A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Relatório "Sinais Vitais"

Pré-visualização | Página 1 de 1

0 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
RELATÓRIO: SINAIS VITAIS 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 
 
 
 
SUMÁRIO 
 
1 INTRODUÇÃO............................................................................................ 02 
2 OBJETIVOS................................................................................................ 02 
3 MATERIAIS E MÉTODOS.......................................................................... 02 
3.1 Materiais..................................................................................................... 02 
3.2 Métodos...................................................................................................... 03 
4 RESULTADOS E DISCUSSÃO.................................................................. 03 
5 CONCLUSÃO............................................................................................. 04 
 REFERÊNCIAS........................................................................................... 04 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2 
 
 
 
RELATÓRIO DA PRÁTICA DE SINAIS VITAIS 
 
1 INTRODUÇÃO 
 
Os sinais vitais compreendem a um modo eficiente e rápido de monitorar as condições 
básicas do paciente como temperatura, frequência respiratória, frequência cardíaca e 
pressão arterial. Os sinais vitais são um grupo de sinais indicadores do desempenho 
das funções vitais tendo a capacidade de identificar problemas e avaliar a resposta do 
paciente em uma intervenção, são medidos para estabelecer padrões basais e 
orientar o diagnóstico inicial de alguma doença. 
Como indicadores do estado de saúde, essas medidas indicam a eficiência das 
funções circulatória, respiratória, neural e endócrina do corpo. 
(POTTER;PERRY,2010). 
Os principais sinais vitais observados são: Temperatura, Pressão Arterial, Nível de 
Saturação, Batimentos Cardíacos e Frequência Respiratória. Essa prática se torna 
essencial para o profissional da área da saúde já que os sinais vitais regem todo o 
bem estar dos pacientes, nessa prática cada técnica para verificação foi explicada 
individualmente. 
 
2 OBJETIVOS 
 
 Monitorar e avaliar o grupo de 10 estudantes de Odontologia do Centro 
Universitário de Teologia Aplicada – UNINTA, quanto a verificação dos sinais vitais 
que incluem nível de saturação, batimentos cardíacos, temperatura, respiração e 
pressão arterial. 
 
3 MATERIAIS E MÉTODOS 
 
3.1Materiais 
Luvas de procedimento. 
3 
 
Termômetro infravermelho 
Oxímetro de dedo 
Esfigmomanômetro 
 
 
 
3.2 Métodos 
Em um primeiro momento da prática em um grupo de 10 pessoas foi verificado a 
temperatura e nível de saturação de cada um dos envolvidos, em outro momento os 
alunos foram divididos em 5 grupos, cada grupo contendo dois participantes, cada 
dupla ficou responsável por aferir a pressão arterial de seu companheiro. O transcorrer 
da aula ocorreu da seguinte forma: 
Primeiro momento: Foi apresentado os aparelhos, como cada um funcionava e como 
deveríamos utilizá-los. 
Segundo momento: colocamos em prática todos os ensinamentos repassados no 
início da aula. 
 
4 RESULTADOS E DISCUSSÃO 
A partir das aferições em cada participante do grupo, foram observados os seguintes 
resultados: 
 
Aluna (A): 
 
Temperatura corporal: 36,2ºC 
 
Frequência cardíaca: 89 bpm 
 
Nível de saturação: 97 
 
Pressão arterial: 110 mmHg (sistólica) e 60 mmHg (diastólica). 
 
Frequência Respiratória: 20 
 
Aluna (B): 
 
Temperatura corporal: 36 ºC. 
 
Frequência cardíaca: 88 bpm 
 
Nível de saturação: 99 
4 
 
 
Pressão arterial: 140 mmHg (sistólica) e 100 mmHg (diastólica). 
 
Frequência Respiratória: 18 
 
 
5 CONCLUSÃO 
 
Desse modo, é essencial perceber que a variações em alguns sinais vitais de 
acordo com o estado físico que cada pessoa se encontra (em repouso, depois de 
realizar movimentos). Confirmando assim, os diferentes índices numéricos. Sendo 
essencial para um profissional da saúde saber realizar a verificação dos sinais vitais, 
percebendo as alterações da normalidade dos seus pacientes. 
 
REFERÊNCIAS 
 
GUYTON & HALL. Tratado de fisiologia médica. 13. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 
2017. 
 
Potter PA, Perry AG. Fundamentos de enfermagem. 7.ed. Rio de Janeiro : Elsevier, 
2011.