Se e como tenta superar essa situação? 
● Como a família lida com a questão? 
Com esse material que você coletou, faça um álbum que mostre para essa pessoa e a família dela 
como elas são especiais. 
É preciso ter permissão da família para fazer esse registro. Os alunos podem entrevistar a pessoa 
e/ou a família. Devem anotar partes importantes dessas conversas. Se quiserem, e as pessoas 
autorizarem, podem fotografar, filmar e/ou gravar e usar esse material para fazer um álbum digital 
ou impresso com registros positivos, elaborando um material que vai valorizar e emocionar essas 
pessoas. 
 
 
 
Atividade desenvolvida pela equipe do Redigir 
FALE/UFMG 
18 
 
Às vezes o mais simples pode ser o mais interessante. Por isso, acreditamos que um álbum de papel, 
recortes, escritas, adesivos, etc. (tipo scrapbook) com esses registros possa ser um presente bonito 
que vai estar sempre à mão para serem vistos por essas pessoas. 
Mas os álbuns podem ser em formato de áudio ou de vídeo, ou misturando várias linguagens em algum 
formato digital escolhido pelos alunos, caso eles queiram. 
Esse material pode ser feito usando programas como o Canva, o Padlet, ou mesmo o Word ou o Power 
Point. 
 
Histórias de superação 
Imagine que, no manicômio, a mãe e a irmã de Sorôco foram tratadas por Nise da Silveira. Faça um 
diário ou cartas que elas trocaram com Sorôco, falando desse tratamento e de como elas foram se 
recuperando a partir dele. 
Os alunos devem fazer um livro com cada diário ou com as cartas que elas trocaram com Sorôco. 
Esse material pode trazer registros das artes produzidas por elas, assim como relatos do que acontecia 
no manicômio e de como o tratamento mudou a partir da chegada da Nise e das intervenções feitas 
por ela. 
 
A seguir, algumas referências: 
 
HISTÓRIAS de superação: Como estes famosos lidaram com a depressão. GNTECH, 
Florianópolis/SC, 14 set. 2020. Disponível em: https://gntech.med.br/blog/post/historias-superacao-
famosos-depressao. Acesso em: 05 abr. 2021. 
 
FERREIRA, Jéssica. Quem foi Nise da Silveira, psiquiatra que humanizou os tratamentos no Brasil. 
Revista Galileu, São Paulo/SP, 21/09/2019. Disponível em: 
https://revistagalileu.globo.com/Sociedade/noticia/2019/09/quem-foi-nise-da-silveira-psiquiatra-
que-humanizou-os-tratamentos-no-
brasil.html#:~:text=A%20arte%20como%20aliada,demonstrado%20resultados%20positivos%20na
%20recupera%C3%A7%C3%A3o. Acesso em: 05 abr. 2021. 
 
LOUREIRO, Michele. Janeiro branco: Nise da Silveira lutou pela saúde mental no Brasil. Viva 
bem/UOL, São Paulo/SP, 30/01/2021. Disponível em: 
https://www.uol.com.br/vivabem/noticias/redacao/2021/01/30/janeiro-branco-nise-da-silveira-
lutou-pela-saude-mental-no-brasil.htm. Acesso em: 05 abr. 2021. 
 
Glossário da loucura 
Pesquisar expressões que exploram o tema da loucura, dizer o que elas significam e em que contexto 
elas podem ser usadas (se são adequadas ou não): 
Alguns exemplos: 
● Doido de jogar pedra em avião 
● Trem de doido 
● Coisa de louco 
● Dar a louca 
 
 
 
Atividade desenvolvida pela equipe do Redigir 
FALE/UFMG 
19 
 
● (Verbo +) quem nem doido: trabalhou que nem doido 
● Miolo mole 
● Cabeça virada 
● Lunático 
● Vida louca 
Os alunos vão pesquisar as expressões, definir, dar exemplos de uso e do contexto em que são usadas. 
Essas expressões podem ser apresentadas em uma Wiki, em ordem alfabética, para facilitar a 
pesquisa. Se os alunos não estiverem familiarizados com glossários, seria interessante mostrar algum 
como exemplo para eles. Um bom exemplo de glossário para professores é o Glossário do Ceale. 
(Disponível em: http://www.ceale.fae.ufmg.br/glossario-ceale.html. Acesso em: 05 abr. 2021.) 
Há algumas ferramentas gratuitas para criação de Wiki, como Wikia, PBWik ou JotSpot. Mas os 
alunos podem fazer o glossário usando programas como Word (aprendendo a fazer o índice e a 
colocar os textos em ordem alfabética) ou o Power Point. 
 
***** 
 
Autoria: Carla Coscarelli, Fabiana Mariane de Oliveira, Jônio Bethônico, Juliana Zenha, 
Maria Cecilia Zanon, Sabrina Andrade, Sthefanie Paiva, Tamara Ellen e Thamara Santos 
05 abr. 2021