A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Neoplasias benignas de tecidos mole

Pré-visualização | Página 1 de 1

Neoplasias benignas de tecidos moles
São malformações: a maioria delas poderiam ser classificadas como tumores, por se apresentarem apenas crescimento (quando na verdade são más formações)
Papiloma escamoso oral
· Causado pelo papiloma vírus
· Cresce apenas cerca de 1 cm 
· É fator de risco para o desenvolvimento de carcinomas
· Diagnóstico clínico e histopatológico
· Remoção cirúrgica 
Lipoma
Tumor benigno de tecido adiposo (mesenquimal), não posso dizer que não se transforma em maligno, mas é raro. O metabolismo independe do metabolismo da gordura do portador. Não conhece a etiologia. É mais comum na pele no tronco e membros (nas costas principalmente)
Ocorre em pessoas mais velhas, estando ligado a obesidade, em boca ocorre na mucosa jugal (principalmente), vestíbulo, língua e assoalho de boca, na boca costuma ser menor
Clinicamente
É um nódulo séssil ou pediculado, sem sintomatologia e ulceração, o diagnostico diferencial é de fibroma e mucocele. Quando colocado no formol costuma boiar sendo essa uma das características principais.
Histológico
Aspecto de “tela de galinheiro” das células, onde tem núcleos achatados na periferia (células parecem muito com as células maduras - são bem diferenciadas. 
O prognóstico é ótimo, a excisão cirúrgica é conservadora e as recidivas são raras.
Hemangioma
Para ser uma neoplasia tem que ter proliferação verdadeira ex: hemangioma que são restritas a bebês e a infância e costumam diminuir com o tempo. 
No hemangioma as células endoteliais que aumenta, são as células que revestem os vasos, proliferam formando vasos. São lesões de aspectos lobular, bocelar lembrando morangos.
Prognóstico: esquecimento cauteloso, não se faz interversão a menos se for por questão estéticas, agentes esclerosantes, excisão cirúrgica, o prognostico depende do tamanho e das estruturas envolvidas.
Quando os vasos estão muito dilatados é chamada cavernoso. 
Malformação vascular
Durante o desenvolvimento embrionária há muitos vasos, quando vai se formando os órgãos vai involuído, mas em algumas regiões não diminui aprisionado esses vasos e forma uma má formação vascular. (essa lesão não irá regredir com o tempo)
Os vasos podem ter calibre venoso, capilar e arterial. se o principal vaso é venoso a lesão mais arroxeada, se o principal vaso da lesão é arterial é vermelho vivo.
Quando usamos agentes esclerosastes nem sempre ficamos sabendo se foi uma hemangioma ou uma má formação. Em boca pode aparecer no lábio ou fundo de vestíbulo pode gerar trombos
Tratamento: (para ambos) a cirurgia é em centro cirúrgico, pois corre grande risco de ter longas hemorragias 
Podem ocorrer de forma intraóssea aparecendo no RX em formato de raio de sol podem causar risco a vida do paciente
Agentes esclerosantes: causam uma inflamação e posteriormente uma esclerose nos vasos
Síndrome Sturge-Weber
Condições congênita rara, não hereditária, costumam acompanhar os ramos do trigêmeo (podendo ter alterações vasculares em bocas) gerando manchas em vinho do porto, pode causar retardo mental e crises de convulsões, pois tem calcificações “em trilho de bonde elétrico” no cérebro. As malformações costumam ser unilateral.
Ficam um monte de vaso ao redor do tubo neural ⇒ alterações vasculares nas meninges
Linfangioma
 	Lesão de vasos linfáticos é um aprisionamento desses vasos que não entra em contato com o sistema linfático, sendo que 75% dos casos ocorre na cabeça e pescoço sendo bem frequente na boca (em língua causando uma macroglossia), em 50 % são congênitas. Não são neoplasias verdadeiras
Quanto mais os vasos estão na superfície, mais transparentes eles são
Aparência: de sagu, ovos de rã, pudim. Na lâmina: observamos vasos linfáticos bem dilatados logo abaixo do epitélio Vasos linfáticos bem dilatados podemos ver válvulas no centro do vaso e próximos a superfície, podemos enxergá-los.
Tratamento: é complicado, pois nem sempre dá para remover toda a lesão, recidivas são comuns, não respondem a agentes esclerosastes higromas císticos geralmente circunscritos, o prognóstico é bom, grandes tumores de língua e pescoço pode gerar obliteração das vias áreas.
Nevos pigmentados
 Neoplasia benigna mais comum, termo genérico para malformações, presentes na pele e mucosa, proliferação das células névicas que produzem melanina, perdem a coloração com o tempo, comum na raça branca, é congênito ou adquirido, começam a se desenvolver na infância, manifestam se comum manchas ou pápulas, não é comum em boca, mas quando aparece recomenda-se fazer uma biopsia e remoção. Se faz pressão com a lâmina e não desaparece.
Neurilemoma
 Neoplasia benigna de proliferação das células de schwan, que produzem a bainha de mielina, podendo proliferar em boca (língua, palato mole, mucosa jugal) formando lesões nodular, é relativamente comum na boca faz diagnóstico diferencial com lipoma, mucocele. O tratamento é cirúrgico.
Neurofibroma
origem de células de shwanoma, fibroblastos, células perioneurais. Pode estar associada com a neurofribomatose (von Recklinghausen é auto dominante, podem ter pigmentações na íris chamado nódulos de lish, devem passar por aconselhamento genético, maiores chances de terem tumores no SNC, tem chances de se tonar maligno-neurofibrossarcoma- sardas axilares, bolsa de vermes)