A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Necrose e apoptose

Pré-visualização | Página 1 de 1

Necrose e apoptose. 
Necrose. 
Processo que levou a danos celulares e a 
célula não conseguiram se adaptar e 
acabou morrendo, ou seja, tem danos 
irreversíveis. 
Na necrose quando a célula morre tem 
um processo inflamatório acontecendo, 
mas só acontece depois de sua morte. 
É um conjunto de alterações morfológicas 
consequente da morte de células em 
tecido ou órgão vivo. 
Morte celular após uma lesão irreversível, 
que vai fazer a célula inchar e quando ela 
se rompe, ela libera liquido que vai causa 
a resposta inflamatória. 
 
Morfóloga – desnaturação de proteínas 
(protease), vai ter a protease degradando 
a proteína que fica em todos os lugares da 
célula, digestão enzimática (lisossomos), o 
lisossomo vai liberar suas enzimas dentro 
da célula que vai degradar a célula. 
Morfologia microscópica – palidez ou 
hemorrágico (tecido necrosado fica 
pálido), perda de resistência (friável, ele se 
desfaz na mão), zona de demarcação 
(uma marca aonde ocorre a necrose). 
Alterações citoplasmáticas dentro da 
morfologia microscópica – eosinofilia 
(célula acidificada pela perda de DNA 
que ficara da cor rosa), densidade óptica 
(a célula vai parecer mais densa), 
tumefação e degeneração (tem água 
acumulada), calcificação (pontilhado de 
cor violeta escuro). 
 
Alterações nucleares dentro da morfologia 
microscópica – picnose (condensa o 
núcleo), cariorexe (o núcleo se parte em 
vários pedaços), cariolise (os pedaços do 
núcleo vão ser digeridos). 
Tipos de necrose – necrose de 
coagulação (coagulativa), necrose do 
tecido adiposo (esteatonecrose), necrose 
de caseificação, necrose fibrinóide, 
necrose gangrenosa (gangrena). 
Necrose coagulativa. 
Tem a morte celular por hipóxia, isquemia, 
infarto, tecido firme por algum tempo, 
liquefação por neutrófilos, linfartos 
pálidos/infartos hemorrágicos. 
 Necrose/degeneração de zenker – 
musculatura estriada, 
macroscopicamente terá palidez 
de musculatura, miopatia de 
captura/excesso de exercício físico, 
deficiência de vitamina E ou 
selênio. 
Necrose de liquefação. 
Típico de sistema nervoso central, 
infecções por microrganismos piogênicos 
em qualquer tecido, pús/abcesso. 
Necrose do tecido adiposo. 
Cavidade abdominal e saponificação, 
tem extravasamento de suco pancreático, 
trauma ou inflamação do tecido adiposo, 
intra-abdominal. 
Necrose de caseifação. 
Aspecto de queijo, microscópio é pastoso, 
friável granular, 
esbranquiçado/amarelado, típico de 
mycobacterium turbeculosis, linfadenite 
caseosa caprinos e ovinos, abcessos 
múltiplos. 
Necrose fibrinóide. 
Típicas em artérias de pequeno calibre, 
intima com material necrótico com 
aspecto de fibrina coagulada e 
hielinizada, vasculite aguda. 
Necrose gangrenosa. 
É decorrente de outra necrose, tem 
bactérias saprófitas, há gangrena seca e 
úmida. 
 Causas – de acordo com a necrose 
inicial, complicação de mastite, 
consequência de pneumonia por 
aspiração, pele por espasmo de 
arteríolas (ergotamina), salmonella, 
evysipelothrix, rhusiophatie. 
Apoptose. 
Células que são programadas para viver 
um tempo certo e depois morrer, elas 
podem morrer para dar lugar para novas 
células. 
Na apoptose não há processo 
inflamatório, a morte das células por 
apoptose ocorre por meio natural, então 
ela começa a diminuir o seu tamanho 
(núcleo). 
Em apoptose tem morte programada e 
fisiologia de dar espaço a outra célula. 
É um processo fisiológico adaptativo ou 
patológico. 
Situações que ocorre apoptose – 
embriogênese (durante a diferenciação 
sexual), separação de dígitos (sindactilia), 
involução hormônio dependente no 
adulto, proliferação célula contínua, e 
morte de célula neoplásica, inflamação 
aguda, linfócitos T e B, rejeição de órgãos 
transplantados, atrofia patológica pós-
obstrução, hepatite, agentes que causam 
necrose em baixas doses. 
Características morfológicas – é uma 
célula normal que precisa ter 
apoptose/morte programada --> a célula 
vai diminuir o seu tamanho --> cromatina 
vai se condensar na periferia do núcleo --> 
organelas irão para a periferia das células 
e tem projeções --> os corpos 
apoptódicos --> vai ocorrer fagocitose --> 
migração de células adjacentes.