A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
EXAME CLÍNICO E DOENÇAS PERIODONTAIS

Pré-visualização | Página 1 de 2

Exame Clínico e Alterações Gengivais 
Doença periodontal 
 
- Biofilme 
- Acumulo 
- Perda óssea 
- Recessão gengival 
 
Classificação das doenças periodontais 
 
- Histórico 
- Nova classificação de doenças periodontais 
• Formas de periodontite 
 
Classificação das doenças periodontais - 1989 
 
✓ Periodontite do Adulto 
✓ Periodontite de Estabelecimento Precoce 
• Pré-puberal (Generalizada ou Localizada) 
• Juvenil (Generalizada ou Localizada) 
• Periodontite de Progressão Rápida 
- O que difere? Idade 
✓ Periodontite associada com doenças sistêmicas 
✓ Periodontite ulcerativa necrosante 
✓ Periodontite refratária 
 
Classificação das doenças periodontais AAP – 1999 (modificada) 
 
I – Doenças Gengivais 
II – Periodontite Crônica (mais trabalhada) 
III – Periodontite Agressiva (mais trabalhada) 
• A periodontite agressiva é mais especifica, ela acomete pessoas abaixo de 30 anos que tem pouca placa, 
mas contém um grau de destruição acentuado 
IV – Periodontite Como Manifestação de Doenças Sistêmicas 
V – Doenças Periodontais Necrosantes 
VI – Abscessos do Periodonto 
VII – Periodontite Associada com Lesões Endodônticas 
VIII – Deformidades Adquiridas ou de Desenvolvimento 
 
Nova classificação de periodontite 
 
Definição de casos de periodontite 
 
- Identificação 
- Tratamento 
 
Alana Mendes – Odontologia – Clínica de Periodontia 
- Prevenção 
- Identificação do paciente com periodontite 
- Identificação da forma específica da doença 
- Apresentação clínica 
• Manejo 
• Prognóstico 
• Influência sobre a saúde oral e sistêmica 
 
Classificação das doenças e condições periodontais e periimplantares – 2017 
 
- Saúde e gengivite 
- Periodontite 
- Outras condições 
- Saúde e doença periimplantar 
 
Nova classificação das doenças periodontais 
 
Saúde Periodontal, doenças/condições gengivais 
• Saúde gengival e periodontal 
• Gengivite – induzida por biofilme oral 
• Doença gengival – não induzida por biofilme oral 
 
Formas de Periodontite 
• Doença periodontal necrosante 
• Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas 
• Periodontite 
 
Saúde Periodontal 
 
- Saúde Gengival 
• Saúde gengival em periodonto íntegro 
• Saúde gengival em periodonto reduzido 
(sem sinais clínicos de inflamação e doença ativa) 
 
- Paciente com periodontite estável 
(doença estabilizada, paciente não está progredindo, nem melhora e nem piora) 
Paciente com história de periodontite, mas sem atividade da doença 
 
Aspecto clínico saudável 
 
 
 
 
 
 
- Aspectos Normais de Coloração, Textura e Volume 
- Ausência de Sangramento e Exsudato: Sangramento à sondagem ≤ 10% dos sítios 
- Níveis ósseos fisiológicos variam de 1,0 a 3,0 mm apical à junção cemento-esmalte 
 
 
 
- Sem perda óssea radiográfica 
- PS ≤ 3mm 
 
Estabilidade periodontal 
 
- Tratamento bem-sucedido através do controle de fatores de risco locais e sistêmicos 
- Sangramento à sondagem: <10% dos sítios 
- Ausência de profundidade de sondagem de 4 mm ou maior 
- Ausência de destruição periodontal progressiva 
 
 
 
Doenças/condições gengivais 
 
Gengivite – induzida por biofilme oral 
Doença gengival – não induzida por biofilme oral 
 
 
 
Gengivite induzida por biofilme oral 
 
É uma lesão inflamatória resultante das interações entre o biofilme da placa dental e a resposta 
imunoinflamatória do hospedeiro, que permanece contida na gengiva e não se estende à inserção 
periodontal (cemento, ligamento periodontal e osso alveolar). #REVERSÍVEL 
 
- Inflamação ⇒ Bactérias localizadas na gengiva marginal 
- Forma mais comum de doença periodontal 
- Características Clínicas: 
• Aumento gengival – Edema/Fibrose 
• Alteração de cor 
• Sangramento ao toque 
• Presença exsudato gengival. 
Gengivite: Presença de inflamação gengival sem perda do tecido conjuntivo de inserção. 
 
- Gengivite em periodonto intacto 
- Gengivite em periodonto reduzido em paciente sem periodontite 
- Gengivite em periodonto reduzido em um paciente com periodontite tratada com sucesso 
 
Gengivite induzida por biofilme oral 
 
Associada apenas ao biofilme 
Mediada por fatores de riscos locais (fatores predisponentes) ou sistêmicos (fatores modificadores) 
 
Fatores de risco locais: 
- Estimulam o acumulo de placa em um local especifico (exemplo: prótese mal adaptada, aparelho 
dental...) 
• Dificuldade de remoção durante práticas diárias de higiene bucal 
• Nicho biológico que facilite o aumento do acúmulo de placa 
• Fatores de retenção de biofilme 
• Redução do fluxo salivar: xerostomia/medicações/respiração bucal 
 
Fatores de risco sistêmicos: 
• Tabagismo 
• Fatores metabólicos: hiperglicemia/diabetes 
• Fatores nutricionais: deficiência de vitamina C/escorbuto 
• Agentes farmacológicos: drogas que reduzem o fluxo salivar, afetam a função endócrina 
• Elevações nos hormônios esteróides sexuais: puberdade/gravidez/contraceptivos orais/ciclo menstrual 
• Condições hematológicas: leucemia/mielodisplasia 
 
Aumento gengival influenciado por drogas: 
• Anticonvulsivantes: Fenitoína 
• Bloqueadores de canais de cálcio: Nifedipina 
• Imunossupressoras: Ciclosporina 
 
Doenças gengivais não induzidas por biofilme 
 
Variedade de condições que NÃO são causadas pela placa e geralmente não se resolvem após a remoção 
da placa. Manifestações de uma condição sistêmica ou localizadas na cavidade oral. 
 
Embora essas lesões não sejam afetadas pelo biofilme da placa dental, a gravidade das manifestações 
clínicas geralmente depende do acúmulo de placa e subsequente inflamação gengival 
 
Desordens genéticas e de desenvolvimento 
 
- Fibromatose gengival hereditária 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Infecções específicas 
 
- De origem bacteriana 
- De origem viral 
- De origem fúngica 
 
Origem bacteriana 
 
• Neisseria gonorrhoeae 
• Treponema pallidum 
• Mycobacterium tuberculosis 
• Gengivite estreptocócica 
 
Origem viral 
 
• Vírus Coxsackie (doença mão-pé-boca) 
• Herpes simples I e II (primário e recorrente) 
• Varicela zoster (catapora e sarampo- nervo V) 
• Molluscum contagioso 
• Papilomavírus Humano (papiloma escamoso celular, 
condiloma acuminado, verruga vulgar e hiperplasia epitelial focal) 
 
Origem Fúngica 
 
• Candidose 
• Outras micoses (histoplasmose e aspergilose) 
 
Condições inflamatórias e imunes 
 
- Reações de hipersensibilidade 
- Doenças autoimunes da pele e das membranas mucosas 
- Lesões inflamatórias granulomatosas 
 
Reações de hipersensibilidade 
 
• Alergia de contato 
• Gengivite plasmocitária 
• Eritema multiforme 
 
 
Doenças autoimunes da pele e das membranas mucosas 
 
• Pênfigo vulgar 
• Penfigóide 
• Línquen plano 
• Lúpus eritematoso (sistêmico e discóide) 
 
 
 
 
 
Lesões inflamatórias granulomatosas (granulomatoses orofaciais) 
 
• Doença de Crohn 
• Sarcoidose 
 
Processos reacionais 
 
Epúlides 
• Epúlide fibrosa 
• Granuloma fibroblástico calcificante 
• Epúlide vascular (granuloma piogênico) 
• Granuloma periférico de células gigantes 
 
Neoplasias 
 
Pré-malignas 
• Leucoplasia 
• Eritroplasia 
 
Malignas 
• Carcinoma escamoso celular 
• Infiltrado celular leucêmico 
• Linfoma (Hodgkin e não Hodgkin) 
 
Doenças endócrinas, nutricionais e metabólicas 
 
Deficiência de vitaminas 
• Deficiência de vitamina C (escorbuto) 
 
Lesões traumáticas 
 
Trauma mecânico/físico 
• Ceratose friccional 
• Ulceração gengival induzida mecanicamente 
• Lesões factícias (automutilação) 
Queimaduras químicas (tóxicas) 
Danos térmicos 
• Queimaduras na gengiva 
 
Pigmentação gengival 
 
• Melanoplasia 
• Melanose de fumantes 
• Pigmentação induzida por drogas: antimaláricos, minociclina 
• Tatuagem de amálgama 
 
 
 
 
 
 
 
Como identificar? 
 
• Anamnese